Universidade Federal de Santa Maria

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

UFSM[editar]

Cquote1.png Vocês querem ingresso? Vai ter Yandê e Léo Paim Cquote2.png
pessoal da Agronomia sobre o Batataço, na saída do RU
Cquote1.png Mas que porra de avião é esse que passa toda hora?!? Cquote2.png
Paciente do HUSM sobre Hospital perto da base aérea
Cquote1.png Você traiu o movimento estudantil! Véio! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre a UFSM
Cquote1.png Na União Soviética, a UFSM estuda VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre UFSM
Cquote1.png Ninguém sai virgem enquanto eu estiver aqui!! Cquote2.png
Arco da UFSM sobre UFSM
Cquote1.png Não importa o porque do protesto, entra nessa!! Cquote2.png
estudante da UFSM sobre estadante novo da UFSM
Cquote1.png É você que sustenta essa bosta seu estudantezinho de merda! Cquote2.png
Capitão Nascimento sobre Estudante da UFSM
Cquote1.png Não sabia que tinhamos uma filial por ali! Cquote2.png
Aluno da UFRGS sobre UFSM
Cquote1.png UFSM quer dizer Universidade Federal de Silveira Martins! Cquote2.png
Seu professor pseudo-engraçado do cursinho tentando ser engraçado sobre a UFSM
Cquote1.png Ih, foi mal, a minha é federal! Cquote2.png
Estudante retardado da UFSM sobre ele mesmo.
Cquote1.png Tentei virar retardado umas 5 vezes antes de entrar na Unifra Cquote2.png
Estudante derrotado da frase acima sobre sua vida
Cquote1.png É tudo uma bosta. Vão tomar no cu seus preibói filhos da puta! Cquote2.png
Estudante fracassado do SENAI sobre briga entre "federalistas" e "franciscanos".
Cquote1.png O meu faculdade é o melhor do cidade Cquote2.png
Estudante de Agronomia depois de uma festa no centro de eventos sobre UFSM.
Cquote1.png Mas isso é a UFSM? Essa coisa caindo aos pedaços? Cquote2.png
Forasteiro sobre estado de conservação da UFSM.
Cquote1.png Se matar estudando para depois ter que pegar ônibus ou enfrentar congestionamento, estudar em verdadeiras saunas no verâo, com cadeiras duras, nunca achar o livro que deseja na biblioteca, viver em greve e ter aula em janeiro e fevereiro? Não, obrigado. Cquote2.png
Aluno da Ulbra ou Unifra, que não passou no vestibular da UFSM, refletindo sobre a vida.
Cquote1.png SOCORROOOO! SOCORROOO! Cquote2.png
Aluno da Antiga Reitoria trancado no elevador
Cquote1.png Passinho a frente faz favor!!! Cquote2.png
Cobrador dos ônibus lotados para o Campus


Brasão da UFSM

A Universidade Federal de Santa Maria(Universidade Financiadora da Família Mariano da Rocha ou Universidade dos Filhos do Seu Mariano) , é a primeira universidade do centro de estado com uma base aérea aos fundos de um hospital regional. Criada por um tal de José Mariano da Rocha, que num momento Eureka inventou a USM (Universidade do Seu Mariano). Controlada a maior parte do tempo por militares ditatoriais que surrupiavam estudantes socialistas no Opalão Preto. Mudou de nome com a morte do fundador, passando para UFSM.

A UFSM tem como sua maior glória ser a primeira universidade federal do Brasil a ter esgoto a céu aberto nos dois lados de um lado e uma ciclovia tapando o esgoto canalizado do outro da avenida que a ela dá acesso. Também é a única universidade brasileira em que as aulas contam com pausas regulares de 20 segundos para que os alunos possam apreciar o som de caças aterrisando ou dando razantes sobre a mesma.

Regras da Instituição[editar]

Existem algumas regras de conduta na UFSM:

  • Não falar mal da Bolsa PRAE.
  • Caso você seja carente e more na casa dos estudantes do campus, deverá comprar ar condicionado, computador, AzBox e um automóvel.
  • Na veterinária não deve ter nenhum aluno colono.
  • O trote é proibidamente proibido, mas acontece da mesma forma. Sempre tem gente tomando fogo e pedindo esmola no calçadão pra pagar cerveja pros veteranos.
  • A cada solstício, ocorre a greve geral para os anciões da instituição descansarem.
  • Já no equinócio, a greve acaba mas começa oficialmente as férias.
  • Todos os estudantes criam factóides para virarem pauta e aparecer na "Fora de Pica", a revistinha escrita por futuros jornalistas em formação medíocre e feito em mimeógrafo a base de vodka.
  • Fundamental estar sempre com a gestalt alterada em todo re-encontro de turma, para vincenciar a zeitgeist com plenitude.
  • Se você for professor, deve deixar uma média de 90% dos alunos em exame e reprovar 50%.

A Hierarquia[editar]

Professores: Consistindo de uma cambada de folgados (também conhecidos como professores), só sugam o dinheiro dos impostos e dizem coisas do tipo: Fiquem aqui fazendo o trabalho que eu vou tomar um café. Demoram 1 hora pra voltar e perguntam depois se alguém tem alguma dúvida. Chamam monitores para poderem tomar seu café e coçar o saco (no caso das mulheres a vagina), ficam um mês sem trabalhar e reclamam: Eu ganho só 8000 reais! É muito pouco dinheiro. fazem greve freqüentemente, mas eles sempre fizeram greve já que nunca trabalham mesmo.

São a classe mais poderosa da universidade, tendo muita influência em assuntos especiais que mudam o cotidiano dos estudantes, tipo: Quando vai sair o café mais cedo? Eu vou ganhar mais agora? Eu tenho que dar aula hoje? Em outras palavras, são as criaturas mais sábias desse centro acadêmico, que sabem tudo e sabem nada ao mesmo tempo. Dica: Se você quiser ter um futuro, estude por você mesmo, pois depender deles tá foda!

