Vegetariano

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Vegetariana)
Ir para: navegação, pesquisa
Wikify.png Por favor, alguém arrume este pobre artigo segundo as diretrizes estabelecidas no livro de estilo antes que alguém infarte lendo esse artigo mal formatado...
AVISO: NÃO REMOVA ISSO ANTES DE TER CERTEZA ABSOLUTA QUE O ARTIGO JÁ FOI COMPLETAMENTE "WIKIFICADO", SENÃO VOCÊ PODERÁ SOFRER AS CONSEQUÊNCIAS!
Dica: não sabe como wikificar um artigo? Então leia AGORA o nosso Tutorial Wiki! Ou peça ajuda para os usuários mais experientes...
Zetsu rosto.PNG Vegetariano pertence ao Reino Plantae
Este artigo é Verde e fala de uma Planta, de alguém com nome de planta ou de alguém que acha que é uma planta.

Não leia se odiar legumes e verduras.

Victreebel.jpg
Dorgas melocoton.png Vegetariano dá um tapa na pantera!

E é aprovado pelo Tio Bob!

Clique aqui se você quiser dar um tapa também.

Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!
Se não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.
E se você se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!
Primeiro Vegetariano

Nota: o trecho seguinte está "compactado" de modo a despoluir visualmente o contexto da página toda.

Cquote1.png Antiga palavra indígena, que significava "mau caçador" Cquote2.png
Sobre a origem da palavra "Vegetariano"
Cquote1.png Se você não come um cachorro, então porque come uma vaca? Cquote2.png
Piadinha mongoloide de vegetariano
Cquote1.png Carnívoros são os alfacistas, os fascistas que defendem a alface. Cquote2.png
Outra piadinha mongoloide de vegetarianio
Cquote1.png La perguntha? Cquote2.png
Arrentino Maradonna mostrando que entendeu a piada
Cquote1.png Não me alimento de cadáveres mortos Cquote2.png
Vegetariano sobre comer carne
Cquote1.png E a alface é o quê, então? Cquote2.png
Pessoas que pensaram demais na frase acima
Cquote1.png Esses carniceiros são todos uns imundos, nojentos, repugnantes, desgraçados e malditos energúmenos Cquote2.png
Vegetariano mostrando o seu pacifismo e amor ao próximo
Cquote1.png Caro carnívoro, pelamordedeus vê se entra isso na sua cabeça: animais não podem ser mortos porque eles sofrem, mas eles se fossem mortos sem sofrimento é errado porque eles tem vida, é diferente dos vegetais, que podemos comer porque são mortos sem sofrimento, e animais não poderiam ser mortos sem sofrimento porque eles tem vida, embora plantas também tem vida e poderiam ser mortas sem sofrimento porque elas não sofrem, logo animais não poderiam ser mortos sem sofrimento porque eles sofrem. É tão difícil assim de entender? Cquote2.png
Vegetariano dando uma aula de Lógica Aristotélica á um carnívoro
Cquote1.png Cuméqui? Cquote2.png
Carnívoro sobre raciocínio vegetariano
Cquote1.png La perguntha? Cquote2.png
Arrentino Maradonna sobre raciocínio vegetariano
Cquote1.png Me converti aos 25 anos Cquote2.png
Ex-carnívoro falando sobre sua conversão á Igreja Vegetariana
Cquote1.png Porque vegetariano come catota? Cquote2.png
Charles Manson sobre os vegetarianos
Cquote1.png U cão foi quem butô nóis pra come capim. Cquote2.png
Jeremias Muito-Louco sobre Vegetarianos
Cquote1.png Vegetariano come nugets? Cquote2.png
Peruíbe sobre vegetarianos
Cquote1.png vegetariano pode come coco? Cquote2.png
Popoto sobre vegetariano
Cquote1.png Os tomates também sofrem. Cquote2.png
Sr. Perdigão sobre Vegetarianos
Cquote1.png LETTUCE IS MURDER Cquote2.png
Logo da RNA
Cquote1.png Na União Soviética, o pepino come VOCÊ!!! Cquote2.png
Reversal Russa sobre Vegetarianos
Cquote1.png Os tomates também têm vida! Cquote2.png
Sr. Perdigão sobre Vegetarianos
Cquote1.png Tomate é fruta, idiota! Cquote2.png
Qualquer um sobre Sr. Perdigão
Cquote1.png Socorro! Cquote2.png
Alface e Pepino, dentro do BigMac
Cquote1.png Cala a boca, suas frutinhas, aceitem o seu destino! Cquote2.png
Humbúrguer dentro do BicMac sobre Alface e Pepino
Cquote1.png Mas pode come nugets? Cquote2.png
Peruibe sobre nugets
Cquote1.png Orégano é bom, mas dá dor de cabeça! Cquote2.png
Bob Marley sobre cigarro vegetariano
Cquote1.png Saiu num relatório da ONU falando que o pum da vaca contribui pro efeito estufa! Cquote2.png
Lema vegan
Cquote1.png Se Deus não queria que comessemos os animais, por que fez eles todos de carne? Cquote2.png
Homer Simpson sobre ser vegetariano
Cquote1.png Se você continuar fazendo isso você vai pro inferno!!! Cquote2.png
Vegetariana idiota sobre comer carne
Cquote1.png Peixes e galinhas são fontes de proteína. Vacas, por sua vez, são bifes ambulantes. Cquote2.png
Carnívoro sobre a necessidade humana de comer carne
Cquote1.png Mas o franguinho pode, né? Cquote2.png
70% dos anfitriões de vegs.
Cquote1.png Claro, mas me mostre a árvore para eu mesmo pegar Cquote2.png
Veggie sobre Anfitrião antibiológico
Cquote1.png Eu sou vegetariana. Exceto por peixe. E bife, eventualmente. Eu AMO bife! Cquote2.png
Penny sobre seus hábitos vegetarianos
Cquote1.png Pelos poderes da alface!! Cquote2.png
Vogon fanático se preparando pra mais uma vogongelização
Cquote1.png Essa piada já cansou, seu carniceiro fedorento Cquote2.png
Vegan se irritando ao ouvir mais uma vez uma piada relacionando beijar porco de língua com a gripe do porco

