Vitória (Espírito Santo)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
BandeiraES.JPG Este artigo é CAPIXABA!

Ele só aparece na televisão quando acontece tragédia, tem o pulmão preto de tanto pó de minério, torce pra time carioca e passeia na Vitória-Minas. Apesar disso, é trabalhador gente-fina, ao contrário dos seus primos sulistas.

Nós não vivemos apenas de Roberto Carlos.

Poluicaoatmosferica01.jpg Este artigo está poluído!

Pegue uma máscara de oxigênio e uma garrafa vazia, para carregar ar. COF COF COF...

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Vitória (Espírito Santo).
Derrota
Bandeira du espírito santo.jpg
Bandeira de Vitória
Localização Espírito Santo, Emolândia
Clima De Choro
Dialeto MiguxeiiX
Prefeito Luci do Saxofone da Mudança (eleito pelo P-EMO)
Hino "Entre razões emoções a saída é fazer valer a pena".
Gentílico Perdedor
Mascote Aedes Aegypti
População 400 mil Emos, Paty's, Darwinianos (Alunos metidihos e riquinhos do Colégio Darwin, Estudantes do Leonardo da Vinci (Alunos metidos, frescos, que geram metade da renda do estado e choram todos os dias porque no estado não tem Starbucks).
PIB 100x10¹ººººº dez duotrigintilhões
Per capita 10¹ºº Tredecilhão
IDH Vitoria(1,00) BRASIL(0,8

00)

Área Menor que São Paulo.
Típico habitante da cidade.

Cquote1.png Você quis dizer: Ovo Cquote2.png
Google sobre Vitória (Espírito Santo)
Cquote1.png Você quis dizer: Emolândia Cquote2.png
Google sobre Vitória (Espírito Santo)
Cquote1.png Você quis dizer: COCOBeach Cquote2.png
Google sobre Praia de Camburi
Cquote1.png mEenHaaA xIiDadiiXiiNHa dU coLaxXaUm aMuuh mTuh (LL³ Cquote2.png
Emo sobre Vitória
Cquote1.png Bando de Emo!! Cquote2.png
Colatinenses sobre Vitórienses
Cquote1.png Bando de Emo!! Cquote2.png
Vitórienses sobre Vitórienses
Cquote1.png Bando de Emo!! Cquote2.png
Demais Brasileiros sobre Vitórienses
Cquote1.png nois tomo um 12 lah dus playboy la di vitória Cquote2.png
pessoas de são pedro sobre Vitória
Cquote1.png Cidade de Emos, Playboys e Patricinhasricos Cquote2.png
Qualquer Brasileiro de outro estado sobre Vitória
Cquote1.png Vitóriaaaaaaa, meu time preferido Cquote2.png
Carla Perez, baiana sobre Vitória
Cquote1.png Vitória? Ahhh, conheço, a capital do Acre Cquote2.png
Você sobre Vitória
Cquote1.png Um dia vou conhecer... Cquote2.png
Rubens Barrichello sobre Vitória
Cquote1.png Vocês traíram o movimento Vila Velha véi! Cquote2.png
Dado Dolabella sobre Vitória
Cquote1.png Vitória, acho massa, tá na primeira divisão,um dia vou em salvador ver o jogo deles. Cquote2.png
Capixaba sobre Vitória
Cquote1.png Vitória foi o local que eu escolhi para evacuar após descobrir sua existência. Cquote2.png
Mundo sobre Vitória
Cquote1.png Passei um fim de semana por lá e não me dei muito bem. Comi só 12. Cquote2.png
Tiririca sobre Vitória
Cquote1.png 12 travecos. Cquote2.png
Taxista (da Serra de passagem pelo aeroporto de vitória, roubando passageiro dos otários de lá) sobre Tiririca quando visitou Vitória
Cquote1.png Por que os capixabas não gostam da gente? Cquote2.png
Mineiros sobre capixabas
Cquote1.png Por que os capixabas não gostam da gente? Cquote2.png
Cariocas sobre capixabas
Cquote1.png Por que os capixabas não gostam da gente? Cquote2.png
Paulistas sobre capixabas
Cquote1.png Que vitória? Aquela da Bahia?. Cquote2.png
Geógrafa formada pela UFES sobre Vitória


Vitória é a emolândia uma ilha, além disso é a capital do Estado do Espírito Santo amém. Cidade permanentemente em reformas. Cidade cujo habitantes(capixabas) não gostam dos outros estados brasileiros.Basicamente Vitória possui somente três pessoas:Eu,Você e alguem que a gente conhece.

Geografia[editar]

Assim como São Luís-MA e Florianópolis-SC, Vitória é uma ilha-capital, mas com algumas pequenas diferenças, tais como é formada por habitantes de cara fechada, sérios, que não sabem sorrir e nem dar "bom dia", "boa tarde" ou "boa noite". Localiza-se na Região Sudeste, apesar de ser totalmente inexpressiva e não fazer diferença para ninguém dos outros estados da região, ninguém sabe disso. É a menor capital do Sudeste, também conhecida por Ovolândia. Por ser uma bosta ilha, é cercada pela "grande" Baía de Vitória, que separa a emolândia o município das demais porcarias. Por conta de sua geografia, os seus habitantes possuem uma doença chamada "seacharesricum", que consiste em transformar as pessoas em otários infectados que mesmo morando em favelas comunidades acreditam ser de classe econômica alta.

Clima[editar]

Vitória tem duas estações: verão e inferno. Antigamente o melhor sinal de chuva - quando vinha - era o chapéu de nuvens no morro do Mestre Álvaro. Infelizmente o bravo monólito granítico está sofrendo de alzheimer e deixou de ser confiável. Tampouco o vento sul - outro indicativo de chuva - é sentido, já que a massa de edifícios o transformou em lenda. De qualquer maneira, o capixaba adora um friu e encasaca-se abaixo de 27°C, ou quando chove. Botas e casacos são usados quando a moda manda mesmo que a perua esteja suando em bicas. Já o homem capixaba estará invariavelmente envergando seu traje-uniforme chova ou faça sol: bermudão, chinelo rider, camiseta regata e pochete. Cabelo despenteado (boné opcional) e aquele look de eu sou macho!. Quando venta, mesmo com 43ºC, o capixaba ja veste seu casaco. Além disso, Vitória é a única capital do Brasil que não aparece na previsão do tempo do [Jornal Nacional] porque não tem importância pra ninguém.

Limites:[editar]

Cercando a cidade, existem grandes bolsões de pobreza, denominados "municípios" de Serra, Cariacica e Vila Velha (além da roça de Viana e fundão), que são totalmente dominados pelo tráfico, recordistas em reportagens policiais e possuidores de IDH semelhante aos da Faixa De Gaza. É lá que os produtores de Linha Direta - da Rede Globo - mantêm, mediante acordo com os traficantes, um sofisticado núcleo de produção, de onde brotam seus contos macabros sobre a violência urbana contemporânea.

