William Wallace

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
CarlosMagno-coroacao.jpg
Cruz-3.jpg
Este artigo fala sobre coisas medievais!

Espere um pouco!
Tenha respeito ou serás enforcado em praça pública!

Este é o verdadeiro William Wallace; barbudo e não tão bravo

Cquote1.png Freeeeeeeeeeedooom! Cquote2.png
William Wallace durante o filme Coração Valente
Cquote1.png Nossos lagos são mais límpidos e nossa grama é mais verde. Nosso céu é mais azul e nosso whisky é mais amarelo Cquote2.png
William Wallace sobre Escócia

William Wallace, ou Guilherme Valácio, foi o libertador da Escócia, na época em que a Escócia era dominada pelos ingleses. Morreu de morte morrida e foi decapitado. Sua cabeça enfeitou o poste do rei da Inglaterra.

Roberto, o Bruce continuou o serviço de libertação da Escócia. William Wallace foi o maior herói escocês, e o mais bêbado também. Quando tomava whisky, esquecia de usar cueca por baixo do kilt.

Fama[editar]

William Wallace foi retratado no filme Coração Valente, de Mel Gibson, irritando os ingleses. Mel Gibson foi proibido de aparecer na Inglaterra depois do lançamento do filme, por retratar os ingleses como porcos sujos, uma ofensa direta pois eles não são sujos.

Na Escócia, o filme Coração Valente foi o mais assistido. William Wallace é constantemente homenageado na Escócia. Até no Hino Nacional Escocês seu nome é citado, umas 23 vezes. O nome do hino é Canção para William Wallace.

As batalhas[editar]

Cquote1.png Me fizeram assistir Zorra Total! Malditos! Cquote2.png

William Wallace, cansado da dominação inglesa em sua amada pátria escocesa, onde os lagos são límpidos e a grama é mais verde, resolveu fazer guerra. Uniu outros bêbados e formou seu exército para combater os ingleses. Só sendo bêbado mesmo para enfrentar milhares de soldados ingleses fortemente armados. Mas inspirado em Leônidas e nos 300 de Esparta, Joana D'arc, William não temeu a batalha.

Para libertar a Mãe Escócia, os soldados bêbados escoceses ficaram motivados. William e os soldados combateram com igualdade os inimigos. Para cada bêbado escocês morto, 600 soldados ingleses eram ensacados. Vendo as batalhas, toda a população furiosa escocesa foi para a guerra também. Os ingleses tiveram que libertar a Escócia, para a felicidade geral da nação escocesa.

A libertação da Escócia[editar]

Com a liberdade garantida, a Escócia agora era uma nação rica e poderosa. William Wallace foi condecorado rei e o povo escocês estava muito seguro. Muitas festas regadas a whisky e cerveja foram feitas, e muito javali foi comido. Tudo parecia tranqüilo, mas os ingleses não aceitariam facilmente a derrota.

Quando todos os escoceses já estavam caídos de bêbados, os ingleses fizeram um arrastão e William Wallace foi seqüestrado. Sem um líder, a Escócia seria facilmente engolida pela força aérea real inglesa. E foi o que aconteceu; a Escócia voltou a ser dominada pela Inglaterra.

Fim de carreira[editar]

Cquote1.png Que ressaca! Maldito whisky! Cquote2.png

William Wallace havia sido capturado em um ataque surpresa dos ingleses. Ele foi torturado, chicoteado, envenenado, beijado e depilado. Os ingleses estavam muito bravos com a derrota para os escoceses, e descontaram toda esta raiva em William Wallace, que resistiu com bravura.

Na Escócia, Roberto Carlos, "o Bruce Willis" ou Roberto deBruços havia sido escolhido para substituir William Wallace na liderança do povo escocês contra os ingleses. Já na Inglaterra, William Wallace foi decapitado e sua cabeça levada para o alto de um poste, onde todos os turistas poderiam tirar fotos. William Wallace foi lembrado para sempre na Escócia, e continua sendo lembrado.

Ver também[editar]


Viking.jpg
v d e h
Os bárbaros vêm aí... Olê olê olá!