Cquote1.png É uma salada, Bino! Cquote2.png
Pedro sobre restaurante vegetariano

Os vegetarianos são uma espécie humana em proliferação, com sérios problemas em socializar-se, por não frequentarem lugares como McDonald's, Habib's, Bob's, Púbis, Giraffas, Spetus, Porcão, Ponteio Grill, dentre outros lugares onde se possa apreciar as maravilhas de ser um consumidor saudável de carne.

Definição[editar]

O único argumento convincente para se tornar um vegetariano.

ve.ge.ta.ri.a.no adj.: qualidade do ser antissocial, criado pelos avós, que A-DO-RA dar trabalho aos anfitriões (e também fazê-los se sentirem mal) de comemorações, jantares e afins. O vegetariano também tem o costume de ser tão chato quanto um crente e de tentar arrebanhar o maior número possível de indivíduos para sua seita alimentar, alegando que somente eles soltam um barro cheiroso (mas isso é mentira porque... vá cheirar que você descobre). Vegetarianos, assim como emos, são pessoas que se sensibilizam com o sofrimento dos bichinhos fofuxos - excluindo desta categoria aranhas, ratos, baratas, pernilongos, piolhos, lombrigas ou qualquer bichinho que não seja fofuxu.

Enquanto os baitolas choram por não conseguir um pepino roliço o suficiente, os vegetarianos (que se esbaldam com tal iguaria) praticam atos violentos contra os seres vivos da classe "vegetal", com métodos de tortura nada ortodoxos, destruindo e dizimando essa população, com a desculpa que eles são seres vivos que nada sentem - afirmação que fere muito o sentimento dos vegetais, já que estes, apesar de frios e fechados, ainda assim, possuem sentimentos - e para encobrir suas ações tenebrosas sobre os pobres e oprimidos vegetais, eles atacam violentamente uma indústria séria e ética, a indústria da carne.

São também criaturas muito mal esclarecidas quanto a indústria da carne - talvez por falta de vitamina B12, ou apenas influenciados pela internet e seus vídeos fantásticos "que legal é dizer eu não como carne", (típico pensamento indie), ou usando argumentos como "os bichos são seus amiguinhos" (uma cópia da frase as bichas são suas amiguinhas), "respeite os bichos" (outra cópia dos argumentos usado pelo movimento Emo), "se você ama uns, porque mata outros?" (não é cópia, mas parece frase de boiola), e mais alguns argumentos engraçados como: vegans trepam melhor, o peido da vaca está destruindo o mundo, sou vegan por amor aos animais, etc.

