Unicorns of Love

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Barraderolagemalema.jpg Este artigo é algo que o Egito aprovaria, se tivesse se classificado pra uma Copa do Mundo quando foi tricampeão africano...

Este é um artigo que pode te levar para o Lado Amarelo da Força. Se estiver perto de algum evento decisivo, não o leia, pois pode causar um FAIL épico.


Unicorns of Love
EscudoUoL.jpg
Brasão
Nome Oficial Unicorns of Lose
Mais conhecido como Vasco da Gama, Bronies
Região Bandeira da Alemanha.png Europa sem Russia (agora na Rússia)
Outras informações sem graça
Quem auxilia essa merda Hasbro
O diamante do time Um russo aí
Time que mais odeia H2k-Gaming


Cquote1.svg Freguês! Cquote2.svg
Splyce sobre Unicorns of Love em momentos decisivos

A Unicorns of Love é mais uma das inúmeras equipes multigaming europeias, sendo que essa se considera mais alemã do que europeia, onde joga pela liga europeia de League of Legends, onde é uma daquelas equipes feitas para encher linguiça no campeonato, ora apanhando nos playoffs, outra brigando contra o rebaixamento, onde é mais conhecida por sempre falhar em entrar pro Mundial nos pontos altos da equipe.

Na EU LCS[editar]

Início dos bronies[editar]

O time surgiu em 2014, onde foi fundado por fãs masculinos de sexualidade suspeita de My Little Pony, quando viram que sua fanbase estava sendo dominada pela fanbase de League of Legends, no qual colocaram um time com esse nome para tentar converter os fãs de LoL para My Little Pony, mas o efeito foi o contrário e fez vários fãs do desenho jogarem o jogo para entrar na equipe, fazendo que a fanbase do desenho animado ficasse mais deserta.

Com isso, começou com vários campeonatos vagabundos sem importância, onde ganhou maioria deles, e com isso contrataram jogadores melhores para a equipe, onde disputou sua primeira Challenger Series, onde apenas ficou em terceiro nos playoffs, mas mas por algum critério retardado, se classificavam 3 em vez de 2 no ano, no qual resultou em um jogo entre a equipe Millenium, onde a equipe dos bronies venceu por 3 a 2, rendendo uma vaga na EU LCS do ano seguinte.

A equipe na LCS[editar]

Comemoração super máscula dos jogadores da equipe.

Em 2015, disputaram uma competição maior, e no primeiro split, fizeram uma campanha que não fede, nem cheira, ficando em quinto do grupo, onde mesmo com uma campanha quase ruim, a Unicorns of Love conseguiu passar pela X-Men Gaming e a Imitões da SKT, mas como alegria de pobre durava pouco, perderam para a Fnatic por 3 a 2.

No segundo split do campeonato, fizeram a mesma merda, perdendo 9 partidas e ganhando as outras 9, mas só que dessa vez ficaram em quarto no campeonato, onde foram estupradas pela Fnatic, e no desafio do terceiro lugar, tomaram outra enrabada, mas só que dessa vez pela H2k-Gaming, mas dessa vez se classificaram para um regional do campeonato que decidiria a vaga por cotas no Mundial, no qual foram cavalos paraguaios novamente e perderam para a Origen.

O seu primeiro vice[editar]

Em 2016 conseguiram ganhar mais do que perder na fase inicial da EU LCS, ficando também em quinto, mas nos playoffs, apanharam da Origen por 3 a 0 novamente. Na segundo split do campeonato, fizeram uma campanha péssima onde enfrentaram a Anões Gaming e conseguiram vencer por 3 a 1, mas apanharam duas vezes, pela Like a G6 e os amantes do 3º Lugar, e novamente tiveram a chance de ir pro Mundial de League of Legends, mas se foderam novamente, quando perderam sua vaga para a Splyce em outra final.

Por pena de seus vices, a equipe da Unicorns of Love foi convidada por um amistoso vagabundo chamado de Intel Extreme Masters na cidade de Oakland já que a própria Splyce deixou a Unicorns of Love jogar nesse campeonato por pena, onde teve a participação do Time Só Modinha, Longcat Gaming (um time desconhecido da Coreia do Sul na época, pois se contratassem a SK Telecom T1 ninguém queria jogar), as Lobas de Taiwan, a Perde IWC e uma uma equipe pipoqueira da Oceania, onde por falta de adversários decentes, ganhou da INTZ e da Team SoloMid, onde enfrentou a Flash Wolves na final, e dessa vez conseguiu ganhar algo.

Pipocadas em 2017[editar]

Cquote1.svg Por favor, qualquer outro time, me contrate logo! Cquote2.svg
Algum jogador sobre jogar nessa equipe

Animados com a campanha na imitação da imitação do Mundial, o time de 2017 veio com tudo, apenas ficando atrás da G2 Esports, onde conseguiu uma vaga para as semi-finais, ficando em primeiro do grupo com incríveis 11 vitórias e 2 derrotas, onde conseguiu surrar todos em seu grupo e enfrentou a equipe dos Coelhos Furries nas semi-finais, incentivando a velha rivalidade entre bronies e furries, onde venceram o jogo por 3 a 1, onde vão fazer vergonha jogar a final contra a G2 Esports na Alemanha, onde possuem mais torcedores, mas isso não ajudou a equipe e perderam as duas primeiras, mas venceram a terceira por caridade da G2 e perderam a quarta, para que não ficasse uma final sem-graça, ficando com o vice-campeonato.

