Varzelândia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Um prático estabelecimento 2 em 1, presente apenas em Varzelândia.

Varzelândia (mineirês: Várzea) é uma cidadezinha sem graça localizada em Minas Gerais. Por incrível que pareça, essa desgraça possui quase 20.000 habitantes! Mas esse fenômeno é facilmente explicável, afinal, quando fizeram a contagem, os pesquisadores também contabilizaram as galinhas, as vacas e os bois, pois os varzelandenses os consideram como sendo parte da família.

História[editar]

Exportações de Varzelândia sendo levadas até as cidades compradoras.

No princípio, Varzelândia era apenas uma grande fazenda produtora de mandioca, comandada pelo grande empreendedor e grileiro Tomás Turbando Pinto. Porém, como Tomás era vagabundo, e ficava o dia todo apenas homenageando as moças que apareciam na Revista Playboi, ele nunca plantou nada.A única coisa que diz que ele plantou foi a bunda em um velho banco de madeira. Por conta disso, alguns manifestantes do MST foram até a fazenda de Tomás reinvindicar o direito às terras. Obviamente, Tomás não tinha nenhuma vontade de entregar as terras para aquela cambada de vagabundos, porém, como ele era apenas um e teria que enfrentar mais de 8000 inimigos, ele, que era um tremendo de um cagão e muito preguiçoso não teve outra alternativa a não ser entregar as terras e as mulheres da família para serem estupradas coletivamente por oito mil homens famintos.

Após essa "reforma agrária forçada", o lugar começou a se desenvolver um pouco. Todos os manifestantes que tinham ocupado a terra começaram a construir os seus barracos de pau a piqui e sem cobertura porquê nesse inferno nunca chove mesmo. Percebendo que aquele terreno cheio de gente poderia ser lucrativo, alguns comerciantes e dezenas de traficantes foram até Varzelândia, e iniciaram os primeiros comércios e bebércios da região.

Com esses comércios, começou a se desenvolver assustadoramente rápido, sendo que muitos achavam que, em poucos anos, seria tão grande quanto a cidade de São Paulo. Esses pressentimentos ficaram ainda mais fortes quando os bandidos e maconheiros se mudaram para Varzelândia, porém, como Varzelândia fica no fim do mundo, a cidade nunca conseguiu ter mais do que 20.000 habitantes também tem- Mas mesmo assim, esse já é um número excelente, pois as cidades vizinhas nunca conseguem passar dos 5.000 habitantes. Atualmente a cidade especializou-se na criação de fantasma pela fábrica mantida pela prefeitura... É tanto fantasma que até o fantasminha camarada do desenho animando, conhecido por GASPARZINHO já mora em algum prédio mal assombrado da cidade.

Cidade[editar]

Atualmente, Varzelândia é uma simples e pacata cidadezinha interiorana: Todos os caipiras da cidade passam os dias apenas sentados na porta de suas casas, fofocando com os vizinhos sobre assusntos interessantíssimos, como por exemplo, qual era a cor da calcinha da puta mais querida da cidade, conhecida como Paula Tejando Dias. Os pouquíssimos habitantes de Varzelândia que não gostam de fofocas ficam apenas dormindo o dia todo em suas redes, sonhando com o dia em que conseguirão fugir daquele fim do mundo enquanto as putas de suas mulheres estão fazendo caminha e dando para qualquer motorista nas beiras das estradas; infelizmente essas putas não ficam grávidas e a população desse fim de mundo nunca cresce.

Outra novidade da cidade é a precariedade dos banheiros, só existem dois na cidade, e eles estão caindo aos pedaços, além de estarem com cheiro de morte, é por isso que os habitantes cagam na rua e mijam nos postes. Tem alguns rapazes que além de mijarem nos postes tem uma mania esquisita de ficar pegando uns nas bundas dos outros, antigamente isso era viadagem hoje é relação de amizade afetuosa...

Economia[editar]

A economia de Varzelândia é baseada na agropecuária, mais precisamente no cultivo da banana. Porém, isso não resolve todos os problemas financeiros da cidade, afinal, nenhuma outra cidade brasileira tem interesse em comprar as minúsculas e mirradas bananas dos varzelandenses.

Outros produtos agrícolas consumidos com fartura pelos varzelandenses são maconha, crack e, principalmente, as putas que fingem durante o dia que são virgens, mas no final da tarde vão fazer caminhadas e dar muito na beira da estrada (no mato mesmo). AH... JÁ tava esquecendo que também tem umas putas que dão muito na cidade... dão mais do que pequi e são conhecidas como as recepcionista, de virgem elas não guardam mais nem a lembrança, porém quando morrerem seus serão enterradas em caixões com dois andares UM PARA O CORPO E OUTRO PARA A LÍNGUA.

Atualmente, depois que a cidade foi conquistada por uma corja de janaubenses, um novo produto passou a ser o principal artigo de exportação da cidade. São as vacas (não, não estou me referindo à tua mãe, mas àquelas vacas que se acasalham com bois - Tá, sua mãe também faz isso, mas acho que você já entendeu o que eu quis dizer). Conhecidas por sempre estarem voando dentro de furacões e tornados nos filmes, e pelo rastro de fezes que deixam por onde passam, a população desses paquidermes tende a crescer, já que a população humana de Varzelândia não cresce nem fodendo (lembra daquela historinha de que, quando nasce uma criança na cidade, foge um homem? Pois bem, ela se aplica a essa cidade)