Vale Jiuzhaigou

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Vale Jiuzhaigou (não tente pronunciar esse nome em casa - traduzido do mandarim literalmente Vale do JuízRasgou) é uma reserva ambiental localizada na Província de Atchim na China.

Com muitos templos, cachoeiras e rios, esse vale é o lar de 97% das espécies de insetos responsáveis pela transmissão de vírus da gripe aviária. Esse local inicialmente era um ambiente repleto de paz e harmonia, onde moges tibetanos pregavam a paz em nome do Dalai Lama, mas infelizmente, com a criação da União Soviética e a Guerra do Vietnã, a China se viu obrigada a jogar bombas e conquistar essas paisagens, hoje, centros de tortura isolados da civilização. É em Jiuzhaigou que fica o sistema de censuras chinês de combate a mensagens subversivas.

O parque é famoso por ser um dos ambientes de luta de Chun-Li em Street Fighter. É em Jiuzhaigou que a heroína chinesa defende seu país enquanto exibe sua calcinha. Escolas de Wu Shu são comuns, e por ser o primeiro local no mundo que usou mulheres semi-nuas em combates foi tombado como patrimônio mundial pela UNESCO.

Atrações[editar]

Chun Li enfrentando as invasões vietcongues de 1980.

Existe no parque, três vales mágicos, aonde druidas e xamãs budistas os habitam fazendo macumbas para abençoar seus visitantes. É claro que existem também diversos monstros marinhos e alados, porque de onde você acha que surge aqueles gigantes que destroem Tókio no Japão? Muitas daquelas feras cresceram em Jiuzhaigou, e poucos sabem disso.

Os raros pandas carnívoros podem ser encontrados em perigo de extinção nas dependências da reserva.

Acesso ao Parque[editar]

Os únicos acessos ao parque são feito ou por trilhas de bicicleta na floresta perigosa e sombria, ou pular de para-quedas de um avião.