Com isso, por serem mais uma vez vices, o time da Unicorns foi convidada no amistoso chamado Rift Rivals, onde após iniciar perdendo e virar o placar em vitórias, o time foi creditado como esperança da Europa, mas conseguiu o feito de apanhar pro pior time da NA LCS, o que causou desapontamento, além de serem estuprados nas finais. O time com isso, voltou tiltado e perderam algumas partidas pra times fracos, causando o segundo lugar em seu grupo. Nas quartas de final, maioria das pessoas esperavam uma vitória fácil ou até mesmo complicada contra o time da Misfits nas semi-finais, mas o time dos coelhos inteligentemente usou a estratégia de focalizar no jogador mais feeder do time, o mid laner Exileh e conseguiram mais de 8000 kills no mesmo, além da típica burrice em não conseguir banir a Tristana do ADC da Misfits que estava em fogo no rabo, o time da Unicorns of Love desistiu de seu sonho de ser tri-vice campeão e foi stompado nas quartas de final.

Em mais uma tentativa fracassada de tentar entrar pro Mundial, o time da Unicorns of Love pegou sua freguesa na temporada, a H2k e de cara ganhou facilmente o primeiro jogo, mas depois disso apenas dormiram no jogo e perderam duas partidas. No quarto jogo até conseguiram uma mínima esperança pros seus torcedores, mas como alegria de pobre durava pouco, perderam no quinto jogo e ficarão mais um ano fora do Mundial.

Péssimo início (e temporada também) da equipe em 2018[editar]

Cquote1.svg Buáaaaaaaaaa! Cquote2.svg
Torcedor da equipe sobre o brilhante início em 2018
A equipe mais ou menos nova começou com derrota na competição, e isso não abalou a equipe (ou sim), o qual a UOL não conseguiu mais ganhar nenhum jogo e somou mais três derrotas consecutivas, e com isso foi apanhando bastante das outras equipes no campeonato, até conseguir milagrosamente cinco vitórias seguidas...e só, já que o time passou mais da metade do campeonato batalhando para não ficar na lanterna, rumo ao mais um vice rebaixamento. (pelo menos se tivesse...) Com sua ótima campanha na reta final, o fim de jogo da equipe no primeiro split foi nem chegar aos playoffs. No segundo split, foi a mesma coisa no primeiro, só que apanhando menos do que a H2K, onde novamente ficará fora da meta de atingir mais um vice-campeonato.

Saída da EU LCS[editar]

Pelo medo da possível entrada do Bolsonaro na presidência brasileira e tanto ele quanto o Donald Trump boicotarem a equipe, além da própria Unicorns ser um time totalmente LGBT, a equipe resolveu arregar e fugir da EU LCS (assim como outras) na temporada 2019, porém para não irritar alguns bolsominions ironicamente fãs da equipe, os donos irão dar uma desculpa esfarrapada que estão cansado dos vários vices e falhas para ir ao mundial do campeonato, fugindo para Rússia, um país ainda mais homofóbico. (FAIL!)

Novo time na LCL[editar]

Como os bronies que se converteram ao League of Legends não aguentaram ver sua equipe favorita saindo da competição europeia, começaram a fazer vários protestos para que a UOL voltasse para a AH LELEC LEC, mas como a equipe não possuia muito dinheiro ou alguma outra europeia quisesse ceder o lugar para jogar o segundo split, investiu em uma liga mais fraca, porém nem tanto, a LCL e comprou o time da Team Just e a missão atual da equipe é fazer uma panelinha mais forte que a rival, a Gambit Gaming, onde empatou com a mesma na fase de grupos, porém contou com a sorte da Vega Squadron eliminar eles mesmos e enfim em um jogo mais disputado e pobre do que a INTZ contra o Flamengo, a Unicorns of Love quase conseguiu um novo vice, mas como a Vega não quis jogar nos últimos dois jogos, finalmente conseguiu o seu sonho de disputar o Mundial.

A equipe da Unicorns of Love saiu da Europa, mas a Europa não saiu da Unicorns of Love, já que foi eliminado novamente pelo maior rival, a Splyce em uma série de cinco jogos. No primeiro split de 2020, sofreu muito na fase de grupos contra o time pseudo-novato da RoX, mas nos playoffs, mostrou que a mesma era apenas um time de pipoqueiros, já que a Unicornos atropelou facilmente na final russa.

Jogadores[editar]

Os jogadores da nova equipe da Unicorns of Love são quase o time inteiro da última campeã inesperada, a Vega Squadron. Assim como no clube anterior, o jogador atualmente mais conhecido é o jungler AHaHaCiK, principalmente pelo seu nome estranho, que se fala "ananacique" e não "arraracique" ou "araracique", que como desculpa esfarrapada para não dizer que bateu a cabeça no teclado, diz que seu nick significa a palavra "abacaxi", mostrando que gosta de enfiar um abacaxi ou do desenho Bob Esponja. Um dos jogadores preferidos dos narradores.

Títulos[editar]

  • Campeonato Vodka de League of Legends: 2 (2019, 2020)
  • Intel Extreme Masters de mentirinha: 1 (2016)
  • Vários campeonatos sem expressão: 6

Ver também[editar]