Cariacica e Viana são consideradas pelo IBGE como localidades do Iraque, pois a totalidade dos habitantes desses dois municípios é composta por fugitivos do sertão nordestino, cangaceiros fora de época, matadores de aluguel e demais componentes da mão-de-obra desqualificada em geral.

Dados Demográficos e Geográficos:[editar]

Além da olhota ilhota de Vitória, fazem parte da capital capixaba outras 6402 ilhotototas (que, se somadas, não valem uma) e uma pequena porção continental. Originalmente eram 9027 ilhas, muitas das quais foram engolidas por aterros mal-feitos que nem o do Flamengo, no Rio.

Apesar de ser uma ilha, Vitória não possui praias, só algumas de Pedra, com ondas que variam de 900 a 2000m, muito frequentadas por surfistas suicidas que só vão lá para fumar [Maconha], porque onda mesmo não tem.

A Ponte Florentino Avidos que liga Vitória a Vila Velha é uma das atrações da cidade.

As praias que lá existiam ora se encontram totalmente poluídas e inutilizadas, embora muitos mauricinhos e patricinhas insistam em se banhar na minúscula praia da Ilha do Boi. Já o povão, vindo principalmente de Cariacica e Minas Gerais munido de poderosos anticorpos, desafia a morte ao se banhar em locais fétidos como a Curva da Jurema, CambulixuCamburi, ou nas várias praias de pedra guilhotinas espalhadas pela cidade.

Sendo a capital do Espírito Santo, Vitória abriga o Palácio Anchieta - sede do Governo Estadual - O atual governador, que tem fama de veado (rouba mas faz!), mandou mudar a cor da fachada do Palácio, antes tradicionalmente rosa, para um "amarelo-ouro" muito mais fashion (ui!!).

Mas devido às goteiras, a sede do governo foi transferida para o palácio da Fonte Grande (que não tem fonte alguma) localizado num morro (que não é favela!) de mesmo nome!

Ordenamento Jurídico:[editar]

A cidade de Vitória, sendo a capital do Espírito Santo, por conseguinte aplica as leis próprias dos capixabas. Estas, por sua vez, são aplicadas de forma complementar à legislação do Brasil (não se esqueça que, no aeroporto, informam que Vitória tem aeroporto internacional = você está em outro país distinto do Brasil).

Assim, em regra, as leis brasileiras são aplicáveis para os capixabas, salvo quando estes possuem normas legais próprias. Dentre estas, a mais aplicada é a Lei de Gérson, a qual é levada ao extremo em uma visão deturpada desta lei brasileira.

Ademais, possuem uma lei própria, a saber o CTC (Código de Trânsito Capixaba), o qual difere bastante do CTB (Código de Trânsito Brasileiro). Alguns exemplos desta legislação diferente: :

  • enquanto no CTB quem anda de forma mais lenta deve trafegar pela direita e as ultrapassagens devem ocorrer pela esquerda, no CT Capixaba deve-se sempre andar pela esquerda e somente se ultrapassar veículos pela faixa da direita, a qual, face a velocidade média dos motoristas, fica em regra livre;
  • limite máximo de velocidade para a cidade no CTB = 60km/h, enquanto que o limite máximo de velocidade no CT capixaba é de 40Km/h;
  • enquanto no CT brasileiro quem trafega pela rotatória tem preferência, no capixaba JAMAIS terá preferência quem está na rotatória, devendo este otário aguardar parado na rotatória e causando engarrafamento aguardar que todos os veículos que se encontram nas faixas adjacentes entrem em sua frente com preferência absoluta;
  • pelo CT brasileiro, o limite máximo de velocidade nas estradas é de 80 ou 110 km/h, enquanto que no CT capixaba, tais velocidades são os limites mínimos de velocidade, podendo ser reduzido em 10% apenas se trafegando na contra-mão na curva ou no acostamento, condições estas plenamente aceitas e recomendadas pelo CT capixaba;
  • pelo CT brasileiro, sinal verde= siga, sinal amarelo= atenção e sinal vermelho=pare... no CT capixaba, sinal verde= conte até dez e somente depois arranque o veículo, sinal amarelo=é obrigatório continuar trafegando e sinal vermelho= pode continuar desde que o tenha ficado nesta cor há menos de 15 segundos ou não houver um guarda municipal por perto;
  • pelo CTC, ônibus, caminhões, carroças e quaisquer veículos que desenvolvam velocidade máxima de 30 km/h devem, em avenidas, obrigatoriamente andar na fila da esquerda e pela pista do meio, lado a lado, deixando apenas a faixa da direita livre e abandonada, até porque os demais veículos devem seguí-los em fila indiana, não incomodando a faixa da direita;
  • pelo CT capixaba, se o motorista deseja convergir para a esquerda, deve se posicionar na pista direita extrema e, quando chegar na esquina, virar sobre as demais faixas, fechando todos os veículos que se encontram nestas, cabendo raciocínio inverso quando em curvas para convergir à direita;
  • pelo CT capixaba, se o motorista que não possui aparelho para passar pela 3ª ponte sem parar para pagar e visualizar a faixa livre para veículos com aparelho que permite tal acesso, deverá obrigatoriamente entrar nesta faixa e, quando chegar defronte as cabines, deverá aproveitar para mudar de faixa e furar a fila dos otários que seguiram o CTC;
  • obrigatoriamente, pelo CT capixaba, deverão copos plásticos, papel de bala e demais lixos existentes no interior dos veículos ser jogados para fora com o veículo em movimento.
  • pelo CT capixaba, os motoristas devem, quando em vias livres, obrigatoriamente pisar no freio a cada 50 metros, principalmente se inexistir qualquer veículo no restante da via e o semáforo se encontrar com a luz verde.
  • o CT capixaba PROÍBE o uso de indicação de direção nos veículos, chamados de "setas" (provavelmente por se tratar de uma terra onde índios). O motorista(?) que for pego usando a indicação de direção é obrigado a ir a um terreiro de macumba show do Casaca.

Principais Pontos Turísticos e localidades:[editar]

- Escadaria Maria Ortiz - Uma velha escadaria imunda onde dormem mendigos. Cercada por camelôs, botecos e lojinhas de porcarias, lá uma puta jogou xixi, cocô e deu um pé-no-cú de general holandês em 1625 quando a cidade foi invadida. O cheiro do xixi perdura.

- Edifício Petrobrás - Um prédio gigantesco sendo construído no topo de um morro do lugar mais caro da cidade a um custo de meio bilhão de reais que vai atravancar tudo ao seu redor. Claro que poderiam ter construído uma sede dez vezes mais barata, muito mais rápido, com poucos andares em terreno enorme e plano cedido por municípios vizinhos, mas...

- Monumento à Colonização Italiana - Acredite se quiser, mais de 65% da população dessa província (jamais estado) é descendente de italianos (mais ninguém nem liga), e a maioria da população ignora sua existência.