Estudantes: Os alvos de críticas constantes, sagazes sofredores nas mãos dos poderes mais altos. Se matam estudando pra ganhar um salário que irá ser equivalente ao que gastaram em livros no decorrer do curso. Podemos usar uma citação de uma professora de um dos cursos, onde o espaço nasce, cresce e morre, mas ainda não consegue acompanhar os estudantes, já que os mesmos nunca crescem devido a vagabundice dos cultuados e exímios professores. São conhecidos também como os sofredores profissionais da UFSM, já que são como todo brasileiro: Sofrem, são maltratados, moram em uma espelunca, só tem uma maçã pra comer e acham que estão no paraíso.

Típico manifestante em reunião do DCE para achar uma coisa para reclamar

Estudante Manifestante: Diz se do ser, supostamente, super inteligente, cujos neurônios se movem em velocidades maiores que as do Flash para refletir, planejar, projetar teoremas que só ele entende ou que não servem para absolutamente nada. Todo estudante 'ativo' tem completa aversão pelas palavras trabalho, trampo, serviço e correlatas. Há dois desses tipos: o que nada faz além de manter sua mão segurando o queixo para não dormir; e o que tenta fazer alguma coisa e invariavelmente faz merda. Neste segundo tipo temos aqueles que tentam ser presidente, comentarista econômico, diplomata, conseguir um programa de entrevistas na TV ou escrever livros. O motivo que leva um ser à ser um intelectual do movimento estudantil muitas vezes remete à infância do mesmo, pois sua mãe o dizia: "Meu filho, aqueles que são motivo de chacota hoje, serão os intelectuais do amanhã". Este eufemismo-de-mãe aliado à falta de discernimento do infante resulta na mutação científicamente chamada de Intelectus-naris-empinadus e você não precisa ser intelectual para saber o que significa. Hoje em 2015, são atiradores de laço, "tiro no laço" , parceiros da galera da agronomia e amigos da barbarice e falta da comunicação. Só nos comunicamos enquanto estamos no União acho, depois viramos atiradores de laço, mas podemos também jogar vôlei e tratar de micose depois, ou ainda arrancar uma boca de lobo e improvisar uma churrasqueira. Sempre tem muita opção na UFSM. As vezes vamos na festa do DCE numa entre a minguante e lua nova a base de cachaça fazer merda com sons e gente mais estranha ainda da cidade inteira. Isso tudo pra professores e técnicos tirarem mais ainda nosso espaço junto com a RBSTV mitológica, mais que eu.

Técnicos: Importam tanto que nem são citados.

Restaurante Universitário (Le RU)[editar]

O maior restaurante popular da américa latina, orgulho do presidente Lula, foi idealizado, projetado, arquitetado e construído pelo Véio do RU que o fez para dar emprego a sua excelentíssima esposa a "tia do bombom".

O sistema do RU se baseia na máxima socialista "O bife de hoje será o guisado de amanhã que será a almôndega de depois de amanhã."

Atualmente o RU possui dois andares, o primeiro para refeições e o segundo para a sesta dos almoçados, há um projeto tramitando na câmara de vereadores de Santa Maria, o qual irá viabilizar a construção do 3º andar para sala de jogos, 4º andar para a Boate do DCE II e um último andar com estacionamento rotativo e drive-in.

vista parcial do RU

Além de possuir essa incrível infra-estrutura, o RU é um restaurante altamente reconhecido pela finésse de seu cardápio. São servidos os mais variados pratos exóticos: é o único lugar do mundo em que você encontra amendoins no molho do seu frango ou sente o gosto de um pedaço de abacaxi que veio junto com o seu arroz. Entre tantas delicatessen, as mais conhecidas são:

  • Galinha Bumerangue (pedaços monstros de coxas galináceas que ao serem arremessados retornam voando em formato circular)
  • Galinha à Granada (Um prato muito prático: Joga-se uma granada no galinheiro, recolhe-se os restos e pronto! só servir!)
  • Arroz Bob-Esponja (Já ficaram na vontade de saborear o caldo de feijão e quando realmente vão ver, o arroz absorveu tudo!)
  • Bife 007(frio, duro e com nervos de aço)
  • Arroz Carnaval (vem em blocos)
  • Havaianas (pedaço chato de frango empanado)
  • Cenoura gozadinha (Salada de cenoura com um creminho suspeito...)
  • Feijão Kinder Ovo (vem sempre uma surpresa dentro)
  • Hambúrguer de Sola (seco e achatado)
  • Feijão Café-Preto (é aquele feijão "novinho" de quando o atendente recém tira a tampa)
  • Mandoláte do Veio do RU
  • Suco do Chaves (tem gosto de limão, parece groselha, mas é tamarindo)
  • Carne de Monstro (iguaria cuja receita é mantida em sigilo)
  • Almôndegas Verdes (antigo bife superman que após dias de incubação se transforma em uma deliciosa bola de carne verde)

Com essa seleção gatronômica, o Restaurante Universitário revolucionou o mundo da culinária; atualmente "Frango ao RU" é patenteado no INMETRO e foi graças ao RU que surgiu a moda de colocar o bife sempre em cima do feijão e de se servir a massa em fatias.


Fila do RU

  • Uma das sete maravilhas do mundo moderno. Segundo relatos de austronautas, é o segundo monumento que pode-se ver do espaço, juntamente com a muralha da China.


Dentre as verdades que os bixos aprendem ao almoçar no RU, algumas delas são:

  • Se você não encontrar nenhum vira-lata rondando o campus, é dia de bife
  • TUDO fica melhor com sal. Até o suco
  • Não é só por que tem câmeras na sala do armário que sua mochila estará segura. Inclusive é melhor ir dar uma verificada...
  • No final do semestre, a demanda por batata-palha no cardápio aumenta para equilibrar com o aumento na taxa de suicídios
  • Jogar os talheres com força na bacia e molhar o atendente é sacanagem, mas todo mundo faz isso
  • e aquela roleta da saída já matou gente SIM! De onde achas que vem a carne do guisado?

