Um Pistoleiro Chamado Papaco

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Clint eastwood manwithnoname.jpg Howdy, pal, este artigo é do Velho Oeste!

Ele anda de diligência, maneja um 3oitão com perfeição e seu bando é o mais
procurado da região. Entre, peça uma bebida e aprecie a beleza das dançarinas
do saloon, mas se vandalizar este artigo, vai parar num duelo!

Para atuar neste filme, o tal pistoleiro teve que armar o pistolão (o que foi bem difícil, já que ele possuía apenas uma pistolinha mixuruca)
Desentrevistasminibox.PNG O Desentrevistas
possui uma entrevista com
Papaco

Cquote1.png Você quis dizer: Pistoleiro sem nome Cquote2.png
Google sobre Um Pistoleiro Chamado Papaco
Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Papa-Cu Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Um Pistoleiro Chamado Papaco
Cquote1.png Mas que pistolão que esse Anão Chumbinho tem. Cquote2.png
Angelica Dumont sobre Um Pistoleiro Chamado Papaco.
Cquote1.png Uma pena que eu ainda não era de maior pra expor o meu pistolão. Cquote2.png
Kid Bengala sobre o filme.
Cquote1.png Agora eu vou te FUDER! Cquote2.png
Papaco sobre suas piadas sobre ele ser gay
Cquote1.png Já trabalhamos juntos Cquote2.png
Jailson Mendes sobre Papaco
Cquote1.png Que levas nesse caixão? Cquote2.png
Figurante
Cquote1.png Um monte de bosta! Cquote2.png
Um Pistoleiro Chamado Papaco sobre a pergunta idiota acima
Um Pistoleiro Chamado Papaco é mais uma merda pornografica feito numa Boca do Lixo em alguma cidade de São Paulo, em 1986.

História[editar]

O pistoleiro Papaco vaga pelo Oeste arrastando seu caixão recheado de bosta mercadorias preciosas para negociar com um grupo de bandidos na cidade de Santa Cruz das Almas ou foder as suas gostosas chumbando elas. No caminho, após duelar e matar seus quatro Ricardões de lá, Papaco conhece Linda, que pede para acompanhá-lo para uma festinha. Chegando na cidade, várias gangues ligadas aos chefes locais do crime, Jane e Sapato, tentam roubar a mercadoria no caixão e as putas do Anão Chumbinho. Após ser acolhido no bordel da cidade pelo papa-defunto, Papaco é rendido pelo anão Big Boy, mas finalmente consegue negociar a mercadoria. Filme pornô com alguns dos principais clichês do "Western spaghetti", pra mostrar que tamanho, é de fato um documento.

Papaco, após vender sua mercadoria, trepou caminhou muito até chegar na região do sul do Canadá. Lá, de tanto comer cu cruzar o caminho de algumas senhoras, acabou fazendo dois demônios filhos numa mulher que se chamava Beth Philips. Num destes encontros, ela ouviu de Papaco em português: "eu trepo até raiar", essa frase ficou na mente dela e batizou seus dois filhos: o mais velho de Trevor Philips e o mais novo de Rayan Philips. O pequeno Trevor se parecia muito com seu velho pai tanto é que anos mais tarde ele começa a despertar sua invulnerabilidade a balas e seu pansexualismo. Como todo pai brasileiro, zeloso que era, Papaco abandonou o Canadá assim que soube que estavam procurando por ele.

Crítica[editar]

Momento da confusão em um boteco do velho-oeste, que também é considerado por muitos como o clímax do filme.

Bom, este é um daqueles legítimos filmes de Pornochanchada (filmes brasileiros com cenas de sexo, digamos assim). Pelo o que eu já tinha ouvido falar sobre ele, eu esperava que fosse bem melhor, tem umas partes bem engraçadas, principalmente os diálogos entre eles, mas não é assim de tão "óooh". Um pistoleiro chamado Papaco se trata de um pistoleiro ah, vá. É mesmo?) que tem o seu nome denominado por ser um comedor de ... bom, vocês já sabem (não é a toa que no filme eles o chamam de Papaco), ele carrega um caixão pra tudo que é lugar que vai (Obs: o caixão tem rodinhas, preste atenção se for ver), isto me fez lembrar do Velho e bom filme de Faroeste de Django, que também carregava um caixão (possivelmente pois aqueles que mexem com ele morrem). O filme na real não é dos melhores, tem horas que tu faz um monte de gente rir com os palavrões , mas como não é apenas comedia e sim de "coisinha", então não tem o de tanto dar risada com alguns palavrões grossos.

Cquote1.png Ei seu bunda mole! Cquote2.png
Um homem qualquer que apareceu do nada com seus compadres
Cquote1.png Falou comigo? Cquote2.png
Papaco se perguntando se falaram com ele
Cquote1.png Não 'gracinha', falei com a puta que te pariu! Cquote2.png
Cowboy mal educado
Cquote1.png Ainda bem, até um outro dia Cquote2.png
Papaco se aliviando e despedindo-se dos compadres
Cquote1.png Um momento, amigo... Cquote2.png
Homem qualquer sobre o que tem no caixão
Cquote1.png Fala o que você quer de uma vez, caralho! Cquote2.png
Papaco sobre a pergunta tola do cara sobre o que tem no caixão
Cquote1.png O que levas nesse caixão? Cquote2.png
Cowboy sobre o caixão
Cquote1.png Um monte de bosta Cquote2.png
Papaco sobre a pergunta tola do tal
Cquote1.png E quem foi o cagão? Cquote2.png
Cowboy mais uma vez
Cquote1.png Aposto que não foi o cu de sua mãe Cquote2.png
Papaco responde

Elenco dessa putaria toda[editar]

Chapéu preto. Barba por fazer. Cara de bosta. É assim que se faz um cosplay decente de Papaco.

Elenco[editar]

  • Fernando Benini ... Papaco (o que pega todas - mesmo que segundo ele mesmo o seu negócio seja outro... - Fez o papel de Firmino na novela Carrossel, então protejam seus filhinhos na escolinha!)
  • Anão Chumbinho ... Big Boy (e põe BIG nisso)
  • Márcia Ferro ... Linda (uma puta que rola pra ela é por quilo, e que tem um nome que não lhe faz justiça.)
  • Nikita ... Jane (uma outra puta)
  • Agnaldo Costa ... Sapato (o vilão gay do filme)
  • Paco Sanchez ... Pancho Favela (o que teve as suas pregas fudidas pelo Papaco)
  • Satã ... Sartana (um outro vilão, mas esse pegava as gatas)
  • Denise Clair ... Prostituta (é necessário repetir?)
  • Angelica Dumont ... Prostituta (é mesmo?)
  • Camila Gordon ... Prostituta (...)
  • Priscila Presley (que não é a ex-mulher do Elvis...) ... Prostituta... só tem puta nesse filme?

Participações especiais[editar]

  • Rita Cadillac, como a maior pistoleira do oeste.
  • Cléo Cadillac, como a aprendiz de pistoleira. Como aprendeu muitas coisas com Rita, no fim do filme, ela realiza o sonho de dar para o Anão Chumbinho.

Ver também[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Um Pistoleiro Chamado Papaco no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg