Lampyridae

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Vaga-lume)
Ir para: navegação, pesquisa

Nota: Se estava procurando aquele site lixoso, veja: Vagalume (site)


Vaga-lume
Pode-se ver mesmo durante o dia, essa lâmpada natural tem capacidade para um Estádio... e mesmo assim ninguém toma no rabo.
Pode-se ver mesmo durante o dia, essa lâmpada natural tem capacidade para um Estádio... e mesmo assim ninguém toma no rabo.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Artrofoda
Subfilo: Hexafoda
Classe: Insepto
Ordem: Cleópatra
Família: Lamparinas

Lampyridae, família de besouros brilhantes conhecidos também como vaga-lume é um bicho que tem brilho na bunda... Não se preocupe, apesar disso eu não vou encher essa página com piadinhas sobre isso... Bom, ao menos tentarei. Como esse pequeno insetinho pode ter a bunda que parece uma luzinha artificial voadora? Apenas continue lendo para que a Desciclopédia o auxilie nessa bobagem descoberta.

Lâmpada no cu dorsal[editar]

Conversa de vaga-lumes: Sempre muito lúcida.

O vaga-lume não tem nenhuma lâmpada no cu, nem mesmo uma bateria de vida infinita, embora eles voem pra caralho, ocorre que ele foi feito assim, digamos pela natureza em parte, mas algumas criaturas precisavam deles para as noites mais escuras, em um lugar onde não havia nenhuma outra fonte de luz artificial e/ou seu uso era difícil, foi assim que os vaga-lumes se deixaram transformar em lâmpadas voadoras, para dar à luz, mesmo que sequer se reproduzam dessa forma, porém dão à luz por ter a bunda impregnada de uma substância de nome luciferina, mas isso não significa que foi Lúcifer, o demônio, algum capeta, quem colocou a substância na bunda dos vaga-lumes. Ao que tudo indica foi em parte na natureza ou mesmo totalmente a natureza, mas de qualquer forma, não deixou de ser uma boa ideia, que o diga os bichos que não enxergam na escuridão das florestas, pântanos, etc...

Luciferina se aglomerou na bunda dos vaga-lumes, não tendo nada haver (que se saiba), como Lúcifer, apenas que ambos significam luz, nada mais, o que não significa que a substância seja diabólica. Quando os vaga-lumes receberam na bunda (não é pra maliciar), essa dose cavalar de luciferina, provavelmente foi em bando, mas não em muitos, apenas alguns se reproduziram dessa forma e prevaleceram, já que os próprios vaga-lumes, sem a lâmpada no rabo, acharam a ideia muito boa, já que poderiam voar no escuro, sem nem ter olhos preparados para enxergar no escuro, assim todos quiseram se acasalar com aqueles novos vaga-lumes luminosos (que nome será que eles tinham antes?), e o que aconteceu, já se sabe, quando apenas um tipo se reproduz, logo todos estavam com a bunda luminosa.

Apagando[editar]

Para apagar a luz de um desse bichinhos, não se pode fazer outra coisa, senão mata-los, mas não há motivo para se irritar com a luzinha deles, e também eles não são burrinhos e entrões como mariposas e outros, que até sem querer acabam entrando em casas alheias, podendo ser fatal. Os vagalumes, pode ser que pelo lâmpada que carregam, se enganam muito menos e não costumam encher o saco entrando e dando susto na macacada, também por isso eles são difíceis de se ver de perto, se o macaco quiser mesmo, terá que ir até o local deles, mas cuidar para não ir pegando neles depois enfiar a mão nos olhos e no bocão sem lavar (as mão e o bocão), pois essa substância tem um certo grau de toxidade.

Vaga-lumes não se preocupam com a conta de luz... Ainda duvida?

Os vaga-lumes se alimentam de uma coisa maravilhosa que nós macacos conhecemos como lesmas, é claro que um animalzinho que tem luz própria, não deixaria de ter o paladar requintado. Eles comem lesmas e, quando não as acham, partem para os caramujos, que são as únicas casinhas que os vaga-lumes invadem, e é por querer mesmo, já que os caramujos são lesmas com enclausuradas em madrepérolas e adoram isso, mas são facilmente pegas por vaga-lumes, porque eles são muito mais rápidos e, ainda não carregam a casinha nas costas, sendo muito mais práticos, mudando de casa quando querem e a única coisa que carregam é mesmo a luz na bunda, mesmo que nem deem á luz para se reproduzir, mas a luz está sempre em sua bunda os auxiliando em achar o que precisam.

Ver também, com luz[editar]