Curiosidades da UFSM[editar]

  • Me empresta um dinheiro? Pô cara, to duro! ( mas, recém comprei um carro). Resumindo, todo mundo é gente fina na UFSM.
  • Os centros são conhecidos por reunirem seus clãs e realizarem seus rituais. Cada centro possui um sistema, sendo que cada curso odeia o outro.
anúncio em mural demonstrando soliedariedade entre os estudantes da ufsm

Cursos[editar]

Medicina: Os riquinhos - antes das quotas - que estudaram em escola particular a vida toda e se acham melhores que os demais estudantes, por isso os fizeram medicina ao pedido dos papais, já que viveram a vida toda em baixo das asas dos mesmos. Além de só ter gente educada, com respostas do tipo: Meu dia estaria melhor sem você na minha frente ou Jamais irei comer essa comida de pobre do RU! Sem falar que testam a maioria das drogas em si antes de receita-las. É o curso com maior quantidade de festas e com as melhores festas da ufsm! O profissional com mais chances de empregos no pais, pois sobram vagas nas áreas de ginecologia, urologia e proctologia dos postos de saúde municipais.

Fisioterapia: Riquinhas gostosas que estudaram em escola particular a vida toda e se acham melhores que os demais estudantes, com exceção dos estudantes de medicina, é claro. Curso formado em sua maioria por mulheres e gays que tentaram por anos passar em medicina e como não conseguiram e, como o papai não quis pagar a Ulbra, partiram para o plano B: fazer fisioterapia para conhecer os estudantes de medicina e quem sabe casar com um médico. Mas no geral conseguem ser mais inteligentes que todo o resto da área da saúde.

Direito: Pensam que são melhores que todos juntos. Contudo, não possuem vida sexual ativa. Ao menos, não com outras pessoas. O curso com maior número de homenagens praticadas e dedicadas a estudantes da UFSM. Notórios pelo fato de terem conseguido, judicialmente, transferência para o campus juntamente com o curso de odontologia, alegando a importância das homenagens para o futuro da nação.

Odontologia: O curso das mal amadas. Formado em sua maioria por louras de olhos claros, e homens na maioria gays e filhinhos de papai que adoram andar de branco pelo campus. Ficaram famosos pelas festas como a Interdentes e hoje são considerados os maiores consumidores de bebida do campus, juntos com a agronomia. Está em processo de transferência para o campus, o que vai acabar com a mamata de estudar no Centro.

Farmácia: O pessoal da farmácia só tem gostosa sem cérebro e loira, legítima BBB. E se tem homem são boiolas ou espiões que querem fazer sexo com as menininhas.

Engenharias: O prédio dedicado as Engenharias (CT) é considerado o navio pirata da UFSM, pois encontramos nele apenas Bolas e Canhões. São vistos os tipos mais variados de nerds: desde os super-dotados, que sabem desenhar numa calculadora HP, até os intelectuais, que conseguem diferenciar tijolo 6 furos de tijolo maciço. São famosos pelas horas de estudos, diferente dos outros cursos que vivem de festa. Também são conhecidos por saírem com as gostosas da Farmácia (e alguns da Elétrica e alguns da Mecânica), afinal, as mina piram nos engenheiros.

Agronomia: A agronomia é povoada por dois tipos de estudantes: os chamados "agroboys", filhinhos de papai latifundiários que ficam desfilando em suas caminhonetes, que ganharam de aniversário do papai junto com 100 cabeças de gado. A outra categoria são os colonos pobres que moram na casa do estudante e frequentam a ballare aos fins de semana tomando apenas um copo de cerveja a noite inteira. Além disso, o principal ramo da agronomia é a plantação de batata(agora tomate) e marketing acadêmico, pois o curso disponibiliza cadeiras de marketing e propaganda para que seus alunos possam fazer propagandas eficientes para atrair um público alvo para a festa conhecida como "batataço". O público alvo é composto por: agroboys, agrogirls, marias-batata e demais desmiolados.

Arquitetura: Só tem mulher naquele lugar. Arquitetos são dotados de erudição, filosofia e muito mais trabalho do que nos outros cursos. Enquanto seu amigo faz promoção daquela festa bacana (e tem tempo pra isso), o estudante do CAU está sempre correndo cheio de plantas, cortes e fachadas atrás do professor para acessorar. São reconhecidos por seu uniforme, que inclui uma pasta gigante que quase não passa na roleta do ônibus, um tubo nas costas, um capacete de obras e uma pasta padrão de lona reciclada com a perspectiva da biblioteca.

História: Na história existem apenas estudantes em estado vegetativo, que querem mudar o Brasil gritando e carregando cartazes. Resumindo, na hora de fazer um trabalho é copiar da wikipedia e usar de todos os artifícios da enrolação que todo bom contador de história (historiador) conhece muito bem. Daí nascem histórias pra boi dormir, histórias da carochinha, histórias do arco da velha, histórias de pescador, histórias de terror, histórias infantis, histórias em quadrinhos, histórias de revolução, e outras modalidades a serem editadas pelo leitor. Os professores não somente possuem um vasto conhecimento sobre a história como muitos também sobre a pré-história, da qual podem dar magníficos testemunhos sobre história das nádegas e fezes. Os historiadores são seres estranhos que dedicam sua vida a estudar coisas do tipo "As fofocas na Corte de Dom João I" ou "A História dos Pasteleiros Cristãos-Novos no Parque Edu Chaves durante a década de 1950" ou "A Vida dos Plantadores de Tâmaras do Extremo Sul da Mesopotâmia em 5000 a. C. São a parte revoltada do CCSH, juntamente com as Ciências Sociais, e boa parte deles vivem com seus livros de Marx nas mãos, colando cartazes pela UFSM, mostrando a putaria que acontece na universidade e espalhando seus panfletos para os demais estudantes. O curso é nacionalmente reconhecido por ter maior quantidade de maconheiros, hippies e cabeludos por metro quadrado.

