Vieiras

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Bandeira de Vieiras.

Vieiras é uma filial do Inferno uma cidade-fantasma em Minas Gerais, localizada à beira de uma BR ou nem isso, apesar do município dizer que tem uma fábrica de roupas e ter a agricultura (que produz anualmente 2 quilos de farinha, se bem que farinha não deve se achar no chão) ela dependeria da BR se não fosse uma cidade tão ruim assim.

História[editar]

Um tropeiro tinha bebido demais e acabou deixando todo o gado sair. Ele pensava que mesmo se ele bebesse pra caralho aquele gado idiota não fugiria, porém eles não eram tão idiotas quanto pensavam, quando acordou de ressaca teve que ir atrás do gado, ele se xingava enquanto andava até que ele tropeçou e caiu em um buraco.

Tudo apagou.

Quando ele acordou ele viu uma terra onde tudo era chato, as pessoas tristes e cabisbaixas, comiam grama seca, vinha um homem grande com dois chifres enormes em sua direção. O tropeiro começa a gritar desesperado:

Cita3.pngNÃO! EU ESTOU NO INFERNO! PORRA! ME DÊ MAIS UMA CHANCE! SEREI BONZINHO!Cita4.png
Tropeiro

Ele saiu correndo de lá e virou um Padre, aquele buraco em que caiu na verdade era Vieiras, o homem de chifres que chegava era o prefeito local, que é filho de um Corno com uma Vaca e as pessoas que comiam mato seco eram os habitantes de Vieiras e o gado do homem. Ao menos ele conseguiu achar a saída da cidade.

Economia[editar]

A prefeitura caprichou quando foi descrever a economia do município, parece que escreveu um texto fantasioso em que tudo funcionava em Vieiras, que até trabalhar era divertido, em que ninguém usava Orkut e que não fosse no meio do mato. Quando se lê o texto falando sobre a economia da cidade você vê uma vilazinha alemã com um Moinho e pessoas felizes.

Mas claro que você sabe que não estamos na alemanha, onde um município do tamanho de Vieiras seria considerado uma vila ou até menos.

A cidade diz produzir peixes pela piscicultura, apesar de que o único peixe que conseguiram pescar foi dois Lambaris, e essa foi a maior produção de peixes do município. Os pescadores locais não sabem pescar e deixam muitas vezes os peixes fugirem, mas ganham um dinheiro da prefeitura.

Em falar em prefeitura, ela fica dentro de uma Padaria local e está pedindo empréstimo para o banco do brasil para conseguir completar as obras da prefeitura de verdade: um banheiro público (combina com a cidade). Temos uma pseudo-fábrica do roupas (ela está abandonada) e uma pseudo-produção de alimentos agrícolas, como farinha.

Mas farinha não se planta na terra, não é?

Ver também[editar]


Vieiras conta hoje com um excelente malha mulaviarias com todo tipo de tração animal possível desde mulas, burros e pangarés chegando a bodes e cabritos.