Ironicamente, para pessoas que não respeitam pepinos, apesar de comê-los com vontade, e praticam barbáries contra leguminosas, e as chamam de objetos insensíveis e resistentes a dor, que não possuem vida e usam isso como desculpa para destroçá-las de toda e qualquer forma que a mente desses pervertidos (e frustrados) sexuais, todo argumento de vegetariano isso não passa de conversa pra boi dormir.

Origem[editar]

Ainda não se sabe quem foi o primeiro vegetariano da história, mas há um boato que, por volta dos anos 60, uma loira peituda corria alegre pela fazenda do tio, quando avistou um touro forte. Ela ficou observando aqueles chifres enormes e pensou: “Um dia vou dar um desses pro meu namorado. Ele vai ficar tão bonito!”.

Então, em um dia de festa, seu tio resolveu matar o pobre animal para servir num suculento churrasco. A pobre loirinha, com uma retaguarda incrível, sentou-se na grama e começou a chorar incontrolavelmente. Ao ver a grama tão verdinha, jurou que jamais comeria carne de novo, em homenagem ao seu amigo touro, com exceção do Washington, mas isso não vem ao caso.

Quando voltou para a cidade, sua nova vida vegetariana fez bastante sucesso na comunidade acadêmica (Academia Glúteos Musculação). Todos os marombados copinhos-de-sorvete a convidavam para almoçar, pois ela sempre pedia: "Quero ver-dura! Só ver-dura!". Aquele estilo de vida saudável se espalhou por todas as amigas e se tornou um movimento, daí surgiu o movimento hippie vegetariano. Sexo livre, muitos vegetais, cheiradores de gatinhos, topless, uma maravilha.

Apesar da controvérsia, a Forah indica que no século IV fudistas já praticavam o cervejetarianismo em seus pagodes chineses.

Portanto, logo de cara já se vê que o vegetarianismo é um movimento "fita", que preenche certas lacunas onde a criatividade não chega, alimentando sim, a incessante luta pela NOTORIEDADE e pelo OSTRACISMO virtual, pessoal e vegetal.

Teoria da Involução[editar]

Outra hipótese aceita de forma ampla é a da Teoria da Involução. Segundo esta, de acordo com a avaliação inversa dos preceitos de Charles Darwin, é possível que uma espécie involua, através de mutações genéticas, de forma a gerar grupos de pessoas que simplesmente perderam seus traços evolutivos fazendo-as assumir uma nova postura. Com a mudança no perfil social da sociedade, estes indivíduos, ao contrário do que dizia o pesquisador, têm sim chances de sobrevivência, por estranho que soe, ao interagirem entre si, e difundindo sua involução físicas como mera ideologia. Tentam mostra que são assim por opção (o que não é verdade).

Um dos problemas desta máscara ideológica para a sua involução, é que acaba atingindo seres evoluídos fisicamente mas de intelecto reduzido, que adotam o estilo de vida mas infelizmente não tem capacidade de suportar os danos causados em seu corpo e morrem por desnutrição.

Duas evidências da Involução é a ausência de dentes caninos em membros deste grupo, afinal a evolução destes deu-se para facilitar o consumo da carne, sendo assim ineficientes para os praticantes. Outra é a redução de enzimas no sistema digestivo, o que faz com que estes não sejam capazes de quebrar as proteínas da carne, como eles mesmos teimam em alardear, recorrendo a outras fontes esquisitas de alimentação.

Vegans[editar]

Ademar, o rei dos vegans. Ou não.

Vegans são aqueles que não consomem quaisquer produtos de origem animal, seja carne, leite, ovos, queijo, mel, roupas de couro ou de seda, remédios e produtos testados em animais, esperma, enfim, absolutamente nada que, de acordo com sua filosofia, provenha de exploração animal.

Pesquisas psicológicas afirmam que vegans são criaturas perturbadas, criados pelas avós enquanto os pais trabalhavam, em apartamentos acarpetados, assistindo desenhos animados e tomando leite com pera e ovomaltino. Nunca tiveram contato real com um animal de grande porte, só cães e gatos linduxos. Ao crescerem, portanto, levam a sério os desenhos, humanizando os animais e agredindo quem não compartilha dessa visão surrealista - isso vale para todas as outras vertentes do movimento vegetariano - pois acham que quem não é como eles, ou seja, vegan, não é digno de possuir vida.