Ciêcias Econômicas (Economia): É um curso formador de amizades, pois alunos do 10° semestre são colegas de alunos do 1°. Na verdade, ninguém sabe direito em que semestre está. O curso se localiza entre o Necrotério e a Secretaria de Saúde, onde era o antigo Hospital Universitário, local tão estimulante quanto o próprio curso. É o curso que mais forma pati pobre, entram no curso achando que é um curso "como ficar rico", e saem da mesma forma evoluem e se tornam professores. Aí chegamos a conclusão que "evoluíram de fato". Depois de anoas se tornam a coisa esnobe que sempre foram. Poderiam até dar aula na Geografia.

Ciências Socias: curso mais anti-social da UFSM, 15 horas de seu dia é dedicado a maconha, 5 horas é em uma sala de aula e as outras 4 horas restantes servem para estudar rumo ao bar pé-de-vento, local onde os cientistas anti-sociais se encontram para trote e depois formam panelinha de maconheiros da cidade nos outros 364 dias do ano. Para confraternizarem a linda e sinistra amizade: um um velho jogo de truco, uma chata filosofia de buteco e 7 carteiras de Bill ou Paladium que a cada tragueada nos é brindada com diálogos emocionantes de por exemplo: como marx, kant, Maquiavel, Rui Biriva, opa, me confundi, mas era isto que eu estavam dizendo, pois mais vale um ovo em conserva no garça em meio a cabeludos do que uma polar no brahma em meio a gostosas.Mas por outro lado também são bons pegadores de mulheres, pegam as rolezinhas, as quartas- coloninhas para entrevistas que nunca são publicadas e desconfiamos as vezes que no lugar publicaram a nossa foto de marginais com as nossas falas.

Física: Os que não se formaram foram para o sanatório e/ou trocaram para uma das Engenharias. Todos sonham em ser um novo Einstein.

Filosofia:Curso de filosofia é o mais ... de todos. Acham que estão um estágio acima dos outros cursos e acham que entendem o mundo lá daquele lugar imaginário onde vivem. Eles procuram saber sobre tudo em todas as épocas. Ainda se rogam a mãe de todas as ciências, mas ainda não encontraram o pai, ficam reclamando o dia inteiro dos filhos desordeiros que bagunçam todo o esquema metodológico que eles demoraram 2000 anos para preparar. Ainda não se sabe qual a verdadeira função dos filósofos, mas eles ainda estão fumando haxixe e refletindo sobre o assunto.

Nostradamus: o primeiro geógrafo a pesquisar o impacto das catástrofes ambientais no futuro da humanidade

Geografia: Curso que teoricamente seria vinculado as ciências humanas mas que caiu de para-quedas no centro das ciências exatas e da terra, devido ao grande número de professores geólogos presentes em seu corpo docente. As habilitações específicas são: Licenciatura Plena: para dar aula nos coleginhos com muito amor e dedicação, apanhando dos alunos e ganhando um salário de fome. Bacharelado: profissional que não é engenheiro mas que possui registro no CREA, futuro desocupado e/ou desempregado, salvo se conseguir algum cargo de confiança numa prefeitura ou puxar o saco do professor-orientador pra conseguir uma vaga no mestrado. O curso é composto por quatro tipos de estudantes: os playboys, patys, nerds e dois tipos de maconheiros, os que não sabiam no que se metiam e maconheiros metidos a socialistas que matam aula no DAgeo e participam do DCE, da diretoria das CEUs e do colegiado do curso. É típico nos laboratórios de pesquisa a presença de um ser desgraçado denominado puxa-saco tanto na versão masculina como feminina - que concede favores especiais - e que fica dedurando seus colegas para o professor. Esses(as) são os(as) que certamente serão aprovados na próxima seleção de mestrado. Mas também existe os nerds que são cientistas que acompanham tudo como se fosse um laboratório de ratos, passivamente, sem publicação...

Letras: Os cursos de Letras foram os primeiros cursos EAD da universidade, onde 35h aula são suficientes para ganhar seu diploma e você pode finalmente ter um diploma e lidar pelo resto da sua vida com o desdém ao ser perguntado qual é a sua formação. 80% dos ingressantes desse curso são aprovados no vestibular para então poder frequentar o campus e fumar em frente ao Audimax, anexo do famigerado prédio 16, mais conhecido como "labirinto" ou Centro de Educação. O curso conta com 4 habilitações, tendo o curso em francês sido extinto apesar do eruditismo característico dos estudantes de letras. O curso de português é composto por pseudo intelectuais que fingem ser muito cool e em geral foram reprovados ou entraram em depressão após cursar jornalismo ou direito. O curso de inglês é composto por estudantes góticos e metaleiros, sobretudo meninas que acordam as 7:30h da manhã para ter aulas de inglês com professores semi-alfabetizados em lingua estrangeira ou com língua presa, e via de regra o transporte até o campus é feito com coturnos, capas estilo Matrix, cabelos tingidos e fones de ouvido tocando Nightwish. Esses alunos nunca pisarão numa escola pública e darão aulas em cursinho, junto com outros estudantes retornados de intercâmbio que jamais fizeram/terminaram uma faculdade. O curso de espanhol tem os alunos mais simpáticos, que frequentemente vieram da fronteira e estudam a noite, sendo assim anônimos para todos os demais. Existe uma opção de curso de bacharelado em português, que foi criada para diplomar alunos que irão corrigir TCC's como forma de ganhar a vida. Os professores do curso de letras, salvo raras exceções, são senhoras infelizes de meia idade que desenvolveram técnicas requintadas de tortura para premiar todos os individuos que escolheram agraciá-las com sua assaz ignorância. Dentre as técnicas adotadas constam humilhação verbal, intolerância e violência, especialmente em tempos de ajuste de matricula, ocorrendo verdadeiras encenações de tragédias gregas a cada vez que um aluno solicita quebra de pré-requisitos, vaga em 1 DCG ofertada por semestre das 200 mil horas exigidas ou então é forçado a se retirar através do jubilamento, o que revolta a coordenação, já que esta será taxada de incompetente por obter as piores taxas de evasão de toda a universidade. Uma forma comum de vingança escolhida pelas infelizes professoras do curso de letras é promover a reprovação maciça de alunos através de provas de suficiência e proficiência em língua estrangeira.

