Working!!

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Kawaii!!^^
Nyaaa!!!
Working!! é algo relacionado a Shoujo

Working!! passou a série inteira tentando beijar com um loirinho e quando conseguiu ficou chorando por 50 horas.
P.S.:Não vandalize, onegai. Senão, você terá que ver a Konata
comer esse doce o resto da vida, como você vê aí do lado.

 

Wikisplode.gif
A nossa sátira autorizada, a Wikipédia, tem um artigo sobre: Working!!.
Working
Workingtitle.jpg
Falta de serviço
Gênero Seinen, Comédia, Romance
Mangá
Autor Karino Takatsu
Divulgação Principais restaurantes, bares e internet.
Onde sai Japão, Somália, Principado da Esbórnia
Primeira publicação Janeiro de 2005
N° de volumes 7
Anime
Dirigido por Yoshimasa Hiraike
Estúdio A-1 Pictures
Onde passa Youtube, e Sites de download de animes em geral.
Primeira exibição 2010
N° de episódios 13 (Nem mais, nem menos)
Filmes Nenhum
OVAs Nenhum


Cquote1.png Essa semana irei trabalhar segunda, terça, quarta, quinta, sexta, sábado e domingo de 6 da manhã até 11 da noite? Cquote2.png
Takanashi sobre seus turnos de trabalho na escala

Cquote1.png Takanashi, você poderia entregar esses pratos da mesa 2, 5, 8, 9, 11, 13, 16, 17, 19, 20, 21, 25, 27, 28 ... e 279? Se apresse, pois os clientes estão esperando! Cquote2.png
Algum funcionário qualquer sobre Takanashi

Cquote1.png Essa galerinha do barulho vai aprontar todas em um restaurante que é pura confusão... Cquote2.png
Narrador da Sessão da Tarde sobre Working!!

Cquote1.png Takanashi, quando terminar não se esqueça de limpar o chão da recepeção, cozinha, porão, sotão, area dos fundos, estacionamento, todos os banheiros, sala de descanço e corredores! Cquote2.png
Kyouko sobre Takanashi

Cquote1.png Achei que a escravidão já tinha sido abolida... Cquote2.png
Escrava Isaura sobre Takanashi e Yamada

Cquote1.png Na União Soviética o restaurante come em Você Cquote2.png
Reversal Russa sobre Wagnaria

Cquote1.png Todoroki! Um "parfait", por favor! Cquote2.png
Kyouko sobre suas tarefass diárias

Cquote1.png Claro Kyouko-san! Você quer de morango ou chocolate? Deseja que eu limpe seus sapatos com a língua enquanto come? *¬* Cquote2.png
Todoroki sobre citação acima


Baseado em umas tirinhas da Turma da Mônica japonesas, esse anime mostra o dia a dia de falta de trabalho de um grupo de trabalhadores desocupados, desordenados e baderneiros em um restaurante familiar (familiar? Sei... ).

É um anime super colorido, alegre e saltitante! Embora seu nome seja "Trabalhando!!", trabalho mesmo que é bom não têm! Têm muitos personagens felizes e quase carismáticos que não tem nada pra
Aproveite, pois você NÃO VERÁ nada assim neste anime!
fazer além de falar um dos outros pelas costas e se contentar com baixo salário que recebem (Qualquer semelhança com trabalhadores brasileiros é mera concidência).

Uma raridade no mundo dos animes porque possui personagens estéticamente bonitos mas nada de fanservice... isso mesmo que você leu: NADA DE FANSERVICE. Então se você é um otaku punheteiro em busca de uns desenhos de menininhas peladinhas mostrando a calcinha, vá procurar um bom site de hentai ou procure por animes como KissXSis ou Highschool of the Dead que vai ser muito melhor para você!

A História[editar]

"O trabalho é algo tão fascinante! Poderíamos ficar olhando pra ele por horas!"

