Microsoft Word

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Word)
Ir para: navegação, pesquisa
Atenção! Este artigo foi desenvolvido pela Microsoft! Menu canto windows.gif
E seu autor o programou no setor de R&D da Microsoft, por isso, pode conter slowdowns, travamentos, consumo excessivo de RAM, spam e Tela Azul da Morte.
Para ajuda, acesse o Centro de Ajuda e Suporte da Microsoft.
Process-stop.svg.png

Babel fish.gifTraduzindo: Microleve Palavra
Babel Fish sobre Microsoft Word
Cquote1.png Experimente também: Libre Office Cquote2.png
Sugestão do Google para Microsoft Word
Cquote1.png Muito útil! Com ele, escrevi a trilogia Senhor dos Pastéis inteira. Cquote2.png
J. R. R. R. R. R. R. R. R. R. Tolkien sobre Microsoft Word.
Cquote1.png Prefiro o Focus Writer. Cquote2.png
Nerd mongolão metido a escritor.
Cquote1.png Caralho, demora demais pra abrir! Cquote2.png
Você sobre abrir o programa.
Cquote1.png Caralho, demora demais pra abrir! Cquote2.png
Você sobre abrir um documento no programa.
Cquote1.png É um poderoso editor de texto. Seu nome significa Palavra em inglês, pois, olhe só que coincidência, esse programa é usado para escrever! Cquote2.png
Capitão Óbvio sobre Microsoft Word.
Cquote1.png Trouxas! Cquote2.png
Usuários do Libre Office sobre aqueles que pagam por uma licença do Microsoft Office.
Cquote1.png Trouxa! Cquote2.png
Cracker sobre você ao baixar uma versão "gratuita" da última versão do programa e se deparou com um Trojan na sua máquina.
Cquote1.png Word é para trouxas moderninhos! Máquina de escrever é o que há! Cquote2.png
Hipster otário sobre Microsoft Word.

História[editar]

Microsoft Word utiliza uma interface simples e intuitiva, similar a uma cabine de avião.

Bill Gates, cansado de tanto digitar teclinha por teclinha numa máquina de escrever dada por sua vó, reclamando de cansaço por ser muito gordo e não conseguir mexer um músculo sem gemer, reuniu sua equipe de programadores e os ordenou a desenvolver um software de edição de texto leve, fácil e prático. Falharam, mas pelo menos fizeram o programa. Em 1983, então, ainda na época medonha e obscura do DOS, surgia o revolucionário Microsoft Word! Agora, além dos dinossauros programadores de COBOL e dos contabilistas chatos que não saíam do Lotus 123, os nerds poderiam escrever suas aventuras de RPG sem precisar de um caderno e caneta. Ficava mais fácil também para Bill mandar uma cartinha de amor para seu querido Alexandre Frota, para você mandar para aquele travesti que você acha melhor que sua mulher, e para sua namorada mandar para o Ricardão, Paulão, Carlão...

Uma das várias funções do Word: criar capas de trabalhos escolares super criativas e descoladas!

Com o advento dos processadores de texto, os hipsters e pessoas mais velhas deram o braço a torcer. Não duvido que sua avó (que o diabo a tenha), que atualmente está jogando baralho com Adolph Hitler nos quintos dos infernos, falou "ah minino, isso estraga a vista!", como tudo o que envolva uma tela (televisão, computador, celular, microondas, câmeras fotográficas), mas ela acabou cedendo e começou a achar bem melhor ver as letrinhas aparecendo no monitor sem ter que afundar os dedos. Era algum tipo de bruxaria negra você ter papeis infinitos e poder apagar as letras apenas apertando um botãozinho.

Hoje em dia, muitas pessoas usam o Microsoft Word para redigir relatórios, documentos e escrever cartas e histórias. Era usado o finado (que o diabo o tenha) WordArt para fazer capas de trabalhos escolares.

Versões do software[editar]

  • Microsoft Word 1.0 - Lançado em 1989, para DOS, enquanto você ainda estava no saco do seu pai;
  • Microsoft Word 1.1a - Um Word mais bonitinho, para Windows 3.1. Demais versões saíram para o mesmo sistema inoperacional;
  • Microsoft Word 95 - Lançado em... 1995, conta com uma interface gráfica aprazível, supostamente mais simples de ser usado, servindo como modelo para as versões posteriores;
Clippy, um recurso muito útil do Microsoft Word que ajuda os usuários burros novatos. Infelizmente, as novas versões à partir de 2003 não o possuem mais.
  • Microsoft Word 97 - Lançado em... 1997, a mesma bosta do anterior só que mais bonitinho;
  • Microsoft Word 98 - Lançado em... 1998, incluía algo revolucionário: o WordArt. Textos estilizados que você podia utilizar para incrementar seus trabalhos de escola e faculdade com um toque super moderno;
  • Microsoft Word 2003 - Lançado em... 2003, é tido como uma das melhores versões do programa. Por quê? Eu não sei;
  • Microsoft Word 2007 - Lançado em... 2007, com alguns recursos a mais;
  • Microsoft Word 2010 - Lançado em... 2010, o programa já apresenta um design levemente alterado, porém mais prático e funcional (dizem...);
  • Microsoft Word 2013 - Lançado em... 2013, já apresenta um visual repaginado, com um toque simplista a.k.a "tudo quadrado e pequeno" e com vários recursos novos;
Microsoft Word para loiras
  • Microsoft Word 2016 - Lançado em... 2015 (?), não apresenta mudanças bruscas no visual, porém tem algumas diferenças a mais em relação à versão anterior (não que alguém se importe);