Comunicação Social: A FACOS é conhecida como a Malhação da UFSM. Ninguém sabe ao certo o que eles fazem na universidade. Com carga horária variando entre "420 horas de quê?" e "aí, vamos no Macondo na Quarta?" e as incríveis instalações com uma sala de aula cercada por depósitos de lixo radioativo e morcegos, a FACOS já formou celebridades como Bruce Wayne(que ainda habita o interior do prédio 21). As características que definem um aluno de Comunicação são uma habilidade inata no truco, a onipresente chinelagem como estilo de vida e doenças de fígado causadas pelo café. O curso se divide em quatro habilitações: Jornalismo, Produção Editorial, Publicidade e Propaganda e Relações Públicas.

Jornalismo: É o curso dos pseudo-intelectualóides da universidade. O sonho de todos é trabalhar na Globo (apesar de serem contra a ideologia da emissora), onde muitos têm discurso diferente e ideológico esquerdista.(Dizem as más-línguas) que no bolso de um estudante desse curso, só se enxerga a carteira da biblioteca e a do PSOL. Mas a maioria vai se prostituir em estágios em alguma grande rede de imprensa, pensando em ser contratado, mas vão acabar sendo assessores de imprensa de alguém, ou na melhor das hipóteses, no grupo RBS, ganhando nem metade que o Cacau Menezes.

Publicidade e Propaganda: É rachada entre aqueles que acham que vão trabalhar na W Brasil e aqueles que não conseguiram passar para Administração. Embora tenham uma forte afinidade com os jornalistas, tem uma visão completamente diferente do mundo. Os jornalistas querem mudá-lo. Os publicitários querem dominá-lo. Em comum, o fato dos dois falharem absurdamente no seu propósito. Estudam quatro anos para serem substituídos pelo sobrinho de doze anos do cliente, que pelo menos sabe usar o Corel Draw.

Relações Públicas: Me vê um café aí. Com açucar. E bem forte. Curso com grandes oportunidades de estágio, já que estagiário serve exatamente para isso: servir café. Curso populado por mulheres e homens, de orientação sexual duvidosa, que não conseguiram passar para as outras três habilitações. Cadê meu café?

Produção Editorial: Ninguém sabe ao certo o que é. Uns dizem que editam livros, outros que editam vídeos, mas na verdade possuem um monte de disciplinas repetidas nas quais não se aprende quase nada do que diz no programa de aprendizado.

Típicos livros de ciência da computação

Matemática: Curso dos debilóides aloprados que se acham os detentores do conhecimento e pensam que tudo é resolvido pela derivada da integral do quadrado do cateto oposto da hipotenusa ao CUbo.

Pedagogia: se especializam na educação de crianças e agroboys. Serão futuras boas mães e donas de casa.Seu trote é em conjunto com os nerds da ciência da computação , pois acham que é um bom treinamento lidar com crianças desde o inicio de seu curso.

Terapia Ocupacional: Curso novo considerado por muitos Fisioterapia com Educação física, Pedagogia, e outras coisas. Enfim ninguém sabe ao certo o que é isso, e todos tem medo de opinar. Creio se tratar de uma seita com fins lucrativos.

Zootecnia: Futuro rei do gado, criador de galinha e masturbador de equinos etc.

Relações Internacionais: Curso novo considerado pelos demais cursos como "elitista", mas que na verdade não da dinheiro nenhum. São os riquinhos que não conseguiram quiseram direito porque RI é "cool". Conhecido também por seus alunos, que tem uma característica marcante: a super dificuldade very easy em pegá-los. As festas são de alto nível, com direito a vinho barato e muita maconha putaria catuaba. Os trotes são éticos com brincadeiras inocentes e o maior desafio é achar um hétero nesse curso. Além disso, qualquer protesto que acontece, sempre tem um aluno de RI metido no meio. Área de trabalho: professor de inglês.

Ciência da computação: O curso se baseia em contas que tem por resultado uma variação de zero ao infinito. Você vai encontrar nerds falando sobre [[|coisa de bixa|WoW]], Ragnarok, Tibia, [[|soh hack vai chora , vai ??|Point Blank]] , LoL,Pokémon e sobre como eles eram fodas no tempo da Internet discada. Contam várias histórias ridículas sobre mulheres de jogos, que eles queriam comer, mas não conseguiram e tiveram de recorrer ao onanismo. Também é possível ver nerds gordos, nerds magros, nerds de óculos, nerds cabeludos, nerds que nem parecem nerds e nerds que são um pouco de cada coisa. Os homens não tem mulheres, e as mulheres têm múltiplas mulheres. Normalmente você irá os encontrar em bandos de preto, com camisetas muito gastas de bandas, ou camisetas com piadas estranhas de nerds, andando curvados e usando óculos. A maioria termina a faculdade e não vira o Bill Gates, e sim desempregados pseudo-gênios. Uma das diversões dos nerds da (sem puta) Computação é ficar jogando porcarias em rede no DATEC, e roubar mouses dos Laboratórios de Computação. O trote da Computação é foda (literalmente),é em conjunto com as gurias de pedagogia, ou seja , os nerds soh vão no trote porque tem a esperança de comer uma pedagoga gostosa, onde os nerds ficam totalmente bebados e nerd bebado fica pior que o nosso rei da zoeira, Stifler ...

