Vingador do Passado

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Descomics.jpg

Este artigo é parte do Projeto Descomics, o seu universo de personagens.

Imagem dos quadrinhos do Vingador do Passado, em sua primeira versão

O Vingador do Passado, conhecido apenas como Vingador (para economizar digitação) é um anti-herói do Descicloverso, provavelmente o único mocinho dos quadrinhos que fugiu de um hospício. O Vingador não usa armas específicas e, apesar de ser realmente doido-varrido, não usa uma roupa colorida. Também não tem superpoderes e nem uma identidade secreta. Ele só usa o apelido Vingador porque seu nome é horrível mesmo, é igual o caso do Vampeta.

Origem[editar]

O Vingador do Passado foi criado por Oliver Chan, em 1978, para ser o anti-herói mais badass de todos. Cansado de criar super-heroizinhos espalhafatosos, Oliver criou um ser humano que não se veste como morcega ou como aranha no cio, mas sim um sujeito que não tem uma roupa definida, apenas usa algo para protegê-lo em suas missões.

O personagem[editar]

O Vingador é um dos super-heróis mais críveis dos quadrinhos. É apenas um cara louco, que decide fazer justiça com as próprias mãos e qualquer objeto que encontrar pela frente. Após sofrer o surto derradeiro, o burocrata Dalmo enlouqueceu de uma forma tão assustadora que os vilões do Batman se tornam muito lúcidos perto dele.

Formado em economia, contabilidade e biblioteconomia pela Universidade de Nova Nova Nova Nova Iorque, Dalmo era um dos maiores investidores daquele país inventado. Um grande gênio, mestre em finanças, sabia conta até 10, jogava xadrez como ninguém (ninguém seria tão ruim a ponto de confundir xadrez com batalha naval igual ele) e era muito bom em fazer rimas, habilidade esta que o ajudava muito em um trabalho importante. O que Dalmo mais se orgulhava era de ser esquizofrênico igual seu ídolo, John Forbes Nash, e sonhava em ganhar o Prêmio Nobel também.

Além de ser um economista renomado, Dalmo também era um grande militar. Treinava na polícia, no exército e no batalhão de operações especiais dos vigilantes noturnos. Ele poderia ter sido um oficial do exército, mas pediu para sair ao ver uma elefanta ser estuprada por um vietcong.

O Vingador é um super-herói muito violento, que não tem um alter-ego fantasioso. Sua única identificação é a letra V, riscada nas roupas que usa. Este símbolo do V riscado surgiu ao acaso, no tiroteio do banco. Ao cair no chão, sua calça sofreu um rasgo em forma de V. O Vingador não tem medo de nada, e sua loucura ajuda a enfrentar inimigos poderosos, como seus arqui-inimigos Rei do Morro e Brinquedo Humano.

História[editar]

Dalmo Dumber tinha tudo para ser um daqueles supervilões retardados que se vê aos montes nos quadrinhos. Na hora do parto, ao ser retirado de dentro de sua mãe, liso por causa do sangue, o médico o deixou cair. Dalmo, recém-nascido, bateu a cabeça no chão. Foi recolhido do chão, mas foi novamente derrubado. Por um milagre, Dalmo não morreu, mas levaria sequelas para a vida toda.

Com 4 anos de idade, uma árvore caiu sobre sua cabeça. Mais uma vez, a morte deixou barato. Com 5 anos, foi atropelado por um tanque de guerra. Com 7 anos, foi diagnosticado com síndrome de Asperger. Com 9 anos, quando andava de carro com seus pais e sua irmã mais velha, sofreu um acidente terrível. O carro da família virou uma bola de ferragens e seus pais e irmã morreram na hora. Viraram uma espécie de strogonoff. Inacreditavelmente, Dalmo sobreviveu, mas ficou traumatizado. Dos 10 anos aos 14, sofreu bullying. Aos 15 anos, foi mordido por um cachorro pitbull, que o deixou incrivelmente ferido. Ainda aos 15 anos, foi mordido por um hipopótamo. Aos 17 anos, sofreu um choque de 42 mil volts, e sobreviveu, de novo. Aos 19 anos, um asteroide caiu em sua cabeça, e o deixou paraplégico por alguns meses, mas ele sobreviveu, claro. Aos 23 anos, escorregou numa nasca de bacana e bateu a cabeça no chão. Com a batida, adquiriu personalidades múltiplas. Nesta época, na condição de sargento do exército de um país fictício, viu os horrores da guerra e ficou chocado.