A nossa história se inicia quando a Gerente do restaurante, Kyouko Sheirafujifilm, em mais um dos seus dias super-atarefados comendo sorvete no restaurante decide do nada que é necessário mais um escravo otário trabalhador de "meio expediente" (leia-se: trabalhar durante 20 horas diárias de segunda a segunda) pra compor aquela tabelinha bonita da parede que eles, por alguma razão estranha, nomearam aquilo de quadro de funcionários. Como ela estava muito ocupada devorando o estoque do restaurante pediu para um de seus lacaios sair nas ruas a procura de alguma vítima.

Lá se foi então nossa polegarzinho de meio metro de altura parar em cada esquina tentando recrutar alguém. Talvez era teria mais sucesso se ela estivesse no Brasil, onde a população está acostumada a trabalhar muito ganhando pouco.
Kyouko ocupada com suas tarefas diárias
Enfins... deixando as questões financeiras de lado... ela encontra o nosso protagonista Takanashi Soutafranga, que aceita o emprego e vê tudo como uma nova oportunidade de apagar o seu passado como travesti-pedófilo.

A partir daí o anime acompanha a jornada do Natakashi... ou seria Tanakashi? (Se você tiver 12 anos ou menos, então tanto faz)... no restaurante chamado Wagnaria e uma história cheia de mensagens subliminares como: pedofilia, homossexualismo, travestis, fetiches por garçonetes, pedofilia, chantagismo no trabalho, BDSM, gula, preguiça, trabalho escravo infantil, falta de serviço, mais pedofilia e uma gerente que com certeza lembrará muito o seu gerente.


Personagens[editar]

Spoiler5.JPG
Atenção! O texto abaixo pode conter (ou não) um ou mais spoilers.
Ou seja, além de deixar o artigo com mais pressão aerodinâmica nas retas e mais estável nas curvas de alta, ele pode revelar, por exemplo, que Lassie é uma cadela, ou que Tetsuo morre.
Spoiler3.jpg

Kotori: toda a relação de material utilizado por Souta para se travestir

O personagem principal do nosso anime animado e coloridinho. Aparentemente um dos poucos personagens normais do anime. Atenção... eu disse APARENTEMENTE!!!

Musashi Takanashi pensando em criancinhas peladas felizes!

Pra trabalhar ele é até eficiente: faz o seu serviço direitinho... também faz o serviço das outras garçonetes, da gerente, da tia da limpeza, do cozinheiro chantagista, toma dinheiro dos clientes, é dona de casa... e apesar disso tudo ainda sobra tempo pra lavar toda a louça enquanto pratica malabaris com 37 facas e uma mão amarrada nas costas.

Apesar de todas as qualidades, o passatempo do rapaz nos tempos de molecagem era vestir de mulher e usar maquiagem. Essa coca-cola gostava mais era da embalagem da fanta uva. Transformista desde que nasceu, por má influência do pai pedófilo, em alguns anos ele superou isso e abandonou a carreira de Drag Queen. Porém, no decorrer da série ele teve uma recaída e volta se travestir mais uma vez, agora adotando o título de Kotori: a rainha do avental!

Seu passatempo preferido é abraçar bichinhos de pelúcia, acariciar filhotes e molestar criancinhas. Oferece doces na maior cara de pau (na frente dos pais mesmo) e tem a maior pinta de ser participante de personagem adulto de anime Shotacon.
Um dos grandes amigos de Souta
Garante de pés juntos que não dá ré no quibe, mas que acharia interessante colocar o próprio quibe no pãozinho da molecada.


  • Taneshima Polegar:

Polegarzinho saiu direto dos estúdios Disney para morar no japão. Se deu mal e arrumou um emprego de garçonete de um restaurante "familiar". Adotou um nome alternativo e agora rala que nem um cachorro no restaurante em questão. É atazanada pelo cozinheiro, chantageada pelo ajudante do cozinheiro e, até a chegada do Hatakashi, levava toda a chicotada da galera no próprio lombo.