Artes visuais: São pessoas sensíveis, que passam a maioria do tempo olhando filmes, tocando flauta, e pensando em como deixar o mundo mais feliz e colorido. A maioria não vai conseguir fazer nada da vida, e aparecerá nos Curtas Gaúchos, se tratando assim de seres alternativos da sociedade.

Desenho Industrial: Aqui está o típico aluno que sofria bullying em sua vida escolar por passar horas desenhando mangás, e por ser fã de cosplay não importa a idade. O D.I. também se caracteriza por ser o "plano B" de muita gente que não quis mais esquentar a cabeça com cursos realmente sérios, porém não tinha capacidade para entrar numa arquitetura ou engenharia, acreditando que aqueles rabiscos que fazia na 7ª série eram ótimos e poderiam valer dinheiro no futuro. Uma mentira, pois nem o aluno acredita que saiba desenhar direito, mas precisa prestar contas ao papai que o mandou estudar longe de casa. O futuro dizáiner pode escolher entre as habilitações: PV (Progressivamente Vadio) ou PP (Progressivamente Preguiçoso), que no fim dá na mesma quando a grana apertar. Entre as disciplinas estão a de arremessar ovos pela janela do terceiro andar (!!) e construir carrinhos de lomba em forma de animais ou qualquer coisa superdivertida para serem doados às crianças que não conhecem e que estão cagando para isso na hora em que os destroçarem. O perfil de um aluno do curso: rapazes beijam rapazes e meninas beijam tudo o que se mexe; só usa o calçado oficial do curso, o allstar - até na balada!, usa termos em inglês em praticamente todas as frases para parecer cool; odeia comic sans (mas A-MA helvética); e finalmente, acredita que um dia realmente vai criar algo genial, ser famoso e adorado pelo o que faz.

Tecnólogos: Os alunos dessa modalidade de técnico graduação ou foi preguiçoso demais pra aguentar 5 anos de um bacharelado comum e/ou não teve a nota de corte capacidade suficiente pra ingressar em um. Passam a vida acadêmica (que dura no maximo 3,5 anos) ouvindo que faz um curso técnico no Poli ou no CAFW, sendo obrigado a dizer "é curso superior" todas as vezes.

(OBS: O estudante que escreveu isto provavelmente cursa Arquivologia e está em crise existencial)

Os lemas da UFSM[editar]

A UFSM é composta de diversos lemas entre eles:

  • Aula de estatística: Não to falando desses países longes da Europa, que nem a China e o Japão!
  • Sua sessão expirou (computadores da biblioteca, ao clicar em voltar)!
  • Vou ter que enfrentar essa fila de 1 quilômetro de novo pra entrar no RU!?
  • Vocês vão ter que fazer exame (frase obrigatória para todo estudante da UFSM).
  • O quê? Vou ter que estudar aqui de novo? (Estudante que demorou mais do necessário para concluir seu curso).
  • Que calor do cão! (Estudantes tendo aula em janeiro, graças à greve)
  • O que é Tambo?

Centros & Siglas[editar]

Os campus da UFSM são constituídos de vários centros:

  • CAFW (Centro Acadêmico de Formação Wiking)
  • CAL (Centro de Adestramento de Loucos)
  • CAU (Casa das Amadoras Unidas)
  • CCNE (Centro de Crianças Negligenciadas e Esquisitas)
  • CCR (Centro de Colonos Rurais ou Centro de Ciências da Roça)
  • CCSH (Centro de Canabis Sativa e Haxixe ou Centro de Comunismo e Socialismo Homosexual)
  • CCS (Centro da Carnificina e Sadismo)
  • CE (Centro da Espanhola ou Caçadoras de Engenheiros)
    Tipo de garota fácil de achar na ufsm
  • CEFD (Centro Estadual de Fornicação Diurna)
  • CESNORS (Centro de especulação sobre Najas e Onças do RS)
  • CEU (Casa do Exibicionista Universitário)
  • CPD (Centro dos Programadores Deficientes)
  • CPSM (Colegio Para Senhoras Menstruadas)
  • CT (Centro da Testosterona)
  • CTISM (Centro de Tratamento Intensivo Somente para Malucos)
  • FACOS (Faculdade das Amansa Corno e Outros Sócios)
  • HUSM (Hoje um Sadio Morreu)
  • FOFA (Faculdade de Óbitos Fecundos em Ação)
  • DCE (Despreocupados Com os Estudantes)
  • CETA (Centro de Tratamento de Analfabetos)

Diretório da Cannabis Central dos Estudantes[editar]

Esse órgão é disputado por chapas de, malucos, EMOs,caretas, meninas politizadas e playboys,maçons todos endinherados (quem estuda em universidade publica é em grande maioria esmagadora de burgueses) que se revezam ano a ano com o intuito de vadiar e encher a cara de graça na boate e fingir que fazem alguma coisa pelos estudantes da UFSM.O DCE é atualmente presidido pelo Partido da Causa Operária (PCO), coligado com o Partido Socialista dos Trabalhadores Unificados (PSTU), o Partido Socialismo e Liberdade mais socialismo (PSOL), o Partido dos Trabalhadores Trapalhões PT), o Partido Operário Sindicalizado do Comunismo Revolucionário (POSCR), o Partido Comunista Brasileiro (PCB) e o Partido Unificador dos Trabalhadores Analfabetos (PUTA).

