Ultraje a Rigor

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Passarinho.jpg

Este artigo é sobre um(a) artista, grupo musical ou uma banda.
Certamente, fãs idiotas alienados odiarão este artigo!!


Placa80.svg

Este artigo discute coisas intrínsecas aos Anos 80's!
E deve ter acompanhado os momentos finais do Chacrinha.


Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Salve, truta! Este artigo é paulista, que não gosta de Gaúcho e Carioca e se acha um puta trabalhador né, meu! E não tá completo pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Cquote1.png Você quis dizer: Funcionários do Danilo Gentili Cquote2.png
Google sobre Ultraje a Rigor

Cquote1.png Filha da puta, é tudo filha da puuuta! Cquote2.png
Ultraje A Rigor sobre eles mesmos
Cquote1.png InútEl, a gente somos inútEl! Cquote2.png
Ultraje A Rigor sobre todos nós brasileiros

Roqueiro que é roqueiro não faz essa pose

Cquote1.png Pelado pelado, nu com a mão no bolso. Hu Hu Hu Hu Hu Cquote2.png
Ultraje A Rigor sobre a profundidade de suas letras
Cquote1.png Eu não tenho nada pra dizer/também não tenho mais o que fazer/e só pra garantir esse refrão/eu vou enfiar um palavrão: Cu Cquote2.png
Ultraje A Rigor sobre a profundidade de suas letras [2]
Cquote1.png Nós somos melhores que eles! Cquote2.png
Capital Inicial sobre Ultraje A Rigor
Cquote1.png E nós também! Cquote2.png
Ira! sobre comentário acima
Cquote1.png iH nOiX tAmBeIm SoMuX! Cquote2.png
NxZero sobre dois comentários acima
Cquote1.png Não exagera, vai! Tu é emo e suas músicas são chororô Cquote2.png
Roger Rocha Moreira sobre comentário do NxZero
Cquote1.png Corre! Cquote2.png
Marylou para Sara Lee sobre chegada do Ultraje A Rigor
Cquote1.png Quem nasce para Ultraje a Rigor nunca chega a Mamonas Assassinas. Cquote2.png
Alguém que entende de música sobre Ultraje a Rigor

O Ultraje A Rigor é uma banda de rock n' roll [?] formada no início dos anos 50 por um bando de emos que pagavam de engraçadinhos, inspirados por Mamonas Assassinas ---- mesmo tendo surgido antes deles, eles só estouraram (hum?) nas paradas em 1983, com os hits "Vamos Todos A La Playa", "Inútil", esse fazendo uma autodefinição da banda, e "Mim Quer Tocar", composta por Tarzan. A banda é um grande ícone no cenário emocore nacional, e hoje são funcionários do Danilo Gentili.

Membros da banda[editar]

  • Roger Moreira: Vocalista, guitarrista, membro fundador da banda e connoisseur político, tendo se afiliado à direita brasileira (que, convenhamos, é tão merda quanto a esquerda, o que significa que o país está atolado num poço gigante de bosta), Roger é um ombudsman. Ele já falhou miseravelmente tentando dublar dublou Nick Mendonza em Battlefield: Hardline. São-paulino doente, já posou nu para a G Magazine num ensaio bastante celebrado (especialmente por Gentili, que leva cópias da G do Roger com ele onde quer que ele vá) e foi um dos "grandes jogadores" do campeonato Rockgol, tendo feito um gol de nuca e um incrível gol de cabeça com o pé como é que esse cara conseguiu uma coisa dessas?. Porém, a única coisa da qual o narrador e o comentarista se lembram é da coloração de seu cabelo no Rockgol de Areia em 2004, pela qual ganhou o honroso apelido de "água de salsicha".
  • Marcos Kleine: Palmeirense, guitarrista e cabaço. Preciso mesmo dizer mais?
  • Mingau: O baixista do grupo. Alvo fácil das piadas de Danilo Gentili por conta de sua forma física, teve um affair quentíssimo e repleto de polêmicas com Inês Brasil em 2013, que gerou uma ninhada de mafagafos, cujo número de filhotes é estimado em torno de 20.000, todos vivendo nas florestas do Acre com o auxílio do Bolsa-Família.
  • Bacalhau: Um peixe norueguês que se perdeu do seu cardume e foi chamado para tocar bateria no Ultraje, mas nem mesmo ele sabe muito bem o que realmente está fazendo ali. Tocava numa banda chamada Rumbora (Quê???) que faliu.

Discografia[editar]

O Ultraje é tão bom que lançou muitos discos, só que mais da metade deles são coletâneas lançadas com a intenção da banda não ser esquecida... Adivinha se deu certo? Deu, porque alguns fãs queriam ver os remixes de tais músicas como InútEl (como pronunciado por Roger) e Mim Quer Tocar. Ah! Nós não podemos esquecer de citar a famosíssima revista G do Roger que, aliás, vendeu mais cópias que a Bíblia, Mein Kampf e toda a Trilogia Harry Potter juntas, além de servir de material masturbatório para o querido chefinho da banda, Danilo Gentalha.