Tudo que quer é crescer. Passa o dia tomando leite de saquinho direto do canudo pra ver se tem algum resultado. Fala demais, sorri demais, tem olhos grandes demais, voz estridente demais, se estica demais... tudo nela é exagerado, apenas o tamanho que é modesto para haver um equilíbrio de forças.

Gosta de mulheres altas, de cabelos compridos e grandes atributos. Quando vê uma gosta de ficar tirando fotos e venerando, mas nada de ficar se esfregando (ao menos não em público).

Inami mostrando a especialidade da casa: O soco na fuça.
  • Inami Mahiru:

Personagem mais bizarra do anime todo. É extremamente agressiva e simplesmente detesta homens, nem sequer consegue chegar perto de um rola. Deixá-la sair nas ruas é como deixar um cachorro louco correr entre as ovelhas.

Inami possui androfobia: Medo de andróides

Quando pequena sofreu uma terrível lavagem cerebral por parte do pai para que nunca tocasse uma clarineta (assoprar então, nem pensar!). Até que funcionou. Também foi discípula do Mike Tysson e aprendeu alguns golpes para esmurrar os homens que se aproximassem a menos de 2 metros.

Graças a sua alergia a chouriço ela tem que fazer apenas metade do serviço, deixando o atendimento aos clientes homens para o travesti ou para a tampinha. Quando aparece alguma cliente mulher, ela faz um atendimento VIP que só ela sabe fazer. No mais, passa a maior parte do tempo com a temperatura do corpo elevada, esfregando as mãos entre as pernas tamanha sua excitação timidez e demolindo aleatoriamente as paredes do restaurante e esmurrando a cara do Takanashi "pra desestressar".

Inami demolindo mais uma parede do restaurante com as mãos nuas

Seu principal objetivo é superar seu pânico de piroca... no fim usa isso como desculpa para passar mais tempo que o normal tentando se esfregar no Kahatakekakashi Takanashi. O tiro sempre sai pela culatra e ele acaba virando um pobre saco de pancada no final. Só consegue chegar perto sem causar nenhum dano quando este está travestido de Rainha do Sopão.


  • Kyouko Shirafuji

Não faz nada além de coçar o saco e comer parfait. É um milagre o restaurante ainda ter comida para servir aos clientes quando temos um aprendiz de Pac-man solto por aí com acesso livre ao estoque e a geladeira. Quem trabalha muito, erra muito... quem trabalha pouco, erra pouco... ela não trabalha, por isso não erra, logo foi promovida por não cometer erros.

Kyouko mantendo boa relação com os clientes

Quando adolescente era líder de uma gangue de ladrões. Mesmo naquela época em que roubava e matava, seu único interesse era ficar com a merenda dos garotos que sequestrava ou transformar os outros em presunto pra colocar no pão. Hoje tornou-se uma inspiração para delinquentese que almejam alcançar grandes cargos nas empresas apenas matando, roubando, estuprando, ameaçando os professores de morte e não chegando nem mesmo perto de um livro didádico.

Tirando sua tara por comida, tem problemas com relação a sua meia-idade. É a mais alta e tem um olhar estranho de peixe morto de fome que não demonstram emoções por nada. Gosta muito também de assaltar os próprios clientes, quando não o consegue fazer dentro da loja usa o seu comunicador pra chamar os Power Rangers "capangas" que fazem todo o trabalho sujo fora da loja.

Abre essa porra desse olho feladaputa!!!
  • Todoroki Yachiyo

Essa calça 44. Sapatão com força. O que mais quer na vida é colar o velcro com a Miss Gula. Só se importa com a gerente, se deixar até beijaria os pés dela no meio da cozinha.

Essa desgrama é a mais anti-higiênica do anime, pois mal consegue abrir o olho de tão pregado de remela que ele tá. Alguns dizem que ela é parente distante do Shaka de Virgem, outros apenas dizem que ela fica sonhando coisas eroticas com a Kyouko acordada.

