Vitória de Santo Antão

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png tá, já sei onde é campo de treinamento, agora onde é o estádio? Cquote2.png
Jogador de algum time sobre o Carneirão
Cquote1.png Ô gente feia!Qualquer turista (pessoa que eventualmente passa pela cidade) Cquote2.png
Vitória de Santo Antão
Cquote1.png Osman Lins nasceu aqui, a Pitú é daqui, a Batalha das Tabocas foi aqui Cquote2.png
Orgulhoso morador de Vitória de Santo Antão falando sobre sua cidade
Cquote1.png Quem? O que?... Tá, eu bebo Cquote2.png
Bebum de Vitória de Santo Antão sobre o comentário acima

Vitória de Santo Antão é simplesmente um conjunto de favelas, lixo, gente feia, esgoto, buraco, lixo, ladrão, lixo, cornos, gays e lixo que é tão ruim que nem Recife quer que faça parte de sua região metropolitana, mas que mesmo assim é considerada por alguns como sendo um município que tem como 100% do seu PIB a Pitu, única coisa conhecida da cidade, falar a verdade muito mais conhecida do que a cidade... ou você já ouviu falar em Vitória de Santo Antão? Dizem que é um lugar calmo, bom para descansar, e tomar altas doses de bebida.

História[editar]

O vilarejo foi fundado por um português (daí o apelido "Antão") que foi banido de Cabo Verde para ir se estabelecer naquele meio do nada.

Foi lá que ocorreu a épica vitória da Batalha das Tabocas, uma disputa entre cheiradores de gatinho que viviam na cidade e que descontentes expulsaram os cheiradores de gatinhos holandeses que roubavam seus gatinhos todos, o que marca o início da cidade e dos hábitos dos habitantes (hoje corresponde a 95%) da cheiração de gatinho.

Vitória de Santo Antão não tem outros fatos históricos além dessa pequena batalha que só alguns pernambucanos já ouviram falar, a não ser as famosas enchentes, se caso você for um dia para a cidade (o que eu desejo que nunca aconteça) você ouvirá algum habitante feliz contando a história de alguma cheia que levou tudo o que ele tinha, o que não era lá muita coisa.

Economia[editar]

A maior pitu do mundo fica é claro em Vitória de Santo Antão.

A pitú é única coisa conhecida e de qualidade na cidade, e responsável por 100% do PIB municipal, e patrocina praticamente todos os eventos da cidade, dos velórios aos assaltos (o que existe em demasia em vitória). Trata-se de uma cachaça criativa produzida a partir da destilação de camarões cuja composição final é de um produto 100% álcool etílico.

População[editar]

Com mais de 130.000 habitantes, Vitória de Santo Antão é uma das maiores favelas de Pernambuco. Conforme últimos dados demográficos disponibilizados pelo IBGE, a cidade é composta por ladrões, prostitutas (normalmente feias), cornos (normalmente casado com as prostitutas), bêbados (que é uma mistura de todos os anteriores) e cheiradores de gatinho (que é uma mistura de todos os anteriores e de qualquer pessoa que passe a 2km da cidade).

Esportes[editar]

Não adianta procurar, você não encontrará nada na cidade relacionado a outro esporte senão o futebol, e até mesmo no futebol a única coisa que você encontrará serão estádios caindo aos pedaços e cheios de buracos (o que é comum na cidade).

Vitória de Santo Antão, por mais incrível que pareça, possui dois times de futebol, o Fera Cruz, time dos ladrões mais pobres da cidade e que tem como maiores feitos na sua história uma vitória sobre o Santa Cruz por 3 a 0 (grande coisa) e a honra de jogar constantemente contra o Íbis na série B do estadual pernambucano. E o Pitu FC, time dos ladrões ricos da cidade que tem como maior glória uma vitória sobre o Santa Cruz e o Náutico por 3 a 0 (grande coisa). Essas duas equipes, quando não estou falidas, sempre que disputam a primeira divisão do campeonato pernambucano, tendo em vista o nível do futebol pernambucano, servem apenas como bônus para as outras equipes.

Turismo[editar]

Não há nada de interessante nessa porcaria de cidade, ainda mais tendo Recife e Olinda muito melhores bem ali perto. O carnaval é uma imitação barata e que consegue, acreditem, ser pior que o carnaval de Salvador, se bem que justiça seja feita imitam bem o carnaval de Salvador, pelo menos na parte dos ladrões, cheiração de gatinho, das pessoas feias e das brigas entre playboys.