Turvânia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Turvânia é uma terrinha esquecida por Deus lá em Goiás, na microrregião da PQP. A cidade se destaca pelo seu grandioso número de mato e jegues.

História[editar]

Um acidente no famoso Rally do Jegue de Turvânia.

Porcaria criada em 1930 quando pobres miseráveis esquecidos pelo mundo foram se meter a bestas e se aventurar no cerrado em busca de sabe-se lá o que. Até o dia em que encontraram o fantasma do Alborghetti, que deu um potinho de Nescau cheio de urina, amianto e brita, elementos muito presentes na região. Os colonizadores aceitaram aquilo como sinal, e construíram os primeiros ranchos de pau-a-pique, cobertos com folhas de buritis e revestidos com fezes de jumentos (para dar mais durabilidade e ajudar à juntar mais insetos transmissores de doenças).

Em 1940 já adquiria características de um vilarejo, quando surgia os primeiros botecos e puteiros, locais essenciais no surgimento de qualquer vilarejo do interior.

A história dessa cidade é um Inferno, até hoje só há uns 40 barracos e a estrada são trilhas no mato. O hospital é algo inexistente até hoje (aquilo que dizem ser um hospital não dá para considerar como sendo um). Em 1958 é elevado a status de município depois que Anicuns decidiu cortar gastos.

Durante décadas a cidadezinha sofreu com os ataques de lobisomems e da mula sem cabeça.

Atualmente enfrenta poucos problemas como epidemias de malária, febre amarela, diarreia e doença de Chagas, pobreza extrema, desemprego, ócio, tédio e bolos contaminados.

População[editar]

População de uns 50 habitantes (contando com os que já morreram desde a fundação do lugar), a cidade foi formada por todo tipo de desordeiros, criminosos, ladrões e prostitutas oriundos de Nazário e Anicuns. A cidade possui um peculiar sistema jurídico criminal, onde condena assassinos e ficarem por 2 meses cobertos por mel ("mer" no goianês), amarrados em uma árvore, sendo devorados por mosquitos e depois da pena cumprida são expulsos da cidadela sendo forçados a migrarem para Palminópolis ou Firminópolis).

Geografia[editar]

Além de muito mato e mosquito, há o Rio Turvo, que dá nome à cidade. O rio recebe esse nome devido a sua água barrenta cheia de coliformes fecais, rio que abastece o suprimento de água da cidade.

A fauna se destaca pelas diversas antas e capivaras que destroem as pequenas lavouras de milho e alho, além de comer toda ração dos cochos de alimentação dos animais de competição dos jogos de Rally de Jegues.

Turismo[editar]

Turismo em Turvânia é algo que com certeza não existe. O mais perto disso é a Competição Nacional de Rally do Jegue, do qual Turvânia sedia os jogos.

Saúde[editar]

A cidade é famosa pela corrupção de seus prefeitos e também por pagar o salário de 42.000,00 reais para qualquer médico safado que lá queria se estabelecer, desde que pague a ele mensalmente a propina do prefeito e da secretaria de saúde.