Seu melhor amigo é Sato, que só pelo fato de ser apaixonado por ela, acaba ouvindo os sonhos que a Todoroki tem de um dia acabar em um rala e rola com a Kyouko. Enquanto não põe sua aranha pra bigar com a da gerente, ela faz o papel da submissa na relação sempre lhe servindo parfaits.

Todoroki também já foi um ex-membro da gangue Yakuza da Kyouko sempre carregando uma katana ameaçadora para cim a e para baixo. Ela apenas tira a espada da bainha para aqueles que ousam roubar o coração servir parfaits ameaçar a segurança da poço sem fundo.

Satou após saber que não tem dinheiro pra ir na padaria comprar cigarro.

Um dos únicos (se não o único) personagem que se dá ao luxo de trabalhar neste anime. O único personagem que é normal também. É apaixonado por Todoroki e reconhece ser um grande trouxa por isso, já que a fruta que ele gosta ela não deixa nem o caroço.

Em seu passado era um mulherengo sem vergonha que trabalhava para uma trupe de piratas do bem, porém alguma coisa aconteceu e agora está aqui no restaurante Wagnaria usando o nome de Satou.

Quando está em seu humor normal, não fala nada. Quando está de mau humor gosta de pagar de mausão e bater nos seus colegas de trabalho, chutar cachorro morto, relembrar o tamanho da Taneshima e outras maldades como: usar a privada e não abaixar a tampa, amarrar lata no rabo do gato, assoprar fumaça de cigarro na cara do Souma, entre outros.
Primeiro local de trabalho de Satou como cozinheiro

Uma das razões de estar meio deprimido, além do fato da Todoroki calçar as botas do pé grande, é passar o dia fumando aquele baseado esquisito e deixar aquela franja na cara tampando o olho. Ele alega que está tentando largar a maconha e que novamente passará a chupar pirulito ao invés de fumar e dar maus exemplos as criancinhas que o protagonista tanto adora.


  • SaiHiroomi Souma

É outro cabra preguiçoso dessa bagunça que é esse restaurante. É estranho, misterioso e por alguma rasão está sempre com um sorriso de "Eu sei o que você fez no turno passado". Assim como a Kyouko ele gosta mesmo é de não fazer nada, mas como ele não foi um deliquente que por algum milagre virou gerente que manda e desmanda então tem mais é que levar chibata mesmo.

É o fofoqueiro ninja do lugar. Ninguém sabe muito a respeito do seu passado, mas parece que ele treinou técnicas furtivas com o Urban Ninja e usa uma roupinha camuflada mágica.
Souma de tocaia para futricar a vida das gorçonetes.
Sem que ninguém saiba, o veja, escute sua respiração ou mesmo sinta sua presença ele consegue uma tonelada de fotos comprometedoras, gravações de conversas, roupas íntimas das pessoas do restaurante de tempos antes mesmo de ele começar a trabalhar por la. Aliás... até de antes das prórprias pessoas começarem a trabalhar la.

Através de suas primeiras chantagens ele ganhou acesso VIP às páginas da Wikipedia Desciclopedia e por isso conta com informações privilegiadas sobre tudo e todos, sempre chantageando quem ele vê pela frente para que façam "de bom grado" o seu serviço ou que lhe paguem um boquete façam uns favores extras.

Tem informações privilegiadas de: Hannamontannashi Takanashi, Kyouko, qualquer cliente, o próprio cachorro, Sidney Magal, Capitão Nascimento, você, tua mãe, Moderador Malvado da Desciclopedia, Super Nanny, Roberto Justus... nem Chuck Norris escapou. (Embora se o tivesse chantageado ele teria sido pulverizado com um Round House Kick na fuça).


  • Aoi Yamada:

Um verdadeiro exemplo de trabalho escravo infantil e mentira compulsiva. Essa menina trabalha apenas em troca de umas migalhas de pão e de um sotão sujo pra dormir, não recebendo nem um dinheirinho sequer. Possui um olhar estranho que se assemelha muito com o olhar de peixe morto da Kyouko e adora de contar histórias de pescador.