Eles afirmam categoricamente que seu desempenho sexual é melhor, que seu suor é mais agradável e que são mais inteligentes, entretanto sem apresentarem dados científicos idôneos ou confiáveis. São incoerentes em sua argumentação vegana, pois se dizem respeitadores de animais e favoráveis à libertação animal e, no entanto, obrigam seus cães e gatos de estimação (ou seja, pobres explorados) a comerem comida vegana, sem saber se os mesmos querem ser vegetarianos. Dentro da facção vegan existem os zoonazistas, também conhecidos como econazistas e vegans-talibans, as ecomocréias e os vegans-teóricos que ficam o dia todo sentados em cadeiras sem estofado de couro repetindo teorias de porque ser vegan e criticando as ações da ALF.

Seu maior reduto é o orkut, onde está sua maior resistência ideológica. Criam comunidades e se reúnem para ofender outros membros, geralmente onívoros, ou para tentar convertê-los à sua seita, usando vídeos do youtube como "A Carne é Fraca" e "Terráqueos", cujo cunho sensacionalista e a edição de imagens os faz chorar e rogar as piores pragas contra o resto da humanidade.

Têm também prazer sádico em criticar os que consomem alimentos que contenham cochonilha.

Mesmo assim, têm nojo de animais como baratas, formigas, traças, cupins, aranhas e por isso chamam outras pessoas para cometer o assassinato, não sujando suas mãozinhas autodenominadas éticas e sensatas! Jamais permitem que reles cupins infestem seus móveis boiolas em estilo Luis XV: tacam Jimo Cupim sem dó nem piedade! Ou então dizem, com a maior cara-de-pau, que não sabiam que esses seres eram animais. Para eles, todos os animais inconvenientes são classificados no reino Hipocritae que eles próprios criaram, em alusão ao seu próprio fingimento, para resolver esses dilemas éticos.

Baseando-se na teoria de Melanie Klein sobre o instinto humano de reparação, pode-se afirmar que o radicalismo vegano advém de uma necessidade de reparar, ainda que inconscientemente, situações ou seres que eles brutalizam ou brutalizaram. Ao renunciarem a normalidade e os costumes não estariam expiando suas culpas? Procurariam na libertação animal uma forma de reparar o ódio que sentem pelos humanos?

Por uma vida menos hidropônica![editar]

A plantinha era só uma pobre vontade viva e fotossintetizante de ser e não chegou a produzir uma uma flor sequer! Houve um tempo em que as alfaces floriam; selvagens...mas aquela tola criatura acéfala se esforçava por viver o verde tenro de sua juventude em oposição a seu jovem caule juvenil ereto e inapropriadamente confiante. Quem sabe se tentou em vão compreender o involuntário farfalhar das folhas viçosas contra o vento a chuva ou o regador? Quantos dias tentando brotar raízes numa prateleirinha hidropônica mequetrefe. Materializada, "impensante", mas um tanto quanto viva, voluntária! Numa esperança boba de ser, do modo mais simples, precário, mas sendo, de modo corpóreo. Era só uma planta, mas estava viva. E por mais que não manifestasse lá nenhum entusiasmo em ali estar senão a própria permanência inerte em vida, vegetando, pagou caro pelos nutrientes que no afã teimoso de viver, sugou da terra mãe. Após ser arrancado, enfiado num saquinho e levado à escuridão de uma geladeira, e de esperar num prato de argila marajoara, com desenhos tribais "super cool", na mesa do restaurante daquele badalado chef, namorado daquela modelo também acéfala, o pobre "pezinho" de alface, dilacerado, teimava em sobreviver . Foi tão ritualmente distribuído numa salada meramente decorativa, mas caríssima! (Teria detestado a companhia do agrião,mas nem sequer pensou nisso, [alfaces não pensam, como algumas modelos imaginam!]) Uma cena de horror que vegetal nenhum mereceria ver(???), por fim: sacrificado! Assim como o incenso, o papel, o palmito e aquele cigarrinho que o hipponga da mesa ao lado adorava, foi sacrificado!!! Até quando tantas plantinhas inocentes (nem todas, algumas são carnívoras!) terão que morrer, cegas, surdas, mudas, imóveis...indefesas???

