União São João Esporte Clube

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Clubismo aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa pra quem você torce, seja o Coritiba, o Atlético Paranaense ou a Portuguesa. Seja engraçado e não apenas idiota.


União São João Esporte Clube
Escudo do União São João de Araras.png
Brasão
Hino '"São João, acende a fogueira do meu coração"'
Nome Oficial União Alvinegro em Ação São João salva Esporte Clube
Origem link={{{3}}} São Paulo- Araras
Apelidos Usina (não o do Pânico)
Torcedores vivem no Sayão
Torcidas desorganizadas
Fatos Inúteis
Mascote Pica-pau
Torcedor Ilustre Faustão
Estádio Hermínio Eumetto
Capacidade 22.000 (5x a população)
Sede Canavial
Presidente Prefere não se identificar
Coisas do Time
Treinador Algum ex jogador irrelevante
Pior Jogador Nuvola apps core.png Roberto Carlos
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png Supererro.jpg
Patrocinador 100 reais e seu nome lá
Time
Material Esportivo Cada jogador leva o seu
Liga Campeonato Paulista
Divisão 3° Divisão MWAHAHAHAHAHA!
Títulos MWAHAHAHAHAHA!
Ranking Nacional 61° (de 62)
Uniformes Camisauniao2.jpg
Camisauniao1.gif



Cquote1.png Você quis dizer: Lanterna Verde Cquote2.png
Google sobre União São João Esporte Clube

União São João Esporte Clube, mais conhecido como Usina ou União São João de Araras, é um clubinho brasileiro de futebol da cidade de Araras, distrito de Cordeirópolis, no interior de São Paulo, que ficou famoso por ter time selecionável no jogo Ronaldinho Campeonato Brasileiro 98 para o Super Nintendo. Foi lanterna absoluto.

História[editar]

Fundação[editar]

Foi inventado em 14 de janeiro de 1981, durante um churrasco de fim de ano da Usina São João, onde jogaram casados versus solteiros, e ai um dos bêbados teve a brilhante ideia de montar um time. O nome escolhido União São João foi deliberadamente escolhido para que até na ordem alfabética, o time ficasse em último.

É um clube conhecido por revelar jogadores e vender como padaria, todos os jogadores que começam a jogar mais ou menos. É o caso do lateral-esquerdo Roberto Carlos, jogador praticamente aposentado que, sem ter o que fazer na Europa, veio curtir um futebolzinho de fim de semana jogando no Corinthians. E, como todo destino de jogadores do União, se deu mal. Revelou também o goleiro Veloso, que tem como destaque na carreira um implante (não tão bem sucedido) de cabelo. Ah...também foi convocado para seleção brasileira, mas não é tão relevante para esse registro.

Clube Empresa[editar]

Roberto Carlos chegou a seleção jogando pelo União

O Usina São João é o primeiro clube empresa do país. Seu dono, um importante empresário local, compra jogadores-escravos no Norte do país e lançam no time como promessas. Cerca de 0,1% deles conseguem sucesso, sendo transferidos para grandes clubes de São Paulo como Lemense, Independente de Limeira, Catanduvense, Paulínia FC... os demais, são aproveitados nas safras de cana de açúcar.

Como clube empresa, tudo está a venda. Uma partida já foi cancelada, porque seu empresário alugou as traves do estádio para ser usadas como poleiro de uma exposições de periquitos em uma cidade vizinha. Em outra ocasião, não havia redes nas traves, que tinha sido emprestadas para uma pescaria no Bar do Cris, na Cascata, e assim por diante.

Primeira divisão do Campeonato Brasileiro[editar]

O União São João disputou por 4 vezes a Série A do Brasileirão (1993, 1994, 1995 e 1997), em todas oportunidades ficou na lanterna com 100% de desaproveitamento, o que rendeu o apelido de Lanterna Verde ao time de Araras.

Em sua história na primeira divisão o União São João sempre participou de partidas memoráveis. Buscando União São João no Youtube você verá algumas destas partidas históricas como União São João 0 x 6 Vasco (com todos os gols do Edmundo), União São João 3 x 8 Santos e também União São João 1 x 5 Palmeiras, com grande atuação do goleiro do União no primeiro gol. Além disso, Rogério Ceni fez seu primeiro gol de falta sobre o Usina São João. É claro.

Declínio[editar]

Como todo time do interior paulista sustentado por prefeitura, o União São João teve seu prazo de validade e a partir do rebaixamento de 1997 o União São João rebaixou 10 vezes consecutivas, para que em 2010 se encontrasse na Série B12 do Campeonato Paulista, o qual pretende continuar por pelo menos 100 anos, até existir algo abaixo para ser rebaixado, enquanto isso o time se recusa a jogar futebol.

Estádio[editar]

Campo do União, gramado com excelente drenagem

O União São João possui estádio próprio, que é praticamente um deserto. Localizado em um terreno doado por ser de péssimo acesso e um conhecido lamaçal, é praticamente vizinho da cidade de Conchal.

O Estádio Doutor e Dono da Usina Hermínio Ometto tem capacidade para 22 mil pessoas, o que mostra indícios de superfaturamento, uma vez que Araras tem no máximo 14 esportistas na cidade, segundo ultimo senso.

É um estádio confortável onde é possível assistir partidas deitado, uma vez que ninguém comparece nas arquibancadas, gerando liberdade de movimentos. Recentemente, por medidas de segurança, teve sua capacidade reduzida de 22 mil para 16 mil pessoas, o que foi motivo de alívio para os dirigentes, afinal qualquer meia dúzia de torcedores aposentados, passam a representar 1% da lotação total.

Graças ao seu Estádio, o União São João está no Guinness Book, como equipe que mais perdeu jogando em casa. Dos 632 jogos em casa, perdeu 631 jogos e empatou 1.

Esse heroico empate foi o primeiro jogo do União foi um empate em casa em 1 a 1 entre o União São João e o Botafogo de Ribeirão Preto pelo Campeonato Paulista da Série A-1, o que já profetizava que o estádio era pé frio. É bom frisar que antes da partida, houve um churrasco de confraternização entre os jogadores do Botafogo, que estavam na choperia Pinguim em Ribeirão Preto. O gol de empate do Botafogo, foi feito pelo garçom Juvenal, que veio por engano junto com o ônibus da delegação do Botafogo.

O estádio tem como seu recorde de público a partida Usina São João 1 x 1 Santos em 28 de maio de 1995 onde 97 pessoas viram esta partida válida pelo Campeonato Paulista daquele ano. O recorde foi em função da divulgação que Pelé jogaria pelo Santos naquela partida. E o informado povo ararense, acreditou e "lotou" as arquibancadas.

Títulos adquiridos[editar]