Wayne Bridge

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Vaca-emo.jpg Wayne Bridge é corno(a)!

Ele curte ver sua namorada com outros na cama, joga bola com o ricardão toda sexta-feira e acredita que relacionamentos abertos são cool!
Wayne Bridge
Wayne Bridge.jpg
Bridge quando foi discutir com o Ricardão
Nascimento 5 de Agosto de 1980
Bandeira da Inglaterra Inglaterra
Ocupação Corno
Altura 1,20
Signo Leão

Wayne Bridge é um jogador de futebol meia-boca e o corno mais famoso do mundo. Quando Bridge estava no Chelsea, sua esposa ninfomaníaca, Vanessa Perroncel, o traiu com todos os seus companheiros de equipe, incluindo com o seu melhor amigo John Terry. É por isso que, até os dias de hoje, o lema da equipe londrina é "Mulher de amigo meu é que nem cebola, como até chorando".

História[editar]

Bridge na adolescência, com a sua namorada e seu melhor amigo.

Bridge nasceu em Southampton, Inglaterra, onde teve uma infância tranquila. Seu pai, descendente de vikings, foi um empresário muito bem-sucedido, que atendia a todos os desejos do filho com um sorriso no rosto. Porém, a mãe de Bridge era bem ausente, todas as noites ela saía cheirando a perfume barato, e ia se encontrar com um tal de João do Caminhão, brasileiro naturalizado inglês que trabalhava na empresa da família há mais de 20 anos, quando tinha fugido do Brasil porque um sujeito paranoico chamado Djair o estava caçando com uma peixeira.

Na adolescência, Bridge começou a fazer sucesso com as garotas, pois era muito bonito, praticamente um príncipe encantado, que chegava todos os dias na escola montado em seu Maserati branco. Namorando umas, e dispensando outras, Bridge foi feliz, pois se sentia a última bolacha do pacote, a única coisa que ele achava estranho é que as suas namoradas costumeiramente levavam chupões no pescoço de seus cachorros de estimação. Coisa absolutamente normal, claro, quem é que nunca foi atacado por um cachorro tarado?

Quando atingiu a maioridade, Bridge começou a praticar futebol, a conselho de sua namorada, que queria que ele ficasse umas 5 horas ocupado e fora de casa. Bridge treinou tanto, que acabou desenvolvendo uma certa habilidade, esta que despertou o interesse de alguns olheiros de clubes ingleses que precisavam de um jogador jovem e barato para tapar-buraco no elenco de suas equipes. Após algumas conversas, Bridge assinou o seu primeiro contrato profissional com o Southampton Football Club, um time de sua cidade que não parava de cair de divisões.

Carreira[editar]

Cquote1.png Mulher de amigo meu é que nem melancia, dá pra 4 ou 5 Cquote2.png
John Terry e sua gangue do Chelsea quando viram Vanessa Perroncel, a esposa de seu grande companheiro Wayne Bridge

Mesmo ganhando um salário razoável no Southampton, Bridge percebeu que estava sempre com pouquíssima grana no banco, pois sua namorada, Vanessa Perroncel, requisitava todos os dias os serviços de encanadores, pedreiros, leiteiros, padeiros e pais de santo. O que esses profissionais faziam Bridge até hoje não sabe, já que sua mansão novinha não tinha nenhum problema.

Para resolver seus problemas de orçamento, Bridge resolveu aceitar uma proposta do milionário Chelsea, que estava precisando urgentemente de um lateral-esquerdo. Indo para os Blues, Bridge pensou que conseguiria atingir o seu ápice, já que jogaria entre os maiores cavalos da Inglaterra, que poderiam lhe ensinar muitas coisas sobre como quebrar canelas alheias com perfeição. O que Bridge não esperava é que estava entrando em uma furada, que ficaria no meio de um monte de fura-olho. Para piorar ainda mais a situação, após alguns meses no Chelsea, Bridge se tornou o melhor amigo do exército de fura-olho de um homem só, o cara que deixa qualquer Ricardão no chinelo, John Terry.

Após algumas temporadas no Chelsea, Bridge pensava ser o jogador mais querido do clube, pois todos os dias formava-se uma fila na porta de sua casa, de companheiros indo visitá-lo. Como não podia faltar aos treinamentos, Bridge deixava sua esposa, Vanessa, fazendo sala para todos eles. Aparentemente essa estratégia dava certo, pois todo mundo que saía da casa de Bridge estava com um largo sorriso no rosto.

Dessa forma, Bridge continuou vivendo, não achando nem um pouco estranho ver caboclos pulando da janela de sua casa, até que, em 2009, sua esposa resolveu revelar para os tablóides ingleses que já tinha dado pelo menos uma vez para todos os atletas do Chelsea, incluindo reservas e preparadores físicos, e que se encontrava pelo menos duas vezes por dia com John Terry, o melhor amigo de Bridge. Ao saber que era corno, Bridge ficou com raiva de todos os seus companheiros, e tentou sentar a porrada em todos eles, mas acabou apenas levando uma surra de Terry que é mais de 2 metros maior do que ele. Para fugir dos fura-olho londrinos, Bridge resolveu abandonar o Chelsea, e acertou sua transferência para o Manchester City, onde está até hoje esquentando banco e ouvindo as canções de Lindomar Castilho. Ah, para esquecer de sua ex-esposa, Bridge usou toda a sua beleza monetária e conquistou Frankie Sandford, uma cantora britânica gostosona que é 10 anos mais jovem do que ele.