Estão na oposição o Partido Comunista Revolucionário Marxista-Leninista (PCRML), o Partido Bolchevista da Revolução Urgente (PBRU), o Partido Social-Comunista do Materialismo Histórico (PSCMH), o Partido Comunista Operário Sindicalizado pela Capitulação do Movimento Estudantil (PCOSCME), o Partido Comunista Marxista-Leninista Materialista-Dialético de Extrema-Esquerda (PCMLMDEE), o Partido Comunista Comunista Pra Caramba (PCCPC), o Partido Anti-Fascistas Reacionários (PAFR) e o Partido Revolucionário do Comunismo Nacional (PRCN) . existe alguns que usam o diretório para constituir suas carreiras de pó e política. tem gente ai na banda que conseguem as duas (carreiras) e desviar dinheiro; Desconfia-se que também façam parte do processo de apoio junto com a mafia para a SEDUFSM. Dentre os alunos que fazem parte deste circo grotesco e por vezes abastadamente engraçado, 99,99% deles acabam virando algum pseudo-revolucionário retrogrado dos seguintes tipos:

  • anarco-fascista
  • anarco-monarquista
  • comunista
  • social-comunista
  • muito comunista

Devemos considerar tal taxonomia apenas superficialmente relevante para o universo acadêmico. Na estirpe dos engenheiros por exemplo, podemos encontrar otakus, anticomunistas, alienados e alienígenas.

Os alunos que passaram pelo DCE estão habilitados a trabalhar nas seguintes áreas:

  • sindicalismo operário
  • entregador de sapatos em pistas de boliche
  • funcionalismo público
  • presidente da Bolívia
  • cabeleireiro de mullets na Argentina
  • bolsista vitalista da PRAE, fazendo alguma merda pesada coisa importante com lixo na CATURRITA (daí a superpopulação por lá...)
  • há também a possibilidade de nunca se formar, tornando-se estudante profissional.

Porém, no ano da graça de 2015, o DCE finalmente saiu da órbita dos drogaditos, com a vitória da Chapa Libertas, fato que provocou diversos protestos por parte de gente feia e suja dos cursos fuleiros da universidade. Alguns dos protestos consistiam em enfiar o dedo no cu do colega e cheirar, além de pular feitos símios em frente ao diretório.

Boate do DCE[editar]

Familiar e carinhosamente conhecida pelos chegados como DEC (Departamento de Estudos Cannabinóico), que é também o Centro de Estudo mais produtivo e reprodutivo da UFSM. É também o lugar mais cosmopolita da cidade congregando, além de estudantes: estudantes maconheiros, estudantes cheiradores, estudantes maconheiros e cheiradores, estudantes boleteros, estudantes tomadores de chimarrão, anarcopunks de direita, esquerdopunks, anarcocivilizados, pedreiros, madeireiros, ceringueiros e proletários, playboys das festas 'rave', emos-rróidas, estudantes normais (nós), Facistas, Nazistas, talibãs, as FARC, Bush e Fidel com o EZLN bebendo na mesma roda aquelas Baváriass quentes e ouvindo Amigo Punk. Lá é comercilizado diversos tipos de produtos: papel de 10, BAFO de 7, pedra de 5...o baseado é incluido na entrada. A moeda de troca do DEC é uma cochada, um pega, um teco e um tapa na orelha. Os seguranças são super seguros, te revistam na entrada para ver se está devidamente portando seu quit básico de diversão: isqueiro, colomim e canudo. Além da segurança contratada, a segurança do DEC é garantida por um Projeto Social de Segurança Voluntária composto pelos manos sangue bom de aba reta, conhecidos pelo vocabulário distinto quando se refere a VOCÊ: "Ô sangue, dá um careta", "Ô playboy dá um real", "Dá um pega aí teu", "Ô dus meu assina pra mim entra na boate", e etc... O sub-núcleo da boate do DEC é a Catacumba, nome carrinhoso que faz menção a um estudante morto por uma picadura de Abelha Colombiana. A chapa atual é composta pelos seguintes coordenadores: Marx e Engels, e a dupla de Josés: Dirceu e Serra e na articulação coordenativa o stalin e na gerência da boate o baixinho de bavaria. São tão "democráticos" com relação a boate que o quando questionados sobre o autoritarismo do som, o único argumento é o de "tem outras boates na cidade" (tão democráticas quanto o DCE??).

Eventos[editar]

Mural na entrada da Boa-até DCE
  • Nossas Decepções: é um evento criado pelo DCE com a finalidade de reunir os desocupados para mostrar-lhes como ser um mestre nesta arte. Realiza-se geralmente em frente ao RU, e entre as célebres discussões que se tem notícia estão "Se (des)ocupar pra que?", "Melhor béck do campus", "As Classes do sistema ócio: esquerda radical, um caso de traição!".

Promovido pelo DCE, este evento serve para encobrir o preço abusivo da cerveja no DCE, sob o chavão de levar 'cultura' para a massa manipulável sociedade de santa maria. O maior pretexto utilizado é o de pão e circo ações afirmativas com o qual trazem índios para o campus afim de torná-los bons consumidores de coca-cola, tênis da nike, e introduzir a vontade capitalista em seus filhos, além de educá-los politicamente para que votem na chapa do mesmo lado político que os trouxe. Assim, afirmam a igualdade das culturas, abrindo espaço apenas para algumas e deixando outras totalmente de fora, reafirmando negando que uma tem o direito de estar ali e outra não.

Revoltas[editar]

Fila para bolacha grátis na sala do Reitor

A UFSM é famosa por criar revoltas. A mais famosa foi a quebradeira do relógio de 500 anos de Porto Alegre, onde a RBS ficou revoltada, mais revoltada do que a época que soltaram Papagaio. É comum reuniões gerais com todos os estudantes da Universidade na sala do reitor, onde é distribuída a bolacha grátis. Trata-se de um dia e uma hora marcados para que toda a vagabundagem do campus se junte, fume maconha, cante e dance estranhamente e fumem mais maconha. Recentemente, com a apreensão da líder intelectual dos manifestantes (Conhecida por "Madona"), o movimento perdeu força, e os estudantes se ocupam em tentar encontrar motivos alternativos para protestar, embora não haja mais 'combustivel' que os ajude nessa atividade extra-mental.

