Universidade da Califórnia em Berkeley

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Hammer and sickle.png Este artigo foi aprovado pelo Conselho de Proteção à Moral da Família Soviética como sendo livre de conteúdo subversivo.
Cquote1.png Na Berkeley soviética, o jogo de 1982 vive lembrando VOCÊ!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Universidade da Califórnia
Emblema da Universidade da Califórnia, conhecida pela sigla Cal, de Comunistas Apóstolos de Lênin


A União Universitária das Faculdades Soviéticas Socialistas da Califórnia, localizada em Berkeley, é a maior universidade dedicada aos estudos do comunismo, ultrapassando a Universidade de Havana e a Universidade de Moscou em tamanho do campus (três quilômetros quadrados de terras pertencentes ao governo americano) e número de estudantes (50 mil). Além disso, é a única universidade do mundo que aboliu a propriedade privada, ou seja, tudo é de todo mundo.

Cursos[editar]

Além dos cursos de revolução, literatura propagandista, propaganda comunista, eliminação de inimigos políticos e invasão de universidades vizinhas, a Cal oferece cursos especiais como Administração de Polícia Secreta, Perestroika e Glasnost.

Alunos[editar]

Um dia normal na Universidade da Califórnia

Segundo estudo feito pelo Pravda, o jornal da universidade, 377% dos alunos têm origem oriental. Inclusive, em março de 2008, o curso de Ciências Maoístas da universidade se autodeclarou território chinês, tendo mudado o nome para Universidade da República Popular de Long Yui.

Nota: a universidade inteira faria o mesmo caminho, porém, não conseguiu chegar a um acordo com o governo chinês em relação ao uso da internet e acesso da Desciclopédia.

Esportes[editar]

Cheerleaders da universidade. A sigla USC significa Universidade do Socialismo Chinês

A Universidade da Califórnia, cujos atletas são chamados de Red Bears (ursos vermelhos) tem como rivais a Universidade Stanford, a UCLA e a USC.

Rivalidade Cal-Stanford[editar]

Esta rivalidade é feroz no futebol americano, no qual, a cada ano, as duas equipes lutam por um troféu contendo dois símbolos das universidades: um teclado de computador, representando Stanford, e um exemplar do Livro Vermelho de Mao, representando o lado da Califórnia.

O jogo de 1982[editar]

Cquote1.png CAL 19 STANFORD 20: ELWAY lidera STANFORD para golo de campo, faltan tres segundos. Solo el kickoff para acabar el jogo. El chute vai baixo. La banda está inpirada Cquote2.png
Narrador fanho sobre final do jogo de 1982

O jogo de 1982 foi conhecido por um final eletrizante. John Elway levou Stanford à zona de ataque de Cal, partindo da linha de cinco jardas, nos últimos dois minutos. Após a última jogada, Elway executou um programa chamado FIELDGOAL.EXE, dando a liderança a Stanford. Porém, ainda faltavam três segundos para o final. Após o chute inicial (ou seria final?), um jogador dos Red Bears pega a bola e passa-a para um camarada de equipe. Este socializa a bola com outro, pois, segundo o livro de jogadas do técnico (que havia chamado a jogada Lênin Vermelho Bolchevique), a bola é uma propriedade coletiva de toda a equipe.

Apesar disso, o jogador é derrubado. Porém, antes, passa a bola para outro companheiro, que passa para um companheiro livre. Ele vai correndo o campo todo até que encontra a banda marcial da universidade adversária. O trompetista de Stanford tenta dar um LAI no adversário, porém, este desvia. Como vingança, ele derruba o trompetista na end zone.


v d e h
Universidades na Califórnia