Zebra-da-planície

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Zebra)
Ir para: navegação, pesquisa
Discionario em png.PNG
O Descionário possui um verbete sobre Zebra-da-planície
Zebra
Veterinário criando uma zebra
Veterinário criando uma zebra
Classificação científica
Reino: Animal
Filo: Acordados
Superclasse: Quadrúpedes
Classe: Mamadores
Ordem: Pterodáctilo
Família: Equídeos
Gênero: Éguas
Espécie: Comida-de-leão
égua gagá

Zebra-da-planície, ou seja, a zebra-comum ou simplesmente zebra, é um animal estranho, originário de Atlântida. Prima do unicórnio, a zebra na pré-história possuía asas, o que permitia que ela fugisse dos dragões que dominavam a Terra naqueles tempos. Com a chegada do desenho 3D era do gelo, os nobres dragões pereceram e a zebra perdeu suas asas.

Metade das zebras nascem pretas com listras brancas, enquanto o restante nasce branco com listras pretas. A sua função na ordem natural é prover entretenimento para os outros animais da savana africana, que apontam para ela e desatam a rir (exceto as hienas).

A fauna inteira da África alimenta-se de carne de zebra, inclusive os animais vegetarianos. Como a única defesa que tem é sua camuflagem patética e ridícula, ela é presa fácil de qualquer animal: leões, três tigres tristes comendo trigo, onças, panteras, ornitorrincos e amebas conseguem matar e devorar manadas inteiras.

A zebra alimenta-se principalmente de chocolate BIS. Ela consome as duas variedades: chocolate branco e preto. Os cientistas acreditam que os cavalos brancos são na realidade zebras albinas.

Por ser negra e branca ao mesmo tempo, a zebra é o único animal que consegue ser racista contra ele mesmo (os negros do partido republicano americano são apenas masoquistas e não entram nessa categoria).

Muitos cientistas tarados tentaram cruzar a zebra com outros animais. Geralmente os filhotes provenientes desses acasalamentos nascem estéreis, e muito estranhos. A Universidade de Massachusetts conseguiu cruzar zebras com cavalos, burros, mulas-sem-cabeça, elefantes e formigas.

Cultura popular[editar]

Zebra trabalhando na Globo apresentanto os Gols do Fantástico durante a anos 80.

A zebra é utilizada popularmente como símbolo de azar e situações inesperadas. Durante muitos anos, uma zebra homossexual apresentou os números da loteria esportiva no Fantástico, o show da vida. Ela também aparece em algumas piadas horríveis:

Cquote1.png O que a zebra disse para a mosca? Cquote2.png

Cquote1.png Você está na minha lista negra! Cquote2.png

Cquote1.png Qual o animal mais velho da floresta? Cquote2.png

Cquote1.png A zebra, que ainda está em preto e branco. Cquote2.png

A zebra e a informática[editar]

A zebra não tem impressões digitais (ou você queria quer tivesse?), mas durante um século, cdientistas da Universidade de Coimbra (Portugal) examinaram e compararam as listas de milhares de zebra e chegaram à conslusão de que não existem duas zebras com listras iguais. O português que chegou a esta conclusão não ganhou um Prêmio Nobel (em compensação, ficou vesgo), mas este foi o primeiro apsso para a criação do código de barras.

Galeria[editar]

60px-Bouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Zebra-da-planície.

Ver também[editar]