- Centro Pagapau prostituicional educacional charles darwin - Colégio para playboys,emos e patricinhas, cujos pais são da zelite, é um lugar feito para fofocar,fumar Maconha e ficar falando MiguXXEXxxX e das amizades.Nas salas de aulas o que mais ocorre é Miguxxoxsxx e patys trocarem mensagens pelo celular no meio da aula e ainda tem a putice chatice de ficarem chorando depois de serem expulsos da sala de aula.já os playssons e playboys ficam mentindo sobre garotas que pegaram, combinam de ir em festinhas no wall street, vão em micaretas e ficam tomando bomba. Lá o que você também mais vê são garotas com casacos de I ♥ NY. 99,99% dos darwinianos de Vitória já foram pra Disney, por isso quase todo mundo usa o mesmo casaco (além do I ♥ NY e GAP) do Mikey. Se você ganha menos de 900 mil salários mínimos, assim como os do Leonardo da Vinci, eles te desprezam. Existe uma competiçãozinha entre essas duas escolas (por serem as melhores do Estado e onde se localizam os 50% dos nerds do Brasil - acredite) para ver qual escola consegue ter alunos mais metidos e cheios da grana, além de competirem para quais países da Europa eles conhecem mais.

- APE Up - colégio para quem quer estudar no darwin mas não pode! Sendo que se você falar que é do darwin, consegue bolsa de 100%, e estão tentando comprar todos os professores do darwin.

- Picapes - Ponto turístico ambulante. Maior concentração por metro quadrado do Brasil. São tantas que o governo local cogita em taxá-las não pelos HPs, mas pela área ocupada. A maior parte de seus donos, geralmente baixinhos, alguns de chapéu de caubói sequer viram uma galinha viva, quiçá uma estrada de chão. Alguns cobrem a caçamba (se for o caso) com uma lona a fim de juntar água e criar o mascote oficial de Vitória: o mosquito aedes aegypti. Ouve-se delas Sertanojo ou algum som estranho que faz tremer o chão que eles insistem em chamar de música. Uma de suas principais características, além dos inevitáveis faróis azuis acesos ao máximo dia e noite é o engate traseiro, que traduz inconscientemente o desejo de seu do seu dono em ser, digamos, acoplado... Aliás, farol azul e engate traseiro devem vir em kits. Vez ou outra a picape pode ser um Golf ou Astra, mas o kit (engate traseiro e faróis azuis ao máximo) continua o mesmo.

- Monumento ao Negro - É aquela coisa de mau-gosto fincada ao lado da Assembléia.

- Transcol - O meio de locomoção de marginais e de gente de outras cidades (Serra, Vila Velha e Cariacica) que vai "pu sivíço em Vitória". Chamado por governantes de "ônibus", essa imundície de rodas já foi amarelo e agora tem cores vivas em sua carcaça, talvez para fazer os desgraçados que dependem dessa carroça esquecerem um pouco que vão passar as próximas 3 horas (esse é o tempo padrão de viagem) em pé, se segurando em barras que parecem terem sido lambidas por uma vaca de tão sebosas, sendo molestados sexualmente por borracheiros de Cariacica, roubados por pivetes da Serra, aguentando o cheiro insuportável de Kolene no cabelo pastoso das recepcionistas-palhaços de Vila Velha e, se der sorte, sendo premiado com um suvaco com cecê na cara de algum moedor de cana de Viana. Isso tudo, claro, se todos sobreviverem à Curva do Saldanha, onde os motoristas passam a 170 km/h quando calmos, causando traumatismos cranianos, fraturas expostas e câncer de pele nos 400 bois (passageiros) que apreciam cada maravilhosa viagem.

- Túmulo do Padre Anchieta - Fraude. Trata-se de laje com dizeres em baixo-relevo no Palácio Achieta sob a qual repousariam os ossos do Beato. Uma pequena escada dá acesso à suposta cripta, que não passa de um depósito de faxina, com baldes, esfregões e vassouras. Volta e meia algum incauto põe-se a rezar em cima dela.

- Curva da Jurema - Um dos mistérios locais. Praia imunda, gente feia, música pior e cerveja quente e cara. Vive cheia. Atualmente, aos sabados a noite tem sido um grande ponto referêncial aos emos, góticos e maloqueiros! Fora os encontros fakes que rolam por lá, a maioria são bissexuais ou gays e lésbicas assumidos.

- Semáforos - Maior concentração mundial. O Prefeitão anda pedindo o devido registro no Livro dos Recordes. O macete para evitá-los é dirigir sempre a mais de 80 km/h. Infelizmente isso nem sempre é possível pois há diversos motoristas de Vila Velha misturados ao tráfego e seus veículos são psicologicamente limitados a não ultrapassar os 30 km/h.

- Praça dos Desejos e Praça dos Namorados - Meca dos Gordos, Bobs e McDonalds na mesma praça!! Ponto de encontro para emos ouvintes do supercombo(www.myspace.com/supercomborock), Playboys (que vão lá pra espancar os emos) , maconheiros-skatistas espancando BMXers emos (unica pista de skate/BMX da cidade fica lá), pedintes, mais pedintes, mendigos , "artistas" de rua e artistas dando um visual moderno para a cidade dando os trampo nas paredes; no Domingo lota de patricinhas e riquinhos da Praia do Canto, Ilha do Frade, Mata da Praia, Jardim Camburi, Ilha do Boi e Enseada do Suá, os bairros mais nobres de vitória (e algum de vitória não é? -Resp:Sim são pedro) vão levar seus filhos para ensina-los a fumar maconha e brincar de médico com as babas.

- Convento da Penha - Ops, fica em Vila Velha(roça de Vitória).

Mais um dia tranqüilo no Parque Pedra da Cebola...
cena típica do horto de maruípe...

- Parque da Pedra da Cebola - Meca dos estupradores e maconheiros, emos, babás espancadoras de bebês e dos japas praticantes de beisebol e Rugby(para os pseudo-ricaços com cérebro debilitado).Lugar bonito com árvores e animais como patos, tentando arrancar pele do seu pé e pássarinhos fazendo as necessidades na sua cabeça.

- Horto de Maruípe - CUIDADO! você corre o risco de ter suas partes baixas decapitadas por um ganso nesse parquinho de pato.

- Guarapari - Outro município, mas é a praia de Vitória que se constitui assim na única cidade litorânea do Brasil cujos habitantes se recusam a frequentar suas praias. Guarapari foi cruelmente enfeiada pela especulação imobiliária e agora se resume a trânsito engarrafado, edifícios que não chegam a ser bonitos como os de Vitória, praias sujas e superlotadas, bêbados e mineiros cavadores de buracos nas praias. Mesmo assim, os capixabas que ainda não morreram na Rodovia do Sol continuam a veranear lá.

-Ilha das Caieiras - Escondida em algum lugar da região de Grande São Pedro, onde, se você der sorte, pode até tentar comer uma boa moqueca e uma boa puta antes de ter seu carro, relógio, celular e documentos roubados pelos aprendizes do tráfico que rondam por aquela região. Desejamos boa sorte na volta, pois vai precisar...

