Zamora Fútbol Club

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Zamora Fútbol Club
Escudo do Zamora.png
Brasão
Hino '
Nome Oficial Zamorera Fútbol Fuck
Origem Bandeira da Venezuela Venezuela - Barinas
Apelidos
Torcedores
Torcidas
Fatos Inúteis
Mascote
Torcedor Ilustre
Estádio
Capacidade
Sede
Presidente
Coisas do Time
Treinador
Pior Jogador Nuvola apps core.png
Melhor Jogador Crystal Clear action bookmark.svg.png
Patrocinador
Time
Material Esportivo
Liga Campeonato Venezuelano
Divisão Primera División
Títulos
Ranking Nacional
Uniformes



Zamora Fútbol Club é um timinho imprestável da Venezuela que pode até ser bom em seu país onde não existem pessoas que saibam jogar futebol, mas que em poucos anos de história já se demonstrou um bom e regular saco de pancadas à nível sul-americano, sendo derrotado e eliminado por times de todos países possíveis da América do Sul.

História[editar]

Fundação[editar]

O Zamora foi fundado em 1977 com o nome de Pantera Hípica, sendo assim a equipe obviamente foi recusado pela Federação Venezuelana, que não permitia que futebol fosse disputado com cavalos, afinal os mesmos defecam sem pudor e isso tornava os gramados um ambiente indigesto de correr e cheirar, então por alguns anos o Zamora permaneceu nos campeonatos de arremesso de estrume, coleta de estrume, e claro, hipismo.

Primeiros anos[editar]

Só a partir da década de 80 começou a jogar a segunda divisão da Venezuela, um poço tão sem fundo que qualquer time leva anos pra sair, e não foi diferente com o Zamora, que só apareceu na primeira divisão venezuelana após 20 anos de martírio. Justamente por isso há falsa sensação de que este time foi fundado anteontem e que não era tão antigo assim.

Copa Sul-Americana de 2007[editar]

Após conseguir uma quarta colocação na segunda divisão do campeonato venezuelano, a federação venezuelana ponderou que aquele era o desempenho exato para que um time representasse o país numa Copa Sul-Americana, e assim o Zamora estrou numa competição internacional em 2007, oportunidade esta que foi desperdiçada logo de cara com duas derrotas perante o Olmedo, um time que certamente foi eliminado no jogo seguinte e portanto nem sei de que país é.

Libertadores de 2012[editar]

Sua primeira participação em Libertadores foi em 2012, ano em que o Zamora enfrentou a sua triste realidade. Perdeu todos os jogos possíveis, encerrando em seu grupo com um mísero 1 ponto, que foi dado de piedade pelo Boca Juniors que empatou com o Zamora por 0x0 na última rodada por já estar classificado mesmo e enviou o seu time de sub-17 de cegos para empatar com o Zamora na Venezuela.

Libertadores de 2014[editar]

Tal qual o Íbis faz sucesso por ser o pior time do mundo, o Zamora rapidamente compreendeu que jamais seria um time bom, e que poderia ganhar fama e reconhecimento por ser uma bosta. A primeira campanha do time em 2012 numa Libertadores, com 1 ponto apenas, não havia batido o recorde do pior desempenho de todos os tempos do Guaraní do Paraguai em 2011 que ficou com 0 pontos. Na Libertadores de 2014 não conseguiu superar este recorde, porque um grupo com Nacional Falsificado do Paraguai fica difícil terminar com nenhum ponto.

Libertadores de 2015[editar]

Porém, após mais um título venezuelano que ninguém se importa, o Zamora retornou à Libertadores em 2015 e fez história! Absolutamente desempenhou a participação mais memorável de um clube venezuelano numa Libertadores, superando até o desempenho considerado imbatível do Guaraní do Paraguai de 2011. Em 6 jogos o Zamora conquistou 6 derrotas, nenhum ponto, apenas 3 gols marcados e 21 gols sofridos. Talvez pense que o motivo fosse a presença de times bons na chave, mas os rivais eram um Boca Juniors cheio de jogadores contundidos, Montevideo Wanderers da Segunda Divisão Uruguaia e os Imigrantes Palestinos no Chile, perdendo pra todos de goleada dentro e fora de casa.

Libertadores de 2017[editar]

Pra variar, o time do Zamora foi disputar a tal Copa Libertadores da América, mas veio apenas a passeio e seu maior feito durante toda a competição foi levar uma surra de 4x1 do poderoso Iquique (quem?) e a de 4x0 do Gaymio. Sendo eliminado com dois jogos de antecedencia, repetindo a façanha de conquistar zero pontos, sendo o primeiro time da história a fazer 0 pontos consecutivamente em duas participações na Libertadores.

Títulos[editar]

  • Terminar uma Libertadores com nenhum pontinho conquistado: 2 vezes (2015, 2017)