Nada se sabe sobre o seu passado, não se sabe nem o próprio nome, na verdade nem ela mesma sabe o que tá falando. Nunca fala coisa com coisa e não sabe nem por qual nome responder de tanto que já mentiu.

É baxinha, sem peito (o que não faz diferença, já que não temos fanservice aqui) e gosta de ficar futricando a vida dos outros. Trabalhar que é bom mesmo só quando jogam na cara dela que ela mora no próprio restaurante de favor e que já é um imeeeeeeeeeeenso favor deixarem usar o fogão pra esquentar a marmita.

Tem uma mania estranha de recrutar pessoas pra fazer parte de uma família incestuosa que não existe.


  • Otoo-san:

Aparece duas vezes no anime. Um para repor o estoque de comida devorado pela gerente e a outra pra trazer uma menina que prestará serviços escravos infantis no restaurante.

Otou-san possui uma esposa que está perdida pelo Japão afora. Ela que possui um senso de direção péssimo (muito parecido com um ex-colega de serviço de Satou) um dia se perdeu no Shopping Center quando esperava Otou sair do banheiro. Agora ele passa a maior parte do tempo a procura de sua esposa e colecionando umas bugingangas que lembram seu rosto como: mascara de monstros e caixas com estampa de fantasmas.

Curiosidade: O personagem não tem nenhuma relevancia na história.


Dia muito movimentado

O Restaurante Wagnaria[editar]

Restaurante e cenário principal do anime. Ambiente de perdição e de mensagens subliminares. Lá você pode encontrar uma série de coisas como pedofilia, trabalho escravo, despotismo, violência, homossexualismo...

Todas as terças a noite você e sua família podem contar com um espetáculo a parte da transformista "Kotori: A Dama da Sopa Quente". Se você for um grupo de 2 mais homens nas segundas/quartas/sextas/feriados, preparem-se para ficar esperando pelo seu prato por muito tempo pois existem muitos funcionários que não vão atender você.

A cozinha é super higiênica. Todo mundo entra e pegar o que der na telha da geladeira. O cozinheiro fuma aquele cigarro estranho que nunca acaba na frente da comida e fez de conta que a cumbuca de feijão virou um cinzeiro (mas não pararam de servir feijão).

Cadápio[editar]

O restaurante também conta com um cardápio -quase- cheio de variedades. Confira abaixo:

O tal do parfait!
  • Parfait: Especialidade da casa. Recorde de vendas no restaurante. A gerente é que mais come. Ninguém sabe porque tem esse nome esquizito, mas não passa de uma banana split sem banana.
  • Sopinha quente: É tanta enrolação pra entregar que é servida morna.
  • Sopinha com coisinha verde: O mesmo de cima, só que com umas coisinhas verdes boiando. Geralmente é servida mais fria porque fazem mais hora ainda para levar pra mesa.
  • Sopinha com coisinhas verde e vermelhas: Outra variação do prato acima, porém mais demorado pra entregar e tem mais coisa pra boiar no caldo.
  • Pastel de Vento: A mais fina massa de pastel recheada com uma mistura de oxigenio, nitrogenio hidrogenio, entre outros gases.
  • Cu doce: Faz um pedido de qualquer coisa pra você ver...
  • Pirulito: Não está no cardápio... mas o Takanashi tem um monte guardado para distribuir as criancinhas.