- Penedo - Uma pedra grande que atrapalha a entrada dos navios no Porto da CODESA. Ops, fica em Vila Velha(roça de Vitória). Apesar de tombado e tal, algum FDP dinamitou um pedação dele para fazer um porto. Menos mal: por décadas havia uma torre de alta tensão em seu cume.

- Teatro Carlos Gomes - é o 615461631º teatro com esse nome no Brasil. Atualmente, exibe a 526ª temporada anual de "Hello, Creuzodete - Parte XXVII"

- Cinco Pontes - Primeira ligação oficial da ilha de Vitória com o continente. Oficial, já que do outro lado, dando para o mesmo continente já havia outra ponte. Uma ponte de ferro enferrujado, importada da Alemanha dentro de um caixote, cheia de fios, canos e trilhos e que vive sendo reformada e reinaugurada.

- Colégio Sagrado Coração de Maria - Suposto colégio de freira, onde restam ainda as poucos seres humanos de Vitória. Acham-se superiores e e por isso fazem questão de estudar bem ao alto dos outros habitantes para que possam olha-los de cima.

- Terceira Ponte - Também conhecida como Ponte do Suicídio. Uma ponte gigante que foi feita apenas para os habitantes se acharem com a "ponte mais alta do brasil" e para terem um jeito rápido e dinâmico de acabar com seus problemas (dando um pequeno mergulho de 80 metros de altura). Sucessora da Segunda Ponte e da Primeira Ponte, liga Vitória a Vila Velha. Lá os capixabas se sentem orgulhosamente um pouco mais metropolitanos ao enfrentarem caóticos congestionamentos nos horários de rush. Tecnicamente seria a "Sexta Ponte", já que foi antecedida pela tal que falamos acima, do outro lado da ilha, que foi duplicada, as "Cinco Pontes", pela "Segunda Ponte" - que seria a quarta (antes da duplicação das duas pontes do lado norte). Isso é uma confusão tão grande que agora se fala em "Quarta ligação" entre Vitória e a Niterói Capixaba (Vila Velha), desprezando as outras cinco pontes do lado norte. Enfim, como sempre acontece no Brasil, foi lançada no lugar mais largo da baía, e em curva, para aumentar seu orçamento ao máximo absoluto. Mesmo assim torraram uns três desses orçamentos. Parafraseando o que se diz sobre a Ponte Rio-Niterói: por um lado é bom, por outro lado é Vila Velha.

- Catedral Metropolitana - Recentemente ofuscada pela nova sede da Igreja Universal do Reino de Deus, do profeta e messias Edir Macedo.

- Sociedade de Assistência à Velhice Desamparada - Em Vitória não deixe de fazer uma doação a essa sociedade contraditória: se ela dá assistência, a tal da velhice não é desamparada. Um dos símbolos dessa cidade de contradições, há décadas e décadas.

- Parque Moscoso - Antigo ponto de encontro de damas de cavalheiros, que passeavam de mãos dadas e tiravam fotos com os "lambe-lambes". Hoje é um centro (?) de convergência multicultural (???) com atrações variadas/repetitivas nos finais de semana. Ótimo criadouro para pombinhas e pipoqueiros. Moscas há.

- Triângulo das Bermudas - Ponto de embriaguez coletiva, disputado pelos comerciantes locais e lojinhas de grife. Ideal para os playboys de cabeça pequena e de corpo gigante -sendo 80% deles bichas enrustidas- azarar meninas -putas-. Também é ótimo para você mostrar que tem dinheiro, ou seja, trabalhar o mês inteiro e gastar tudo em um dia dentro da casa clube só para mostrar status.

- Rua da Lama - Ponto de embriaguez coletiva dos playboys liberais, alternativos revoltados e pseudo-intelectuais - em geral, gays assumidos e não assumidos - que acham que o Triângulo das Bermudas é um lugar onde só existem play's e play's. É união de todas as classes, onde você pode ser meio-rico! Lá você pode se mostrar pra gatinhas Gatas Aprendizes de Prostituta ou os gatinhos... !

- Praia de Camburi - Gigante aglomerado de areia (jamais praia) à beira-mar, só serve para sediar jogos de futebol de areia e volei de praia, é onde o povão vai pra desafiar a morte, tentando se banhar no esgoto com ondas de 5 metros, ou simplesmente andar de bicicleta nas milhares de ciclovias que existem lá. É também o único lugar do Espírito Santo onde ocorrem tempestades de areia!!!!!! (e como ocorrem). Suas calçadas são famosas, muito(a)s trabalhadores da noite, digo, amigos do Ronaldo. Lugar onde o tempo todo a Prefeitura monta algum troço para apresentar shows que sempre começam à meia-noite ou arenas esportivas sempre vazias. A Avenida que a margeia, Dante Michelini - pista de corrida de motoqueiros de madrugada -, vive em obras. Já foi inaugurada umas cinco ou seis vezes, com placa, comício e tudo.

- Shopping Vitória - A maior atração da cidade!!! É o lugar onde você encontra a maior quantidade de Góticos, Emos, Playboys, Patricinhas, Pobres periguetes metida a rica(só que pobre)e Gente Feia de todo o Brasil, é também parada obrigatória de todo pobre cidadão menos favorecido de Vitória, durante os fins de semana, lá superlotam brechós como Riachuelo e C&A para comprar algum trapo para se vestir, ou simplesmente vão lá para ver a decoração de natal. É também o único shopping do Brasil que deve ter apenas uma ou duas lojinhas de grife (todas ficam no "Triângulo das Bermudas" na Praia do Canto). No SV o capixaba exibe-se em todo o seu esplendor fashion: sandália Rider, camiseta regata, bermudão e cara de invocado. As mulheres são invariavelmente peruas. Também tem os Emos de All Star. E já se tornou clássico tomar uma casquinha de sorvete para não dizer que não gastou em nada, isso quando se tem sorvete, pois parece que sempre acaba quando você vai comprar. Imagina-se que o Shopping Vitória foi tombado pelo Patrimônio Histórico já que desde sua inauguração nunca mais viu uma demão de pintura do lado de fora. Mas em compensação, o Shopping Vitória localiza-se em lugar bonito, perto do mar (esgoto) em um bairro nobre que fica perto da Ilha do Boi(cujos moradores - playboyzinhos e patricinhas - fazem questão de ir ao Shopping de carro, sendo que o shopping fica apenas a 5 minutos). Também é a sede da Equipe Rocket Capixaba, onde vários idosos se encontram para fazer (briga de galo) batalhas Pokémon e assaltaram a máquina de refrigerante do Burger King.

- Porto de Vitória - Um porto fétido e imundo, super mal-posicionado dentro de uma baía estreita que polui todas as praias.

