Valesca Popozuda

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.
Bandeira rj.jpg Coé, merhmão, eshte arhtchigo eh CARIOCA!

Não vandalize, senão a chapa vai ficarh quentche, cara. Agora deixa eu irh na praia pegarh um bronze nesse sol de 50 graush, comendo unsh bishcoitosh.


Valesca "Popozuda" Santos
Valesca "Popozuda" Santos
O maior de seus trabalhos
Nascimento 7 de outubro de 1978
Rio de Janeiro
Falecimento Pergunte ao Mestre Yoda
Não se sabe quando será
Nacionalidade Brasileira
Ocupação Profissional do séquiço
Medidas 89-72-108
Cabelo Loura burra, original preto
Principais trabalhos Gaiola das Popozudas
Prêmios Várias punhetas em sua homenagem
Salário 5 real pra fazê caridade!
Cônjuge Perdi as contas de quantos comeram ela


Cquote1.png Bateu de frente é só tiro, porrada e bomba! Cquote2.png
Valesca Popozuda sobre ela mesmo
Cquote1.png Sexo só com quem casa com mulher rodad...ops sexo só pra quem fecha com o bonde! Cquote2.png
ela mesmo
Cquote1.png Só num país de merda mesmo essa vagabunda ganha medalha por mostrar o cu! Cquote2.png
Nando Moura sobre Valesca Popozuda
Cquote1.png Já comi! Cquote2.png
Mr Catra sobre Valesca Popozuda
Cquote1.png Ai quanta merda taum falando da menha divaaa!Seus idiotaxs! Cquote2.png
Popofã viado sobre esse artigo
Cquote1.png Eu sou a diva que você quer copiar! Cquote2.png
Valesca Popozuda mandando uma indireta pra alguém em sua "música"

Valesca Popozuda e sua discípula Fabiana Andrade.

Valesca Popozuda (Rio de Janeiro, Brasil, 7 de outubro de 1978) é um travesti uma gostosa cantora, dançarina de funk e também uma grande photoshop ambulante pensadora contemporânea conhecida por sua gigantesca bunda turbinada com 550 mililitros de silicone em cada nádega.

Grande Popozuda Pensadora Contemporânea e Vocalista da consagrada banda Gaiola das Popozudas, Valesca Popozuda é responsável por alguns dos mais belos versos da música popular brasileira, como: "Agora eu sou piranha", "Ai negão tô que tô pegando fogo", "Fiel é o caralho" e "A porra da buceta é minha". Sua vocação para poesia tem explicação: ela sempre foi muito de Luis Inácio Lula da Silva, grande poeta brasileiro.

Infância[editar]

Nasceu em uma dessas mais de 8000 favelas cariocas. Seu pai foi um daqueles traficantes azarados que morreu no primeiro tiro disparado pelo BOPE e sua mãe era uma prostituta que obviamente havia engravidado de algum cliente para ter essa filha tão feia. Com essa pacata vida de pobre, Valesca Popozuda naturalmente aprendeu o quanto ela podia ganhar seduzindo os homens (e algumas mulheres também).

Carreira[editar]

Início de carreira promissor.

Dançarina[editar]

Começou sua carreira quando, ainda menor de idade, foi sem calcinha a um baile funk e acabou sendo comida por empresários de algum MC qualquer que se apresentava no local. Temendo escândalos e processos, contrataram-na para rebolar no pau palco dos shows.

Popozuda queria mesmo era ser cantora, mas durante toda sua juventude recebeu convites irrecusáveis para trabalhar remexendo o popozão e assim juntou uma fortuna em dias, o que jamais conseguiria como cantora tendo a voz fanha da qual dispõe.

Mas logo sua busanfa foi esquecida e substituída pela da Mulher Melancia.

