Turvelândia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Turvelândia (apelidada carinhosamente de Pirraça) é uma cidade de Goiás que você nunca ouviu falar (a não ser que seja um habitante de lá[1]).

História[editar]

Turvelândia está por aí, é só procurar direito.

Tudo começou quando em 1904 um grupo de nordestinos migraram para o interior de Goiás e levaram para a região o curioso hábito de jantar e almoçar farofa (posteriormente essa cultura viria a ser incorporada no prato típico local, a famosa pamonha com farofa de Turvelândia). Esse povo não se estabeleceu de primeira, e durante anos esses baianos ficaram parasitando Santa Helena de Goiás e Rio Verde. Cidade ficou historicamente famosa por uma antiga rixa de dois fazendeiros cornos pirracentos.

O desenvolvimento em si chegou apenas em 1962, quando o município de Paraúna comprou aquelas terras para plantar alcachofras. O nome Turvelândia vem dos tons turvos das poças de água barrenta que acumulam-se nos buracos das ruas mal asfaltadas do vilarejo.

Em 1976 foi vendida para Acreúna depois que Paraúna se tocou da merda que era esse distrito.

Não durou muito, e rapidamente foi transformado em município em 1988 pela Constituição Federal.

Atualmente, é uma cidade tão insignificante que nem aparece no Google Earth.

Economia[editar]

Graças à negação da administração pública local, a economia da cidade aparece entre as mais decadentes do estado de Goiás, anos de programas orçamentários esdrúxulos transformaram Turvelândia numa cidade pior que a pior das cidades do Suriname.

Transportes[editar]

De acordo com o Google Maps, ele diz para você pegar a BR-452 no sentido Inferno e depois se virar para encontrar Turvânia que fica em algum buraco por ali.

Turismo[editar]

No sonho dos prefeitos de Turvânia há na cidade um turismo desenvolvido e pujante graças ao imenso potencial ecoturístico oferecidos por belas cachoeiras e rios com diversas opções para pesca e trilhas naturais. Mas claro que isso jamais passará de sonho mesmo. Turismo no sul de Goiás só Caldas Novas e o Parque Nacional das Emas mesmo.

Referências

  1. Apesar de que provavelmente 99% de quem se dispor a pesquisar e ler esse artigo com certeza é de Turvelândia.