- Porto de Tubarão - Sim, Vitória tem 2 portos! O Porto de Tubarão, que também é siderúrgica, fábrica, silo de armazenamento e ferrovia, é maior que a cidade (tanto que fica na cidade vizinha, a Serra). É responsável pela coloração negra dos pulmões capixabas, os brindando com pó de minério todo santo minuto. Sua localização foi cuidadosamente escolhida: a montante do vento dominante nordeste. Também é responsável pela decepção diária dos usuários de latas de sardinha (ônibus) que passam pela praia de Camburi, que enxergam de longe a labareda gigante que sai de uma chaminé de fábrica todo fim de tarde, fazendo os capixabas pensarem por um segundo que finalmente esse raio de porto pegou fogo e irá acabar. Pura ilusão.

- Aeroporto de Vitória - Possui uma pista de pouso e decolagem com mais de 45m; o que possibilita o estacionamento de aproximadamente 8 aeromodelos por hora em horário de pico. Possui vários nomes: Goiabeiras, Aeroclube de Vitória, Eurico Salles e até "Aeroporto Internacional de Vitória" (segundo mais de um comissário de bordo). Espécie de rodoviária em que os ônibus voam. Em ampliação ("vai ficar pronto em 2007", disse o presidente Lula em discurso), tornou-se a principal obra paralisada do estado. O maior terreno baldio do Brasil e mais nova fonte de poeira (desta vez vermelha, cor do Pêtê) da cidade. Ônibus de interioranos chegam o tempo todo para que os capiaus possam saborear seu caríssimo café e admirar aviões pousando e decolando do seu terraço fechado e quente como o inferno.

  • Seu gasto real ficou em torno de 100 milhões de reais até 2009, todavia, parte do poder judiciário autônomo do Estado não autorizou que botassemos quanto foi gasto neste terreno baldio até os dias de hoje.

- Bar do Lui: Último quiosque da praia de Camburi, localizado perto do Hotel Por do Sol. Reduto de encontro de GLSs, EMOs, bambies, barbies, são paulinos e outras bonecas. Também conhecido como ponto final da parada gay de Vitória.

- Colégio Leonardo da Vinci - Os podres de rico e esnobes da cidade. Você nunca verá um aluno desse colégio andando a pé pelas ruas da cidade, pois eles só vão para a escola em carros blindados e com motoristas particulares. Você ganha menos de 900 mil salários mínimos? Eles te odeiam, não tenha dúvidas. Todos moram na Praia do Canto, Mata da Praia, na Ilha do Boi ou na Ilha do Frade(R$ 98.546.654.678,00 por metro quadrado) e não passam um fim de semana sem ir pra Europa.

- Escola da Ilha - É minuscula e ninguém sabe ao certo sua localização, mas dizem que todos ali se conhecem por nome, sobrenome, idade, data de nascimento, de tão pequena que a escola é. Possui seres humanos decentes, ou quase isso.

- Colégio Americano - Tradicional colégio do município, tão conhecido que as outras escolas acham que o mesmo faliu, frequentado por Playboys, Patricinhas, Emos e Nerds, fica localizado no Acre de Vitória.

botecos de vitória ** -puteiro a céu aberto.

Indústria e Comércio[editar]

O porto super-mal-posicionado de Vitória que polui toda a bahia

Trata-se de uma cidade portuária, com dois portos que lideram as estatísticas mundiais de evasão de recursos naturais. No Porto de Tubarão, ao final da Ex-Praia de Camburi, existe uma linda chaminé poluidora, que brinda os capixabas com belíssimas colorações cinzentas ao entardecer, fazendo inveja aos moradores de Cubatão/SP. É do Porto de Tubarão, outrossim, que partem as colossais nuvens de minério de ferro, que tingem de preto toda a extensão da cidade e se depositam nos alvéolos pulmonares dos capixabas e fazem de vitória a capital mais seca do país, onde é mais fácil ver uma tempestade de areias (da praia) do que uma tempestade com chuva e raios (na época que escrevi isso vitória não viu um pingo de chuva por 4 meses).

No comércio, se destacam o Shopping Vitória, o Shopping Vitória e também o Shopping Vitória, mas diversas empresas-laranja, montadas com o único fim de ilícito e instantâneo locupletamento de seus investidores, cujos nomes não podem ser ora citados (sob pena de altíssimo risco de morte súbita ou desaparecimento...).

Porém um ramo que merece destaque em Vitória é o de "Reconstrução de Calçadas", desde o final de 2007 praticamente todas as calçadas e praças de vitória (que já eram muito boas) foram reformadas ou reconstruídas. É tanta cerâmica daquelas que parecem Lego - para que os cegos se guiem - que a gente fica achando que nessa cidade o percentual de cegos deve ser o maior do mundo. O mais interessante disso é que o pessoal prefere andar na rua mesmo (ou não, pois na verdade existe uma competição de pedestres e donos de biroscas, revendedoras de automóveis e ambulantes. Fica difícil andar nas calçadas ocupadas por mesas de boteco e carros usados).

PISTA DE POUSO E DECOLAGENS DE VITÓRIA - Administrado pela INFRAERO e por pura falta de opção foi colocado na lista de aeroportos. A pista de pouso e decolagens possui várias funções, as principais são: a - última tentativa de conseguir um autógrafo daquela banda preferida b - Único local do Brasil que a menor nota em circulação é a de R$ 10,00 c - Passar deliciosas tardes observando aviões decolarem e pousarem.

O free-Shop do aeroporto tem a peculiaridade de ter tão somente duas lojas (Chocolates Garoto e Projeto Tamar)

Na capital do Estado onde o lema é "Superfatura e Confia (na impunidade)" a caixa de chocolate (único produto que o ES produz) custa meros R$ 10,00 (menor cédula circulante). O primeiro aeroporto, que será construído no local da pista de pousos e decolagens, já custou para os contribuintes que não sonegaram os impostos a bagatela de R$ ******** (olhe no google quanto já foi roubado até hoje). A Assembléia Legislativa do ES investiga exaustivamente a possibilidade de desvio de dinheiro na construção do aeroporto, um dos entusiastas da investigação é o ex-deputado estadual, excomungado injustamente da ALES por perseguição política, José Carlos Abadia Gratz. O Tribunal de Justiça do ES também trabalha arduamente na investigação e os desembargadores Frederico Pimentel e Elpídio José Duque prometem apertar a investigação assim que forem soltos pela Polícia Federal. (presos injustamente por venderem bolo de chocolate embrulhado em sentenças que coincidentemente favoreciam seus amigos, parentes ou quem comprava a decisão.

EM TEMPO: Sentenças judiciais, Acórdãos do TJ e fatias de bolo de chocolate são vendidos/alienados/alugados por preços baixos todo domingo na Feira de Aribiri (localizada na expansão de Vitória denominada Vila Velha).

Economia:[editar]

Resume-se à misteriosa e diária divulgação pelas TVs locais da cotação do café.

Merece destaque a significativa produção do Estado, exportada para todo o Brasil: o chocolate Garoto... fora isto, não produz mais nada, a não ser referência bibliográfica para estudos sobre violência. O mais interessante disso tudo é que em qualquer lugar civilizado do Brasil o chocolate Garoto é mais barato que em Vitória...