Cantora[editar]

Em dado momento Valesca Popozuda bateu a cabeça e cansou de ser apenas mais um cuzinho rostinho bonito enfeitando a putaria dos bailes funk. Largou a carreira de dançarina para se tornar mais uma vovozinha vozinha (nada bonita) deste mesmo universo profano. Não fez o menor sucesso, pois o povo queria mesmo era ver a gostosona rebolando até o chão, então Valesca Popozuda contratou outras duas putas para cumprirem essa função em seu lugar. Vendo até que enfim que o público só queria saber das coreografias sensuais, Popozuda juntou-se às novas periguetes e voltou a dançar. Mas continuou insistindo em fingir que canta só para não precisar largar o microfone grosso e cabeçudo que ela adora.

Também foi comida pelo Lula.

Devido às frequentes surubas a que se submete, Valesca Popozuda tem um filho de pai desconhecido.

É a única integrante da banda Gaiola das Popozudas a ser reconhecida individualmente. Aliás, alguém aí sabe o nome das outras integrantes?

Hoje que o funk e suas mulheres gostosas não são mais novidade, Valesca é mais uma subcelebridade a figurar em lugares comuns como escolas de samba e Revista Playboy.

Porém, ainda assim recebe um grande reconhecimento pela sua bunda e por ser muito pseudo gostosa é comida constantemente.

Nas horas vagas, gosta de comer um churrasco na laje e tomar banho comigo na caixa d'água.

Recentemente como símbolo desconstruidx brasileiro e para agradar seus fãs LGBTS como Jean Wyllys lançou a música Viado, que apesar do título tem o objetivo de combater a "homofobia"(???) segundo a cantora.

Prêmios[editar]

  • Vencedora do quadro Os Opostos se Atraem? no programa da Eliana.
  • Vencedora da Medalha de Mérito Pedro Ernesto pelas suas grandes contribuições filosóficas e literárias. Algumas estrofes infra-enunciadas pela grande pensadora contemporânea:
Cquote1.png Meu nome é Valexska Cquote2.png Cquote1.png E o apelido é "quero dá" Cquote2.png
Cquote1.png Ai, ai que vontade louca Cquote2.png Cquote1.png Difícil de controlar Cquote2.png

Cquote1.png To doidinha pra te dar Cquote2.png   Cquote1.png dadadadadadadadadada(o verso é repetido 44 vezes) Cquote2.png

Medalha de Mérito Pedro Hernesto[editar]

Depois da referência de um grande filósofo contemporâneo, Valesca Popozuda foi reconhecida na Câmara dos Vereadores do Rio de Janeiro (claro, aonde seria o melhor lugar para promover o que temos de melhor em termos culturais e artísticos nacionais?) onde foi concedido a Medalha Mérito Pedro Ernesto à cantora. Mas como ela é diva, ninguém pode questionar.

A funkeira recebeu a homenagem por diversos motivos, um deles é que recebeu a medalha por ter sido citada por milhares de estudantes na redação do ENEM 2015, grande motivo de orgulho brasileiro, onde o tema foi "A persistência da violência contra a mulher na sociedade brasileira".

Quanto ao ENEM, disse estar "orgulhosa por ser lembrada por estudantes do país inteiro" numa "prova tão importante", "muitíssima importante e com certeza não irei esquecer desse momento pelo resto da minha vida" , onde comemora a intérprete do hit "Beijinho no Ombro". Respeitar nosso orgulho cultural, claro, porque não?

Curiosidades[editar]

Enem 2015
  • Ela tem a 7ª maior bunda do Brasil. Abaixo, em ordem, as popozudas que conseguem superá-la:
  1. Sua Mãe
  2. Cléo Cadillac
  3. Mulher Melancia
  4. Mulher Maçã
  5. Caroline Miranda
  6. Mulher Moranguinho
  • Valesca tem uma certa rivalidade não muito comentada com Anitta para ver quem é oficialmente a cantora de funk brasileira com mais plásticas e photoshop mais gostosa e com mais fãs.