Vitiligo

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Cquote1.png Não é que eu quis ficar branco: tive vitiligo... Cquote2.png
Michael Jackson sobre caô

Dálmata Cão com vitiligo.

O vitiligo, também conhecido como Mal de Jackson, é uma doença que provoca uma gradativa perda de cor, ou desbotamento. Algumas vezes, o vitiligo pode ser confundido com o albinismo, que, porém, é uma doença completamente diferente, de origem genética, vitimando principalmente filhos de finlandeses com cocoons.

Zumbi Pessoa que sofre de vitiligo. Da direita para a esquerda: o antes e o depois.

Como se adquire?[editar]

A causa não foi totalmente esclarecida, mas existem teorias para explicar sua aparição:

  • Teoria do Asseamento Radical: por essa teoria, as pessoas que sofrem de vitiligo foram ou são gente super-asseada. O desbotamento da pele teria sido causado pelo hábito de tomar 3 ou mais banhos por dia, regados a muito detergente e água sanitária para limpar a pele. Essa teoria carece de fundamento estatístico, tendo em vista que o vitiligo atinge franceses também.
  • Teoria do Bronzeamento Bizarro: segundo essa teoria, o vitiligo apareceria em pessoas cujo hábito de se bronzear não é muito convencional. Geralmente, as pessoas gostam de se bronzear uniformemente; alguém com vitiligo gostaria de se bronzear assimetricamente, isto é, em partes diferentes de si mesmo, o que ocasionaria, naturalmente, na formação de manchas brancas pelo corpo.

Tratamento[editar]

O remédio mais comumente recomendado pelos médicos é a tinta corporal, que pode ser encontrada na farmácia ou na escola de samba mais próxima. Consiste na uniformização do tom da pele através da pintura. Esse tratamento é realmente muito eficaz. As manchas somem gradativamente do corpo e, após algumas horas de aplicação, o paciente está totalmente curado.

Outro tratamento muito popular e muito utilizado também é o chamado tratamento de choque. Nele, o médico procura pegar de surpresa o paciente, de maneira a lhe provocar um susto muito grande, capaz de fazer a pessoa ficar toda branca, uniformizando, assim, o tom da sua pele. É um tratamento totalmente terapêutico, sem a necessidade de fazer uso de medicamentos; por isso, os profissionais mais adequados são psicólogos e atores de filme de terror.

De acordo com pesquisas recentes, a melhor cura para essa doença (e também para varias outras, incluindo AIDS, baitolice e loirice oxigenada do tipo B) seria nascer novamente.