Vera Zimmerman

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira do Estado de São Paulo.svg.jpg Salve, truta! Este artigo é paulista: não gosta de gaúcho nem de carioca e se acha um puta trabalhador, né, meu! E não tá completo, pois o vacilão foi tomar um chôps e dois pastel, meu!
Vera Alice Santos Zimmermann
Vera zimmerman.jpg
Vera Zimmerman pensando na morte da bezerra
Nascimento 30 de março de 1964
São Paulo, Bandeira do Brasil Brasil
Ocupação Atriz
Cabelo Loira

Vera Zimmerman é uma dessas atrizes que trabalham desde 1900 e guaraná com rolha na Rede Globo e ninguém sabe dizer exatamente o porquê, já que ela nunca ganhou um papel de destaque por lá.

Carreira[editar]

Exibindo suas belas costelas.

Apesar do sobrenome alemão, Vera Zimmerman é paulista, mas afirma que seu pai de fato é importado da Alemanha. Desnecessário inventar uma mentira dessas, já que sua mãe é gaúcha e todo mundo sabe que no Rio Grande do Sul as pessoas têm esses nomes complicados de europeu.

Começou a carreira artística no teatro, onde era a grande atração das peças em que atuava por ser gostosa e quase sempre pagar peitinho. Logo em seguida entrou para a indústria cinematográfica e protagonizou inúmeras pornochanchadas ao lado de outras famosas estrelas globais que na época não tinham nem onde cair mortas.

Nos anos 80, quando ainda era uma atriz iniciante, conheceu Caetano Veloso, que confundiu-a com Vera Fischer e declarou ser um profundo admirador de seu trabalho, compondo em sua homenagem uma música chamada Vera Gata. Este fato atraiu a atenção da mídia e fez com que Vera Zimmerman fosse convidada para posar na Playboy, mesmo já tendo mostrado até o útero nos filmes em que atuava e, portanto, sua nudez não ser nenhuma novidade. Mesmo assim, a revista até que vendeu bem e fez com que a Globo se interessasse em seu "talento", contratando-a logo em seguida.

Trabalhou na emissora carioca durante seis anos, e como só era escalada para fazer papéis medíocres, decidiu pular fora no início dos anos 90 e passar para o SBT. Sua situação no novo canal permaneceu a mesma bosta que era no anterior, então mais uma vez ela trocou e foi para a Record. Novamente, continuou sem ganhar um bom papel e enfim se convenceu de que sua atuação é que era ruim mesmo, voltando para a Globo, que pelo menos pagava um salário maior.

Posou novamente para a Playboy e declarou em uma entrevista que já tinha feito aborto, conseguindo assim manter o interesse alheio em sua pessoa.

Após rápidas passagens pela Band, Cultura e novamente pelo SBT, Vera Zimmerman parece ter finalmente se convencido de que é melhor permanecer na Globo mesmo, porque velha do jeito que está não tem mais salvação.