A economia de Vitória também possui fortes ligações com o Rio de Janeiro, uma vez que os traficantes estão saindo de suas favelas, agora com UPP'S, e ocupando os morros (em Vitória não há favela, existem morros...)e tornando a atividade do tráfico de drogas altamente rentável ao estado. Há ponto de comércio em todos os locais, até mesmo dentro de escolas particulares e condomínios de luxo fechados.

População[editar]

Vitória é a 3ª melhor qualidade de vida, segundo uma pesquisa que chegou a essa conclusão apenas entrevistando os moradores. Isso quer dizer que Vitória é a 3ª maior em tacanhez e bairrismo. Diante da falta de ícones culturais entopem os visitantes de moqueca e polenta ou mandam pra Guarapari (Minas Gerais)- cidade litorânea a 60km - ou Domingos Martins onde tem uns alemães bêbados que pelo menos tem alguma Cultura. À noite, todos (homens e mulheres, jovens e idosos) ficam absolutamente bêbados e se entregam à baixaria e à promiscuidade, embora no dia seguinte aparentem ser os mais responsáveis cidadãos. Vitória é líder mundial no consumo de Engov, Sonrisal e afins. Também foi eleita pela Revista Playboy, em 2001, o melhor lugar para um homem viver (ou seja, para f...)

É uma população que, de forma injusta, leva a fama de ser muito violenta... uma injustiça, eis que a região metropolitana de Recife é a mais violenta do país. Logo, são apenas o segundo local (Cariacica/ES, cidade que faz parte da "Grande" Vitória) mais violento do país (já ganham de Maceió).


A população de Vitória é constituída, essencialmente, pela seguinte pirâmide social:


1. Hiper-Ricaços - Podem ser encontrados em luxuosas casas na Ilha do Frade e na Ilha do Boi. Ganham rios de dinheiro mas são irritantemente sovinas. Raramente põem o pé fora de casa (para não gastar dinheiro ou porque têm medo de disparar o próprio alarme de segurança). Adoram andar esculhambados em carros de luxo.

2. Ricaços - Vivem em luxuosos prédios na Mata da Praia, Enseada do Suá, Praia do Canto e Barro Vermelho, superlotam lojinhas de grife e hotéis em Pedra Azul, onde adoram esbanjar o seu "suado" (seii) dinheiro. Pagam fortunas para sair em um dos 2.387 jornais de soçaite locais.

3. Pseudo-Ricaços - São emergentes que vivem imersos no mundo da fantasia. Até que têm dinheiro, mas gostam de aparentar ter o triplo do que têm. Em qualquer outro lugar seriam classe média alta. Figurinhas carimbadas em colunas sociais, festinhas de inauguração e eventos "boca-livre", gostam de aparentar classe, sofisticação e cultura. Na verdade, vivem no cheque especial, pagam suas extravagâncias em parcelas "a perder de vista", nunca leram sequer um livro na vida e vivem puxando o saco dos verdadeiros ricaços, pretendendo aparentar falsa amizade. Fanfarrões crônicos, responsáveis pela falência da Audi no Espírito Santo, tamanho o número de calotes que desferiram contra a empresa automotiva alemã. São subdivididos em: "Pseudo-Ricaços Tipo A", que vivem nas mesmas localidades dos ricaços, apesar das dificuldades; e "Pseudo Ricaços Tipo B", que vivem em pseudo-prédios de pseudo-luxo, localizados principalmente na Praia do Canto (lindas, altas e luxuosas fachadas encobrem os cubículos - apertamentos - de 80 m² em que os babacas se espremem). Vão a festas soçaite de terno e gravata, suando em bicas. Os mais jovens compram Corollas pretos, revestem de película escuríssima e saem correndo por tudo quanto é canto.

4. Classe Média Alta - Vive em bairros como Praia do Canto, Mata da Praia, Enseada do Suá, Jardim Camburi e partes de Bento Ferreira. Seus membros na maioria das vezes possuem mais patrimônio e dinheiro que os pseudo-ricaços, mas não aparentam porque são pão-duros, não gostam de gastar, sintetizados no antigo provérbio romeno "tenho dinheiro, mas não posso". Alguns andam de olho nos novos bairros vagabundos condomínios fechados da Serra (outra roça de Vitória).

5. Pseudo-Classe Média Alta - Moradores de Jardim da Penha e Santa Lúcia. Deram sorte de invadir algum lote, ou compraram um APERTAmento barato quando não havia nenhuma urbanização(daí a Rua da LAMA!). Hoje tiram onda por morar em lugares que eles jamais teriam dinheiro pra comprar pelos valores de hoje.


6. Classe Média-Baixa - Superlota Centro, Santa Lúcia e Bento Ferreira e afins. Não tira o carro (se houver) da garagem para não gastar gasolina. Adorador de pagode romântico, sertanejo e bregas em geral. Seu programa predileto é: voltinha no Shopping, voltinha na pracinha, voltinha na feirinha, visita à bancas de revistas e à padaria mais próxima.

7. Durangos - Habitantes das cidades vizinhas Serra, Cariacica, Vila Velha, do bairro São Pedro (Uma "cidade" à parte dentro de Vitória, provinda de aterros que tiraram o significado da Ilha das Caieiras, que não é mais ilha. Tem tudo que os moradores precisam em um único lugar desde botecos super chiques a bancos, etc. A economia gira em torno das domésticas que superlotam os ônibus pela manhã a caminho de Vitória para trabalharem nas casas dos "classe Média, Pseudo-Ricaços, Ricaços e Hiper-Ricaços" recebem altos salários e colocam seus patrões no "pau" para tirar um a mais. No fim da tarde dispultam lugares nos ônibus com universitários de Vitória, Serra, Vila Velha... que estudam na faculdade que fica em São Pedro City. Juntam a grana de um ano inteiro para comprar o celular mais caro e a correntona prateada estilo "Viu? Sou traficante!"

Cocô-Boys - Espécie comum a todos os estratos. Só anda em dupla com um semelhante e preferencialmente de carro. O ricaço, de BMW, Hilux ou Mercedes; o remediado, de Audi nacional, Golf ou Astra e o fodido de Ômega. Todos rebaixados, enceradíssimos, farol azul de 200w (aceso dia e noite), película preto-asfalto, o freudiano engate traseiro e música tum-tum-tum para se mostrar para outros cocô-boys. O ricaço anda de óculos escuros; o pobre, de boné virado para trás e óculos escuros na nuca. Não apreciam muito companhia feminina. Quanto maior o carro, menor o bilau.

Cultura:[editar]

Oficialmente, não há cultura em Vitória.

A Ponte Vitória-Vala Velha, feita em 1500 e porrada.