Plantem árvores seus animais!!! Parem de pisar na grama! Parem de queimar esse negócio(o incenso o papel e o cigarrinho)!!! Quando vocês seres inferiores vão aprender a fotossíntese? Vão descobrir todo o poder nutritivo do contato "roots" com a mãe terra? Quando a nova consciência libertária brotará nas suas mentes retrógradas!! Até quando atacarão inutilmente os galhos? Ao invés de cortar o mal pela raíz? Basta de sacrifício vegetal! Germine essa ideia e ela dará frutos! Olhai os lírios do campus! lembrem-se de Homer Simpson: "Se Deus não queria que comêssemos os animais, por que fez eles todos de carne?" Não continuem como bárbaros a negar o que nos é tão comum...a química do carbono!! É preciso semear a verdade que a ciência nunca será capaz de comprovar, pois se J.C. * (que ninguém provou que J.C. não era vegetariano pra início de conversa, seus ateus!), que era sábio já dizia que "conhecereis a verdade e a verdade vos libertará", conheçam a verdade que é improvável, libertem-se da ciência e tenham fé!

(*) Levando em consideração que nem toda modelo é acéfala, nem todo J.C. é o próprio da bíblia (pode ser um José Carlos que ouviu a frase em algum lugar), que não há referências científicas tentando provar opiniões expostas aqui; que eu também como salada (principalmente com churrasco) e que não foi usado papel para escrever na Desciclopédia, posso dizer que nenhum vegetariano, comedor de carne, dogma científico-religioso, planta ou animalzinho (incluindo eu a modelo e o chef!) foi ferido. Se bem que o hipponga me chamou de dedo duro e a planta carnívora limitou-se a arrotar.

Onde achar vegetarianos[editar]

  • No orkut: nas comunidades de vegans (dããã!), dos não-vegans - sim, eles tentam converter os caras a virarem vegetarianos! e nas comunidades sobre churrasco e outras delícias a base de carne. (Vegetariano que é vegetariano é chato)
  • Restaurantes vegetarianos ou pseudo-vegetarianos. Ou bandejão (sim, vegetariano também não é otário pra não pagar menos de 2 reais em uma refeição (?)). Se você ver um vegetariano recusando sua porção de carne peça pra tiazinha mais carne.

Ativistas vegetarianos[editar]

Folheto de um pseudo publicitário vegetariano que foi posteriormente editado por um ser humano NORMAL (vai clicando que amplia)

Esses são seres que sofreram uma mutação genética devido a alta ingestão de vegetais, deve se tomar cuidado com essa aberração. Detectar essa raça que desrespeita a livre opção de escolha dos seres humanos normais é relativamente fácil. Observe atentamente as seguintes características:

  • Possuem longas raízes vegetais na cabeça facilmente confundidos com cabelo comprido. Geralmente tem mal cheiro porque que não lavam pra economizar água
  • Quando o assunto é comida eles sabem mais que nutricionistas
  • Adoram criar respostas toscas de efeito pra combater uma discução com um humano normal que não esta nem ai pro assunto deles
  • Acham que todos devem seguir a sua utopia
  • Comem catota porque é verde e unha porque é tecido morto
  • A maioria é pseudo publicitário que entope nossos e-mails com um monte de merda que chamam de campanha
  • A "politicagem correta" acaba na alimentação, pois adoram roubar o conjugue alheio com seu pseudo engajamento
  • Fazem tudo pela sua própria imagem
  • Odeiam Deus por ter tirado a parte do intestino humano especialista em digestão de vegetais. E odeiam Darwin por chamar isso de evolução.

Quando topar com esse mutante, corra! Pois lá vem sermão do pastor!

Vegetarianos famosos[editar]


v d e h
Piores seres
OS PIORES SERES DO UNIVERSO
Emo.jpg
AntissociaisAteus de FacebookBasqueteirosBlackheadsBoleirosBolsonaretesBródsonsBroniesBulliesCaipirasChannersClubbersCornosCrentesCultsDark NerdsDescíclopesDuckfacersEmosEsquerdistasFanboysFascistasFaveladosFeministasFirstsFlammersFloodersForrozeirosFrom UK'sFunkeirosFurriesGamersGóticosGreasersGringosGrungesHatersHeterofóbicosHippiesHipstersHomofóbicosIndiesJ-RockersJogadinhosLiferulersMachistasMaconheirosMaGGotsManginasMalandrosMetaleirosMicareteirosn00bsNarutardsNerdsNu PunksOnanistasOs ManoOtakusPagodeirosPedófilosPichadoresPlayboysPlayssonsPobresPokemaníacosPolíticosPoopersPosersPunheteirosPunksRappersRegueirosRockeiros de ensino médioSatanistasScreamosSertanejosSkatistasSkinheadsSograsSonystasSurfistasTagarelasTrollstr00sTrutasUnderloversUniversitários que falam topVagabundosVândalosVegetarianosVidas LokasWikipedistasX9's