Uma Obra do Barulho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Emotv.png ESTE ARTIGO FEZ PACTO COM A MTV!

Ele provavelmente foi criado por um VJ, finge que se importa com música e vai se mudar pra Record quando as coisas estiverem feias. Não vandalize, ou Paulinho Serra fará o penteado dele em você!


O filme saiu em cartaz nos cinemas de todo o Brasil e vendeu mais do que Titanic e outras porcarias sem graça

Cquote1.png Meu nome é Mustafá, sou fiscal da defesa civil Cquote2.png
Mustafá, fiscal da defesa civil sobre qualquer coisa.
Cquote1.png O Seu Rodrigo é um grandissíssimo filho da puta Cquote2.png
Qualquer um sobre Seu Rodrigo.
Cquote1.png Ele tá descansando, esse folgadinho? Cquote2.png
Seu Rodrigo sobre o cadáver do Seu Edmilson.
Cquote1.png Seria melhor ter ido ver o filme do Pelé! Cquote2.png
Chaves sobre Uma Obra do Barulho.

Uma Obra do Barulho é mais uma super produção do grupo Hermes e Renato na sessão de filmes da Tela Class, é o decimo segundo filme.Seu Rodrigo, um empresário oportunista e muito pilantra, promete construir um prédio no meio do deserto, e vende os apartamentos por 300 mil reais antes mesmo de começar a obra dando um orçamento de 5 mil reais para construir um prédio de 300 andares com piscinas olimpicas e vista para o mar, o que, óbvio, não acontece, deixando fudidos os pedreiros da obra e todos os compradores revoltados.Esse filme é possivelmente o mais engraçado da Tela Class.

Já esse artigo não é lá muito engraçado. Bem, foda-se...

Personagens[editar]


Spoiler5.JPG
Atenção! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais SPOILERS!
Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Thorin é morto na Batalha dos Cinco Exércitos, ou que Seiya fica numa cadeira de rodas.
Spoiler3.jpg

  • Seu Rodrigo: Empresário salafrário que engalobou um monte de babacas que compraram um megalomaníaco projeto de apartamentos num prédio construído em meio ao deserto do Saara, usando um esquema com seu amigo Sérgio Naya de areia da praia pra poder terminar o prédio, dizendo que teria uma caralhada de vantagens, como trezentos andares, piscina olímpica e próximo ao mar do Saara (?). De acordo com ele, foi modelo na juventude, apesar de ter uma lata horrível. Os problemas com o prédio, que deveria ser entregue em duas semanas e foi enfim entregue em DOIS ANOS E MEIO depois da promessa causaram-lhe um problema de brochar todas as noites com sua esposa. Após sair fugido com a grana dos compradores e funcionários da obra, acabou morto por Mustafá, o fiscal da Defesa Civil, com um tiro na cara.
  • Seu Andrade: Um dos chefes da obra, velho que vivia cansado e também com crises de diarreia durante a construção, determinou que a curta verba só poderia ser usada para a construção invés de comerem. Ele acabou tendo uma merda no cérebro e ficou perambulando como um doido varrido pelas ruas da cidade no final do filme.
  • Mustafá: O fiscal da Defesa Civil, como ele sempre fazia questão de frisar dia após dia a cada aparição que o mesmo era o fiscal da defesa civil, sempre aparecendo em momentos bastante inconvenientes, como quando Rodrigo estava brigando com alguns funcionários, ou quando Seu Rodrigo ia transar com a esposa. No final, após receber denuncias sobre a construção, ele consegue mandar Seu Rodrigo pro inferno, como um bom fiscal da defesa civil.
  • Léo: Traveco e decorador de ambientes, que viu como a obra estava uma merdinha, não podendo sequer dar um boquete as vezes. No final ele abandonou tudo isso e foi apresentar a nova versão de Galera da TV! na RedeTV!, emissora conhecida por apresentadoras que dão o golpe do baú em seus donos.
  • Amélia: Essa tinha vaidade sim, diferente daquela Amélia que era mulher de verdade. Vive reclamando do marido broxa, e no fim termina tentando se defender dos compradores indignados com uma 38 e um martelo, já que seu amado esposo se mandou rapidinho. OBS: Sabe-se lá porque do nada o marido chama ela de Anita. Talvez ele a tenha confundido com alguma amante...
  • Custódio: Típico puxa-saco burro pra caralho e filho da puta, vive entregando o patrão indevidamente as vezes. Pra piorar é porco e nem toma banho antes de limpar a bunda na toalha.
  • Pedreiro: Apesar da ausência do nome, o Indiana Jones cover foi um dos protagonistas da maior indignação com o Seu Rodrigo, deixando claro que ele era ultra gaaaaaaaaaaay, com um pau de cotoco, não tem peito, e sim culote, com barriga caída, bunda murcha e feio pra caralho.
  • Seu Edmilson: Era o responsável pelas piscinas do prédio e muito porcalhão. Entretanto, aparentemente morreu de fome em meio a construção das piscinas, virando uma caveira, parecendo... sei lá... uma banana passa... não não, tá mais parecido com aquele filme "A Volta dos Mortos-Vivos... Um parente dele mais de dois anos depois quis uma indenização por essa morte, recebendo cinco paus, já que Seu Edmilson não valia muita coisa.

Teve um monte de aleatórios também no filme entre eles uns escravos negros bem bizarros, porém prestativos, mas que se fodam, ninguém liga pra figurantes. Exceto se for a Suzana Vieira, que fez o dublê de corpo do cadáver do seu Edmilson em forma de múmia...

Filme completo[editar]

Assista também[editar]

Ver também[editar]

Mirror2.jpg Conheça também a versão oposta de Uma Obra do Barulho no Mundo do Contra:

Espelhonomdc.jpg