Quando parecia que a vida de Dalmo seria esta bosta aí de só sofrer acidentes, eis que a coisa muda. Aos 25, encontrou o amor de sua vida, afinal nem tudo é tragédia na vida de uma pessoa. Aos 28 se casou, e esqueça a frase anterior... Aos 29, nasceu sua filha, mas aos 30 anos, na chacina da Casa Negra, sua mulher e sua filha foram assassinadas. Dalmo levou 31 tiros, mas sobreviveu. Totalmente traumatizado, e no limiar da loucura, só não surtou porque tinha a mente muito forte. Mas aos 34 anos, ele surtou, depois de o banco onde trabalhava ser assaltado. Os únicos amigos que Dalmo tinha morreram, baleados. Dalmo, até então gerente renomado, levou 51 tiros, mas sobreviveu... Depois disso, quando achavam que Dalmo se transformaria em um super-vilão, Dalmo surpreendeu. Resolveu virar um anti-herói, e eliminar todos os bandidos. Dalmo não tem nenhum poder, mas sua loucura o torna perigoso. Ele tem 47 personalidades, todas elas lutadoras de artes marciais e treinadas militarmente.

Os problemas do Vingador[editar]

O Vingador é um cara que, definitivamente, nasceu para tomar no reto. Ele é esquizofrênico, epiléptico, autista, sofre de distúrbio de personalidades, transtorno de juízo, DDA, hiperatividade, mau-humor, TOC e síndrome da mão inquieta, além de viver em um mundo de fantasia na sua mente afetada, e também ser mitomaníaco, paranoico, alucinado e zoófilo.

Além dos problemas mentais, o Vingador também está cheio de problemas físicos, que surgiram após anos e anos de acidente. Ele já não pode mais sentir dor, suas pernas tem 42 parafusos ao todo, suas costas precisaram ser adaptadas com platina, seu ombro esquerdo teve de ser adaptado com carbono, não tem um braço, não tem os dentes, uma orelha é menor do que a outra, seu nariz ficou igual ao do Mike Tyson, é cego de um olho e enxerga muito pouco pelo outro, só tem um rim, usa marcapasso, sua bunda teve de ser reconstruída, tem a espinhela caída, manca muito, seu braço direito é igual ao do Batoré, não tem o dedo mindinho em uma das mãos, possui marcas de queimaduras e cortes em todo o corpo e é corcunda igual ao historiador emo que veste azul.

Tirando isto, seus pais, sua mulher, sua filha e seus poucos amigos morreram de forma trágica. E para completar, ele é torcedor do Botafogo.

Poderes e armas[editar]

O Vingador não tem superpoderes. Ele é um homem com problemas mentais comum, como qualquer louco, mas em vez de seguir o caminho do mal, ele seguiu o caminho do bem. Bom de briga, bastante forte e com muitas habilidades, mas seus maiores poderes mesmo são sua resistência incrível e seus problemas mentais! Graças aos problemas mentais é que o Vingador consegue ser tão perigoso. Ele não sente dor, não tem medo de morrer, pensa que é tudo brincadeira, vai pra guerra igual a um viking berserker, possui personalidades altamente heroicas, aprende as coisas muito rápido, é muito agitado e sofre epilepsia em momento bem convenientes, como em jantares de família ou reuniões de super-heróis.

O Vingador não usa nenhuma arma especial. Qualquer coisa em sua mão vira arma, inclusive sua prótese do braço e sua dentadura. Em uma briga de rua, o Vingador pode aproveitar o ambiente para derrotar o inimigo, seja jogando areia e cocô de cachorro, e, se não houver um cocô de cachorro no momento, ele mesmo caga na rua e depois joga no bandido.

Principais inimigos[editar]

  • Rei do Morro: Ele comanda uma grande milícia de militares militantes mercenários. É um sujeito normal, megalomaníaco, que usa tanques de guerra, caminhões-bomba e catapultas de catapultas para tentar dominar o mundo. Ele é dono de um morro, o Pico da Adrenalina, e construiu sua base em cima do morro.
  • Brinquedo Humano: Ele sofre retardo mental e age como uma criança de 11 anos, mas uma criança de 11 anos com QI de 380, ou seja, um gênio improvável, mas infantil. Graças ao seu intelecto, junta seu gosto por brinquedos com sua periculosidade de cientista maluco e constrói armas em forma de brinquedos. Ele próprio está se transformando em brinquedo aos poucos. Removeu seu braço humano e colocou um bracinho de boneca. Em outras palavras, ele não passa de uma cópia do Homem Brinquedo e do Arcade dos X-Men.
  • Norferanus: De tanto assistir Gaypúsculo, um assassino cruel acabou ficando doidão, se achando o vampirinho. Raspou a cabeça e colocou dentes postiços pontudos nos incisivos, para parecer o Nosferatu.
  • Dr. Gomez: Outro débil-mental, este fã da Família Addams. Após ter uma crise de doideira, um médico renomado começo a achar que é o Gomez, o patriarca da família monstruosa. Construiu uma mansão assustadora, é um bom espadachim, é masoquista e fala com sotaque espanhol.

Ver também[editar]