Uma curiosidade é que não há a versão 13 do Microsoft Office, pois Bill Gates é um tremendo amarelão que tem medo do escuro, mija na cama e tem medo da mãe morrer se ele pisar em um quadrado branco na calçada em vez dos pretos.

Dominação Mundial[editar]

Como um sábio uma vez disse, alguns homens só querem ver o mundo queimar. E tio Bill não fica de fora. A proposta inicial do Word, teoricamente, era a de escrever cartas, textos, relatórios, etc, como dito acima, porém, como sempre o buraco é mais embaixo, algumas coisinhas não muito legais foram descobertas, e como se não bastasse, tem a ver com os interesses da Microsoft de dominar o mundo implantando o mal nas pessoas. Poderosas que são, essas corporações possuem o dom de adivinhar o futuro. Não mostrarão para você como, mas nós, da Desciclopédia, trazemos à você o polêmico segredo que envolve a Microsoft e o terrorismo. O que mais assusta: isso aconteceu em 1992, muito antes de uma conhecida tragédia.

Primeiro, você deve abrir um documento em branco (óbvio, burro!), e depois, selecionar um tipo de fonte chamado Wingdings. Digite o seguinte: Q33 NY. Pronto. Não há mais nada o que falar. Tire você mesmo suas próprias conclusões.


Comandos de teclado[editar]

O Microsoft Word parece viver num “mundinho” à parte. Enquanto as demais suítes de escritório seguem uma espécie de “padrão universal” de comandos de teclado, cada versão do Word destinada a um determinado país possui os seus próprios comandos. Veja alguns exemplos do Word em português se comparado com outros programas:
Ação Microsoft Office em português Demais pacotes Office
Abrir um documento existente Ctrl+A (de "abrir") Ctrl+O (de "open")
Salvar um documento Ctrl+B (era para ser "s" de salvar, mas...) Ctrl+S (de "save")
Alinhar parágrafo à direita Ctrl+H (de “halinhar o parágrafo” - sim, vale lembrar que Bill Gates era loiro naquela época.) Ctrl+R (de “right”)
Formatar texto selecionado em negrito Ctrl+N (de “negrito”) Ctrl+B (de “bold”)
Sublinhar texto selecionado Ctrl+S (de “sublinhar”) Ctrl+U (de “underline”)
Selecionar tudo num documento Ctrl+T (de “tudo”) Ctrl+A (de “all”)
Salvar documento com outro nome Não tem Ctrl+Shift+S
Inserir reticências (…) Ctrl+Alt+. ou AltGr+. Alt+0133 do teclado numérico
Inserir traço (–) Ctrl+- do teclado numérico Alt+0150 do teclado numérico
Inserir travessão (—) Ctrl+Alt+- do teclado numérico ou AltGr+- do teclado numérico Alt+0151 do teclado numérico
Alinhar parágrafo à esquerda F11 Ctrl+L (de “left”)

Problemas no Microsoft Word[editar]

Ora, como todos sabemos, problemas são normais em softwares, afinal, nada é perfeito. Tratando-se da Microsoft, então, é certeza de que vai ter alguma merda! O Word sabe como te irritar. Seja sublinhando de vermelho um por que que está certo e sugerindo um errado, seja dando exemplos pífios e meio nada a ver para justificar o porquê de o que você escreveu estar errado, te mandando colocar vírgula onde não precisa... Ainda bem que o Bloco de Notas não tem nada disso!

Há também um grande empecilho no software em relação a imagens. Sim, você pode colocar uma imagem qualquer, mas deixe do jeito que está! Se você mexer um centímetro sequer, ou aumentar ou diminuir um pouquinho que seja, todo seu texto se desformata, as margens bugam seu texto, quatro novas páginas são criadas e tudo o que você demorou um bom tempo para escrever agora parece uma sopa de letrinhas que alguém vomitou em cima.

O vídeo abaixo retrata outro grande problema do software: a maldita linha verde que desaparece e aparece novamente, indicando que algo está errado quando antes não estava. E, quando você corrige, é substituída pela linha vermelha que indica que o que você escreveu está errado, mesmo estando certo. Ou seja, no final das contas, você não sabe se você está certo ou errado. Conclusão: é melhor baixar outro programa mesmo! Veja:


Ver também[editar]