Por causa de tal ausência cultural, o povo capixaba, numa tentativa deseperada de preencher tal lacuna vaga em seus seres, absorve tudo que é cultura inútil dos estados que cerca seu amável Estado (Ovo). Um exemplo prático é quando os playboys e pattys com Q.I. equivalente ao de uma maçaneta saem do conforto de seus lares para o maior festival de mijo anual na rua da praia de Camburi: O Vital. Sob o som do alucinante ritmo do funk carioca e do vibrante (seii..) axé, proviniente da Bahia, os playsons cercam e estupram tudo que tem seios e mija sentado, após, é claro, encher a cara e mijar. Já fora da época do carnaval, todos vão para uma provincia Mineira do estado: Guarapari. Lá, eles juntam-se aos mineiros num ritual ancestral: Brincar de Frango Empanado. Basta mergulhar no mar e rolar na areia, ou também vão para as montanhas onde praticam o que talvez seja o maior ato da cultura capixaba, o congelamento vivo, saem desfilando seus casacos de grife e gastando R$500,00 em vinhos sob pertubadoras temperaturas de geladíssimos 15 graus, porque isso é cool pessoal, frio é muito cool... E lógico o principal motivo de orgulho na culinária estadual é a Moqueca, que até hoje ninguem sabe de onde é, dizem os capixabas que é capixaba, dizem os baianos que é baiana... Até a população do Acre está reeinvidicando a sua patente. Mas lógico, ainda existe a torta capixaba, feita de ingredientes marinhos e que, por sinal, é uma delicia. Outra grande criação da pseudo-cultura capixaba é o Enforcado, quando há um mês de férias extras para podermos assistir a celebração da Copa do Mundo de Futebol.

Existe uma manifestação musical local chamada de Banda de Congo. Trata-se de algo chatíssimo resgatado dos esquecimentos da história - para onde havia sido relegado por absoluta falta de qualidade - por produtores culturais aculturados oficiais envergonhados por não existir "música capixaba", que queriam tiram "umzinho" e que também estavam de bobeira, sem nada pra fazer. Ninguém se interessa por ela e todos são forçados a engolir a lenga-lenga interminável de lamentações e rodeios, verdadeira ladainha, em todo evento oficial. É claro que surgiu uma panelinha que controla a coisa e hoje elementos sem o menor talento musical para algo realmente sério fizeram dessa aporrinhação um ganha-pão financiado pelos contribuintes.

Falando de música, Vitória é detestada por músicos de todo o país por causa do comportamento de seu público em apresentações: não para de conversar em voz alta. Por essa razão, a única manifestação musical que dá certo na cidade é show de axé ou crente, onde o som é tão alto que abafa tudo. De qualquer maneira, o mau gosto provinciano impera. Para se ter uma ideia, tem gente de Vitória que acha o Laion o máximo!

Obs. Vitória é o único lugar no mundo que serve Strogonoff com Palmito ao invês de champion.

Vocabulário Capixaba (dialeto mineirês com uma pitada de baianês misturado com carioquês):[editar]

Regra gramatical secundária - Invente coisas absurdas: "Eu poderia ter trago a sombrinha"

Amostrar - Indicar, designar, mostrar, exibir

Arregaçar/Regaçar - Danificar

Bandejola - Tabuleiro (em desuso)

Bucha - Esponja

Colocar fogo - Incendiar, atear/botar fogo. O capixaba coloca fogo tal qual um copo sobre o balcão. Deve sentir gastura quando ouve falar no Botafogo

Ei - Oi

Forévis - Orifício anal

Garrar - Segurar

Gastura - Aflição

Gravura - Qualquer imagem impressa; gravada ou não. Até pôster.

Iá (iá) - Ora vejam só

Janta - Jantar

Lajota - Tijolo

Litro - Garrafa

Mixirica - Tangerina

Óculos de Sol - Óculos escuros

Pão de sal - Pão francês

Pif-paf - Brigadeiro (de chocolate). Também em desuso.

Pó - Café

Pocar - Estourar

Ponga (em desuso) - Carona

Pórroial - Fermento em pó

Quiboa - Água Sanitária

Sacola - Algo cuja tradução é sutil. Pode ser uma sacola de supermercado; mas um saquinho de batatas fritas também é "sacola"!

Secretária - Empregada doméstica

Sinal - Semáfaro

Sombrinha - Guarda-chuva

Taruíra - Lagartixa

Massa (ex.: Isso é muito massa!) - Legal

Trigo - Farinha de trigo

Vasilha - Louça (lavar as vasilhas)

Véio - Pausa na conversa de guris. A inserir em qualquer frase; se é que eles conseguem completar uma.

  • Caráio - Idem

"Você não quer me levar no cinema não"? - Apesar dos dois nãos significa: "Me leva ao cinema"? (Expressão feminina - ou não).

"To indo para o rock" - Ir para uma festa, mesmo que seja um forró.

"Roupa de frio" - Agasalho

O capixaba dá um jeito de colocar "i", "u" e "nãos" (que são desnecessários) em tudo. Gentii-gente, arroiiz-arroz (os cariocas nunca entendem o "arroiiz"), treiis-três, deiiz-dez, cuulher-colher, "nu sei não"-não sei, e por aí vai...

Expressões ainda não incorporadas ao vocabulário local:[editar]

Bom dia

Boa tarde

Boa noite

Até logo

Como vai

Muito prazer

Por favor

Obrigado

Com licença

Desculpe-me


Coisas que você NUNCA verá em Vitória:[editar]

  • Educação por parte da população local;
  • Atendimento decente em lojas, bares e restaurantes;
  • Vizinhos lhe dando "bom dia", "boa tarde" ou "boa noite", ainda que estes residam há mais de 10 anos no seu prédio, encontrando com sua pessoa todos os dias;
  • Motoristas que aceitam andar uma quadra e realizar o retorno em alguma das centenas de rotatórias existentes na Praia do Canto, ao invés de parar o trânsito no meio da quadra para realizar um retorno ilegal de 180 graus, no qual gasta mais tempo do que se fosse até o final da quadra e fizesse a rotatória (se bem que capixaba não sabe fazer rotatória, vide o Código de Trânsito Capixaba acima);
  • Lanchonetes Fast-Food: diante do fato do capixaba ser um baiano cansado (aquele imigrante que ficou com preguiça de chegar até o Rio e acabou ficando por aqui mesmo), tanto Mc Donald's como outras redes são apenas "food", jamais podendo ser consideradas "fast"... duvida??? tente ir a uma lanchonete e aguarde seus 10 minutos para receber seu lanche feito em uma "food", ou melhor, "slow food";
  • Lanchonetes com drive-thru embora existam sao extremamente dificeis de serem encontradas como habib's e mc'donalds

Coisas que você SÓ verá em Vitória:[editar]