Clientela[editar]

O restaurante, embora esteja quase sempre vazio, também possui uma clientela bem fiel. Segue abaixo os principais frequentadores:

  • Altos Executivos
  • Alguns Delinquentes
  • Time de Baseball do Major
  • Criancinhas
  • Sandro da Pizzaria
  • Barroso

A familia Natakashi:[editar]

Família Takanashi (Da esquerda para a direita): A caçulinha guti-guti, o transformista, a bebada, a emo e a advogada divorciada

A família Takanashi é uma família constituida só de mulheres ou de homens que se vestem de mulheres. Quando o nosso protagonista era uma nem tão inocente criança, este era obrigado pelo pai a usar roupas de segunda-mão e fazer poses fofinhas para fotos que mais tarde eram divulgadas em sites proibidos da internet, porém ele foi pego pela Polícia e acusado de pedofilia e desde então nunca mais deu as caras por lá. A mãe da família... bem... tem várias, então vamos apenas dizer que a família é constituída apenas por irmãos. Desde então, Takanashi vem se esforçando para tirar aqueles vestidos do guarda-roupa e manter a casa limpa enquanto suas irmãs insistem com a bebedeira e espalham lixo para todo o lado.

Como se não fosse suficiente ser escravizado no restaurante Wagnaria, ele ainda tem que tomar umas chicotadas das irmãs mais velhas desempregadas e solteironas que não colaboram em nada e, ainda por cima, só dão prejuízo.

O pobre coitado, diz que estuda, mas agente só vê ele escravizado ralando no emprego de meio-expediente onde permanece dia inteiro (?), muito provavelmente fazendo horas mais que extras pra ganhar uns trocados a mais e pagar as contas.

A presentaremos em seguida os membros que compõe essa família bonita.


Souta com 4 aninhos já curtia usar roupa de mulher.



  • Kazue:

Irmã mais velha da família. Se não fosse bagunceira e preguiçosa, essa ia ter mais utilidade na família. É formada em direito e estranhamente quase nunca leva dinheiro pra dentro de casa.

Um exemplo de amor em família

Já se casou uma vez, mas o marido acho aquele papo de direito tão chato e descobriu que ela era tão inútil com os serviços domésticos que resolveu dispensar de vez.

Seu passatempo favorito é recitar o código penal e bater nas suas irmãs.

  • Kozue:

Segunda irmã mais velha do Sota. O que mais gosta de fazer é tomar um goró e participar de um suruba muito louca em seguida. Todo santo dia, dorme no pé da escada de tão bêbada e faz questão de deixar tudo revirado e vomitado pro Sota limpar. Não copera com nada... só sabe beber, abrir as pernas, gastar dinheiro e fazer cosplay de mendigo.

Tem grandes tendências a acasalar com qualquer coisa que se mova quando está bêbada (ou seja: 90% do tempo).

Curiosidade: foi ela quem presenteou seu irmão com o bichinho de pelúcia que ele mais gosta: um coelho horroso e sujo que de tão fudido não tinha nem nariz. (Pegou a primeira procaria que achou no lixo e entregou ao irmão mais novo para agradar)


  • Izumi:

Irmã do meio na família. É uma escritora falida e pseudo-gótica. Sofre sérios problemas com a subnutrição e a falta de luz solar. Até faz uns trocados com uns versos que escreve, mas acaba gastando tudo na compra de papel e caneta pra escrever mais baboseira.

Coelho tosco e imundo do Takanashi. Arrancou o próprio nariz de tão fedido, pois está a décadas sem lavar

Atualmente trabalha em um projeto para escrever um romance que não tem uma enredo definido, personagens definidos um final definido... nunca tem ideias, não tem inspirações, se bobear não sabe nem quem são os personagens da própria história.

Usa franja na cara, usa roupa preta, está sempre depressiva... mas não é emo. Ela faz isso apenas porque acha bonito.


  • Nazuna:

Irmã mais nova da família. A menina prodígio da casa.

Herdou a eficiência do único irmão pseudo-homem: de olhos vendados e acorrentada consegue lavar a louça, passar pano no chão, tirar poeira, lavar as roupas, extendê-las, ajudar os pobres, preparar a mesa pra janta e ainda tem tempo de sobra pra fazer o para-casa.

A única personagem decente e que coopera dentro de casa junto com Sota e ainda (vejam só) estuda.

Ver também[editar]


v d e h
Este artigo fala sobre um anime.