Manifestante enviado pelo DCE para o Foda Yeda

Já o movimento Foda Yeda, é uma manifestação de extrema necessidade, como dizem "para a formação cultural e democrática(?)" dos estudantes. É ali que o DCE injeta massivos recursos, enquanto que localmente os professores municipais que se fodam, já que isso implicaria em ter de fazer protestos (talvez na frente da câmera dos vereadores!?) onde muitos filhinhos de papai não gostariam de protestar porque ali encontram-se pessoas da mesma espécie.

Monumentos[editar]

  • Lenda do Arco: Reza a lenda que, desde a invenção da UFSM por Zézinho (José Mariano), no ano de 1715, se por ventura alguma mulher não houver realizado coito até a saída da mesma da faculdade, o arco, portal da UFSM, desmoronaria. Esta lenda é contada por professores de diversos cursos. Correm sérios boatos de que o arco começou a apresentar rachaduras no momento em que a gorda que acabou com o trote ousou trespassá-lo.
  • Monumento da Entrada: certamente o melhor investimento que a UFSM fez com o dinheiro do REUNI. É certo que este magnífico torra-torra de grana empreendimento vai aumentar em muito as vagas na universidade, assim como trazer alguns livros de algebra básica para que os alunos da matemática tenham algo para estudar, ajudando assim a diminuir a desigualdade social local e sobre tudo mundial. O referido monumento, segundo especialistas, representa uma bússola, que indicaria as direções que podemos escolher, ou não. Acredita-se, também, que aquilo seja uma oferenda a Exu, feita pela oposição ao atual reitor, a fim de conseguir, após um mol de tentativas, galgar ao topo do poder universitário.

Vestibular[editar]

A UFSM vive em um universo paralelo no que tange ao vestibular. Certas aberrações curiosidades só existem por aqui, como por exemplo:

  • Filosofia: algum iluminado teve a brilhante ideia de colocar a "mãe de todas as ciências" - nas palavras da comunista professora (?) Marilena Chauí - no processo seletivo. Obviamente isso é muito útil em um país onde os formandos do Ensino Médio mal sabem soletrar a palavra "cabeçalho". A vantagem é que você provavelmente vai ter um professor gordo, Betover(?) muito engraçado no cursinho, e essa será a sua melhor lembrança dessa desprezível matéria.
  • Pesos iguais: se você quiser entrar - no bom sentido - na Federal, se prepare: aqui, e alhures todas as matérias tem o mesmo peso. Ou seja, mesmo que você queira Medicina, terá que saber a diferença entre as projeções de Mercator e Peters . Se quiser Direito, terá que saber na ponta da língua o famigerado Movimento Circular Uniforme, o MCU. Se quiser Engenheria, será obrigado a saber a diferença entre a poesia de Gonçalves "Minha Terra Tem Palmeiras" Dias e Gonçalves de Magalhães. E, se quiser Música, terá que, é, hum, err, acertar 20% da prova.
  • Ponto de corte: trata-se de uma nota chutada definida pela COPERVES (pesquisar no Google) para evitar que imbecis façam a redação. Isso oficialmente. Na prática, serve para economizar papel e para aterrorizar estudantes que irão prestar concurso para cursos mais concorridos, e que ficam na iminência de ficarem de fora por 1 ponto.

Transporte[editar]

Atualmente paga-se o valor de 3,60 para não estudantes e 1,80 para estudantes que apresentem a carteirinha da ATU (Adoradores de Tributos aos Universitários) que junto com demais membros da cidade criaram, assim como o momento eureka do seu mariano, tiveram um momento de kátapum e criaram o NÃO ou melhor SIM. A proposta era trazer melhorias aos usuários, contudo continua o transporte em pau de arara até o campuus, por dia são cerca de 50 mil pessoas transportadas em ônibus novos (aham, cláudia sentá se vc conseguir um banco).

A Proibição dos Pokémons[editar]

Desde muitos anos antes do lançamento do Pokémon GO, a universidade já havia decidido pelo banimento.

Reza a lenda que tudo começou quando um charmander passou por entre os pinheiros da pista de caminhada e quase tocou fogo nos estudantes de humanas que estavam por lá fazendo uma pesquisa de campo. Imediatamente após o ocorrido, o reitor proibiu a entrada de qualquer pokemon no campus. Como ninguém respeitava essa regra, foram colocadas placas ao longo da pista, lembrando a todos de deixarem seus pokemons do lado de fora do campus (ou pelo menos longe das árvores).

Placa proibindo a entrada dos pokémons

Ver Também[editar]

Mapa[editar]

Mapa ufsm.jpg

Provas[editar]

Típica prova aplicada no CCNE
Prova de Química Nuclear
Prova aplicada em aluno da Medicina


Bandeira do Brasil
v d e h
Universidades federais do Brasil

Acre: UFAC · UNIBLAH · UFTSMURF | Alagoas: UFAL | Amapá: UNIFAP | Amazonas: UFAM | Bahia: UFBA · UFRB | Ceará: UFC | Distrito Federal: UnB | Espírito Santo: UFES | Goiás: UFG | Maranhão: UFMA | Mato Grosso: UFMT | Mato Grosso do Sul: UFGD · UFB · UFMS · UFPAN | Minas Gerais: UNIFAL · UNIFEI · UFJF · UFLA · UFMG · UFOP · UFSJ · UFU · UFV · UFTM · UFVJM | Pará: UFPA · UFRA · UFOPA | Paraíba: UFPB · UFCG | Paraná: UFPR · UTFPR | Pernambuco: UFPE · UNIVASF · UFRPE | Piauí: UFPI | Rio de Janeiro: UNIRIO · UFRJ · UFF · UFRRJ · IME | Rio Grande do Norte: UFRN · UFERSA | Rio Grande do Sul: · UFCSPA ·UFRGS · FURG · UNIPAMPA · UFPel · UFSM | Rondônia: UNIR | Roraima: UFRR | Santa Catarina: UFSC | São Paulo: UFSCar · UNIFESP · UFABC · ITA | Sergipe: UFS | Tocantins: UFT