  • Carros de pessoas com relativo poder aquisitivo igual aos carros de pessoas sem $$$ da baixada fluminente, ou seja, carros para todos os gostos com farol azul;
  • Pessoas que, provavelmente, torcem para a Argentina na Copa do Mundo, pois, ao invés de torcerem para seus times locais, preferem torcer para times do eixo Rio-São Paulo... falta de identidade própria é uma desgraça;
  • Você entrar em uma churrascaria cheia e, ao reclamar que está demorando a ser atendido, ser informado pelo garçom que eles estão apenas "acabando de atender uma mesa cheia" e que, logo, logo, atenderão sua mesa;
  • Dezenas de mulheres com tatuagem de coelhinho da Playboy;
  • Capacete Rosa... é incrível, mas Vitória é a única vila do Brasil (Vila Velha e Cia nem vilas são consideradas) na qual é comum o uso de capacetes rosas... e não é por mulheres... são milhares de homens que usam capacetes rosas enquanto pilotam motos ou ficam no carona;
  • Homens dançando arrocha fora da Bahia
  • Feijão batido no Liquidificador

Culinária[editar]

Moqueca e caranguejo, sendo que a muqueca é só para ricos e o caranguejo está praticamente extinto. Tem também a Torta Capixaba, que causou praticamente a liquidação das palmeiras das matas do ES por causa de seu palmito. Caranguejo se come de acordo com um ritual primitivo consistindo em esmigalhar o exoesqueleto do deambulante lateral e intermitente a golpes de tacos de madeira para sugar-lhe as mal-cheirosas entranhas, que sabem a xibiu. O camarada tem que trazer isso do berço já que qualquer forasteiro desmaia ante o festim de gordura crustácea, alho, cebola e lama. Quanto às bebidas: cerveja e mais cerveja. A pior de todas sendo a Saidera (sic), fabricada localmente. Reza a lenda que em Vitória é impossível se conseguir um bife com fritas em restaurante. Praticamente tudo leva coentro. Até pastel. Existe um peixe que é típico somente da costa capixaba, denomindado peroá. O mais engraçado é que ao longo dos quiosques na praia você nunca vê esse peixe porque simplesmente sumiu, mas os capixabas se orgulham de te-lo com exclusividade.

Lazer:[editar]

Vitória se destaca num esporte de muito contato: Amputações de membros de banhistas pelas lanchas de nossa fabulosa zElite. Você não acredita? Apenas pense em chegar à ilhazinha em frente à praia de Camburi, ou até as bóias da ilha do boi, que logo ouvirá a partida os motores! Outro esporte extremamente popular, desde a década de 70, é o rally de pedofilia, com direito a seqüestro, tortura e assassinato de crianças inocentes, vide o caso Aracelli.

As outras opções da cidade são:

-Shopping Vitória: Mais conhecido como shopping dos Emos ou VIX: E o maior shopping do Estado, onde se reunem todos os sábados milhares de Emos,Indie,Punks,Metaleiros e alternativos de vitória e cidades proximas(50% sao gays ou bi)./// e um monte de patricinhas, e o povo da alta sociedade! Verdeira sauna no verão, com extremos verdadeiramente infernais, como a loja Dadalto.

- São Firmino: Antes chamada de Swingers .Como o nome explicitava, trata-se de uma das melhores casas noturnas da cidade, muita gente bonita e ambiente agradável. Para saber mais sobre ela, basta abrir a página de polícia do jornal semanalmente.

- Wall Street - Boate Conhecido como "lata de sardinha" ou "bobódromo", atrai grande número de criaturas acéfalas e barbie girls de fachada. Todos aparentam decência, mas na verdade ninguém vai pro céu. O nível é tão baixo ou pior do que na Swingers, mas tudo fica encoberto num delirante jogo de aparências, que sempre cai por terra depois da 1 da manhã. Era tão bobo que fechou e agora vai ser agência da Caixa Econômica.

- Com Vento - Não existe mais

- Nautico Brasil - Baile funk de baixo nível (perdoe-me a redundância). Atrai traficantes e mulheres (todos de São Pedro e Cariacica que gostam de apanhar.

- Vital - Ah que saudade!!!!! Já foi a época!!

- Carnaval de Vitória - Algo muito estranho. Construíram uma miniatura do sambódromo do Rio onde vergonhosa e covardemente as escolas de samba locais desfilam uma semana antes das escolas do Rio. Parece que fazem desse jeito porque senão ninguém ia assistir ou desfilar. Caso único do Brasil e por si só a mais original atração turística capixaba. Durante o carnaval mesmo, a cidade fica deserta, todo mundo lá em Guarapari reclamando que Guarapari está uma bosta.

- Cultura Brasil - Extinta casa de samba habitada por mulheres horrendas. Última chance no fim de noite para os homens que porventura ainda desejem afogar o ganso.

- Botecos diversos - Tem para todos os (maus) gostos e bolsos. Cerveja quente, péssimo atendimento, rações, PFs, marmitas, bucho bovino.... as opções são diversas. Recentemente, foi instituído o concurso "Roda de Boteco" para premiar o melhor bar da cidade. Quem venceu foi um estabelecimento que vende MEIA LINGÜIÇA.

- Guarapari - Província mineira, localizada a 60km de Vitória... É a praia da cidade, habitada pelos piores seres humanos(mineiros)* Pois é, mas não entendo o porquê deste estado de merda não sair do lugar e Minas fazer parte da elite brasileira. Desculpem-nos . Lá a população (de mulas) quintuplica no verão, época onde tudo é permitido. (nem queiram saber as barbaridades que os "turistas" fazem lá...)

- Pedra Azul - Cidade Serrana, que apesar de não ser a mais fria, e nem a mais alta, é a mais cool do estado (junto com Vitória - acredite se quiser), é lá que estão os hóteis mais luxuosos do estado (onde até a privada é "chique") e evidentemente onde a zelite de Vitória (e de Governador Valadares...) no inverno.

- Santa Teresa - Pedra Azul de pobre, a cidade é uma ruína em meio a floresta, e faz frio... como faz frio, é lá que pessoas "menos favorecidas" passam as férias tremendo de frio em meio a espeluncas (nunca hotéis) imundas no meio do mato, para comerem pizza de rato nos "refinados" restaurantes dessa localidade. Bebe-se ali algo intolerável chamado vinho de jabuticaba. É o seguinte: quando o camarada já derrubou tudo o que havia no lugar, é o último estágio antes do perfume ou o álcool puro. Lá acontece anualmente um evento chamado "Festa do Imigrante" onde 594856123654 pessoas se reunem em uma rua 3x10 cm para ver carros antigos passando com o tal vinho de jabuticaba.

Figuras normais de Vitória[editar]

Vitoria tem o maior numero de travestis por metro quadro do espirito Santo em cada esquina voce pode ver depois das 6 e as vezes ate de dia mesmo uma "mulher" de dois sexos exibindo seus dotes bem a vontade...sucesso do funk mulher Banana nascida em vitoria..gostou né?eu sei ki vc senta na banana!!procura uma pelas andanças em camburi ou ligue pra uma 9972 6334 ou 99984 2358 Raphaelinha boneca,famosa por casos com politicos do estado, esta ai ate o governador já provou! se divirta!! Vitoria melhor lugar de se morar!

fatos e fotos sobre o Ovo ou os "ovos"[editar]