Vidas Breves

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Cadê o Destruição, porra? Cquote2.png
Algum fã de Sandman fazendo a pergunta que não queria calar, pela milésima vez
Cquote1.png Tá bom, caralho! Fiquem logo com esse dizinfeliz e parem de encher meu saquinho! Cquote2.png
Neil Gaiman sobre frase acima

Brief Lives ou Vidas Lokas e Breves é o volume de The Sandman que eu, tu, tua irmã gótica e o meu cachorro e papagaio todos estávamos esperando!! Depois de mais de 8000 cartas, reclamações e ameaças de morte de fãs querendo saber onde afinal de contas estava o tal do Perpétuo Pródigo, Aspecto da Mudança, Senhor da Destruição... Destruição, finalmente o Nil Gayhomem resolve parar de sentar em cima dessa possibilidade de enredo e botar o tico e teco pra trabalhar nisso. E assim ele lança nossos protagonistas preferidos, Morpheus e Delírio numa jornada épica digna de filme B pra enfim descobrirmos o paradeiro do coitado.

Sinopse[editar]

Morpheusinho vinha de umas férias em Fábulas e Reflexões onde em vez de aparecer em qualquer história determinante ou relevante pro andamento da série, ele só contracenou nuns contos avulsos mesmo, pra tapar buraco e tirar uns cents a mais dos leitores trouxas enquanto o Gaiman tava sem inspiração pra histórias melhores. Mas como pudemos ver até aqui, alegria de Lorde Moldador dura pouco, e numa tarde linda eu me lembro ainda aparece a pequena notável capeta em forma de guria Delírio no reino dos Sonhos querendo a ajuda do irmãozão pois está a sentir falta do outro irmãozão Destruição que havia pedido pra sair milênios antes.

E assim como adulto ajudando criança a achar brinquedo perdido (afinal de contas é com uma criançona com poderes de distorção de realidade que ele estava lidando) eles começam fazendo uma listinha dos amigos do Pródigo na época que ele ainda não era vagabundo pra saírem interrogando de um por um... só que este que não é bobo nem nada, coloca várias armadilhas no caminho no melhor estilo Tom & Jerry 10x mais macabro, que consistem em causar as mortes dos coitados donos dessas informações (mas que amigo do caralho hein), notando isso, Morpheus que já tava caçando uma desculpa pra voltar pro reino dele com tainha, vinho e muito sexo pulou fora deixando a irmãzinha a ver navios, borboletas e bolhas de sabão.

Massssss claro que isso não ia acabar nada bem, gerando uma crise emo da Delírio que repercute nos hospícios e Desciclopédias de todo o planeta. E com isso e uma currada de ninguém menos que a Morte que passa um pito no Morpheus mas sabiamente não move uma palha pra ajudar - e os peidos pra muzenga de não menos que um adevogado de quinze mil anos de idade, uma deusa mesopotâmica com nome de personagem de Yu-Gi-Oh! e uma figurante jamaicana depois, inclusive, que God receba a pobrezinha (devidamente exibidos com riqueza de detalhes para maior sensacionalismo experiência pesadélica dos leitores à noite) a nossa ilustre dupla retoma essa história de amor, de aventura e de magia que demorou só 40 edições para chegar. Acho que quero meu dinheiro de volta...

Ah sim, já ia esquecendo... o único que enfim ajuda o papi soberano a achar o maninho perdido... ele pede um bagulho que bem... veremos nos próximos capítulos...


Precedido por
Fábulas e Reflexões
Rsmith.jpg
Volume de The Sandman

Setembro de 1992 - Maio de 1993
Sucedido por
O Fim do Mundo
v d e h
Bem-vindo à DCclopédia!