Zodiark

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Este artigo é sobre um(a) chefão!

Não importa quantos loads e continues você usar e o quão viciado você esteja, ele continua acabando com sua raça!

Rugal.GIF


Cquote1.png Tomar no cu, morre nunca essa porra Cquote2.png
Nerd

Zodiark, Keeper of Precepts é um daqueles chefões opcionais filhos da puta que todo Final Fantasy precisa ter, já que os chefões normais sempre são ridiculamente fracos e os nerds reclamam de falta de desafio. Aparecendo em Final Fantasy XII, no final da mina do Zé da Mina Abandonada, esse bicho é uma das mais perfeitas criações de Satã, já que, apesar de não possuir um HP exageradamente alto como Yiazmat, por exemplo, quando perde uma determinada quantia de HP, começa a apelar criando um puta dum escudo intransponível que o torna imortal - Esse escudo dura duas décadas e meio, e demora menos de 5 segundos para ser renovado.

Origem[editar]

Pode não parecer, mas essa coisa feia aí é um dos bichos mais fortes de FFXII, perdendo apenas talvez para Yiazmat, que é igualmente filho da puta.

Zodiark foi criado pelos deuses para ser um verdadeiro Moderador Malvado, e lhe concederam grande poder, pois eles já previam que todos os espers iriam se rebelar. Porém, o poder que foi dado para Zodiark era tão grande, que os deuses preferiram mantê-lo eternamente em sua forma criança, pois se ele crescesse, ele sozinho poderia vencer todos eles.

Como foi dado tão grande poder para Zodiark, os deuses decidiram também deixar que Zodiark tivesse todas as funções de um Deus de verdade, mesmo não sendo realmente um, ou seja, Zodiark tinha carta branca para punir e tomar todas as medidas que ele achasse necessária, tanto contra os próprios espers, quanto para os seres humanos.

Como Zodiark tinha o poder máximo, todos os espers o respeitavam, e inclusive eram muito miguxos (ou não). É por causa dessa amizade que, quando Ultima foi pedir ajuda para Zodiark para derrubar os deuses do governo, Zodiark se manteu neutro, e preferiu não entrar no meio da suruba que iria se formar, pois ele sabia que, mesmo todos os espers juntos, não iriam suportar o poder dos deuses e iriam ser banidos para o tártaro eternamente.

Depois de manter a neutralidade e de todos os espers serem banidos, Zodiark acabou ficando mais sozinho que o Will Smith no filme "Eu sou a lenda". Com toda a sua solidão, Zodiark resolveu ir para um lugar que ele se sentia bem, não se sabe porque, que eram as Henne Mines.

História[editar]

Zodiark mandando o secretão e botando mais um game over na sua conta.

Depois de milhares de anos de solidão, apenas julgando atitudes idiotas de humanos mais idiotas ainda, Zodiark finalmente recebe visitas em sua caverna: era o grupo de Vaan, que estava atrás dessa lenda para ajudar na luta contra Vayne, pois o geógrafo com cara de cavalo disse que Zodiark era muito malvado, e que poderia banir até mesmo Deus.

Porém, Zodiark propôs um desafio para o grupo: se eles conseguissem o milagre de vencê-lo em uma batalha, ele iria se ajudar e dar um banimento infinito em Vayne. Assim, começou a batalha, e, como Zodiark é imortal, ele nem se importava com os ataques e contra-atacava mais de 8000 vezes mais forte que o poder do ataque que ele tinha recebido.

A batalha é extremamente dura e sem graça, pois Zodiark tem HP pra caralho, apesar de não ter tanto quanto Yiazmat (ninguém tem mais HP que esse). Na verdade, Zodiark é imortal porque, quando ele fica com o HP baixo, ele monta uma guarda suprema intransponível, composta do mesmo material das Meias Vivarina, ou seja, atravessar é impossível.

Porém, ele abre a retaguarda de 5 em 5 minutos, e deixa aberta por uns 3 segundos. Ou seja, você tem 3 segundos para atacar a vontade. Obviamente, não dá pra atacar quase nada, e você vai acabar morrendo, como sempre.

Mas, como sempre, Vaan e os outros usaram Gameshark e venceram Zodiark, e, como prometido, ele se juntou à equipe, se tornando uma grande ajuda (ou não). Curiosamente, depois que passa para o lado do bem, Zodiark perde todos os seus poderes de Moderador Malvado, e fica mais frágil que um emo numa roda de metaleiros.

Em batalha, Zodiark tem, basicamente, duas técnicas, que são: Banisher Ray, que é um raio de trevas que bane qualquer um para os tártaros eternamente, e o Final Eclipse, que é a técnica mais apelativa de todos os Final Fantasy, pois Zodiark mostra a sua forma fora do ovo, que é uma forma de um pássaro sagrado, e manda um raio foderoso no inimigo, que tira mais de 8000 50.000 de dano em TODOS os inimigos, realmente matando na hora.