Zoofilia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Esta página se adequa à Nova Política de Conteúdo Sexual.
Conteúdo impróprio para menores de 18 anos! Tirem as crianças da sala! Este artigo tem conteúdo impróprio para menores!
Este artigo pode conter pornografia pesada ou leve. De preferência, leia-o de olhos fechados...

Se ele estiver cometendo uma infração à Política de Conteúdo Sexual, por favor, reporte à moderação.


Wikisplode.gif
Para os fanáticos religiosos entre nós que escolhem acreditar em mentiras, os supostos experts da Wikipédia têm um artigo sobre: Zoofilia.
Zoofilia também é arte.
O Cavalo grandão ai, vai encarar?
O cão se preparando pro ataque

Cquote1.pngVocê quis dizer: Sexo animal no sentido literalCquote2.png
Google sobre Zoofilia
Cquote1.pngExperimente também: Botanofilia Cquote2.png
Sugestão do Google para Zoofilia
Cquote1.png Erotismo entre espécies! Cquote2.png
Garanhão Sexy sobre Zoofilia
Cquote1.png Sua mãe trepando fié da puta. Cquote2.png
Robin sobre a vaca da sua Mãe
Cquote1.png ... Cquote2.png
Doutor Roberto sobre Zoofilia
Cquote1.png O quê? Cquote2.png
Pedro de Lara sobre Zoofilia
Cquote1.png Não há nada de errado, eu a amo. Cquote2.png
Fazendeiro sobre Cabra
Cquote1.png Que foi, alguma coisa contra? Cquote2.png
Oscar Wilde sobre Zoofilia
Cquote1.png Uh quêêêê?? Cquote2.png
Ikki de Fênix sobre Zoofilia
Cquote1.png Ai, ui! Cquote2.png
Cabra da Playboy sobre Zoofilia
Cquote1.png Zoofilia é muito bom! Cquote2.png
Adão depois de dar uma boa queca com Dercy Gonçalves sobre Zoofilia
Cquote1.png Comer tatu é bom, que pena que dá dor nas costas... Cquote2.png
Mamonas Assassinas sobre Zoofilia
Cquote1.png Sabe Zé Minha primeira exeperencia sexuar foi atraz daquela moita... Cquote2.png
Caipira sobre Zoofilia
Cquote1.png E OQUE ELA DISSE UIAI! Cquote2.png
sobre Zoofilia
Cquote1.png Méééééé Cquote2.png
Caipira Sobre o fato de ele ter comido uma Cabra um exemple sobre sobre Zoofilia
Cquote1.png Previna-se. Use camisinha Cquote2.png
Dr. dando dicas de quando for pegar um porco

Zoofilia é um hábito alimentar semelhante às filosofias do vegetarianismo, naturalismo, pedofilia e homosexualismo, no qual um ser humano, aquelas criaturas supostamente inteligentes, come um ou mais animais. As espécies de animais variam desde pobre animaizinhos inofensivos até grandes quadrúpedes, elefantes e mamíferos marinhos.

Entenda comer animais tanto como colocar pedaços dos animais no começo do seu sistema digestorio (boca). Ou colocar pedaços seus no final do sistema digestivo dos animais.

Tabela de conteúdo

[editar] Práticas Comuns de Zoofilia

Achou a cadela da sua mãe e comeu
Um dos Ursinhos Carinhosos

A zoofilia é mais comum do que se costuma pensar. Você pode tê-la praticado inclusive sem saber. Veja alguns dos exemplos mais comuns:

  • Quando o caipira tem relações com uma cabra, uma vaca, uma égua, uma leitoa ou uma galinha é zoofilia
  • Quando alguém come a vaca da tua irmã(ou da tua mãe), é zoofilia
  • Quando alguem vira um furry
  • Quando alguém come a mula da Carla Perez, é zoofilia
  • Quando você faz sexo com sua mulher, ela pratica zoofilia ao ter relações sexuais com um animal chifrudo
  • Nerds Maníacos tarados pelo pingüim do linux, ou pela raposa do firefox

Ao contrario da crença popular, fazer sexo com o próprio clone, não é nem masturbação nem incesto, é zoofilia, pois qualquer um que tenha que recorrer a isso é considerado um animal. Viajar no tempo e fazer sexo consigo mesmo numa versão futura ou passada não é zoofilia, já que os dois animais seriam da mesma espécie.

[editar] Espécies Mais Escolhidas pelos Zoófilos

Mas antes umas palavrinhas de incentivo:

Em se tratando de zoofilia, Uma prática que não mata a fome, segue aqui uma dica, antes do teu velório vai amanhã no cartório e passa esse cu pro meu nome.

A Zoofilia com cães pode começar na infância...
Skunk um Hentai Furry com Zoofilia
  • Cães - Os cães (e as cadelas, claro) são praticamente a única opção para os zoófilos que residem em áreas urbanas. Eles lambem literalmente qualquer parte do corpo que lhe for apresentada; mas o primeiro contato sexual com penetração pode ser complicado: eles não sabem diferenciar machos e fêmeas da espécie humana - a não ser quando uma mulher está menstruada. Por isso, muitas mulheres zoófilas esperam o momento da menstruação (e o marido sair para trabalhar) para desvirginar seu "au-au" - nos outros dias isto geralmente é desnecessário, pois o cachorro já a reconhece como fêmea. Uma outra alternativa (não tão eficaz) para a mulher pode ser não tomar banho durante dois dias antes de tal relação, para manter aquele "odor" característico (O quê?! Não quer deixar de tomar banho porque acha nojento mas gosta de transar com cachorro?! Vá se fuder, sua hipócrita!). Zoófilos homossexuais podem passar na bunda o sangue da carne que acabou de comprar na feira ou, melhor ainda, colar um absorvente usado, na primeira vez. A ereção da grande maioria dos cachorros parece a de um homem infra-dotado; mas o pau deles tem um bulbo na raiz, que a esmagadora maioria dos zoófilos prefere manter do lado de fora, porque se o cachorro gozar com a raiz dentro, ele tem uma segunda ereção (!!!) que é literalmente explosiva, podendo ficar repentinamente com uma ereção semelhante à de um cavalo. E a não ser que se trate de uma mulher muuuito experiente fazendo sexo vaginal, ou que haja uma garrafa de água fria de prontidão para resfriar a "supermegaferramenta" e provocar vasoconstrição, a diversão acaba é no pronto-socorro...
Foda com dinossauros.
  • Cadelas - A fêmea do cão não tem a mesma disponibilidade que o seu equivalente masculino: o cio ocorre a cada 15/20 dias, quando vem a menstruação. Nesse período, a buceta sangra e fica inchada; mas às vezes o seu dono precisa ainda esperar o aparecimento de uma gota de secreção cor-de-rosa na ponta da xaninha, para ela estar a fim de alguma coisa com ele. Alguns milímetros acima fica o clítoris; mas ele não é uma bolinha ou um pininho, como quase todo mundo pensa: é simplesmente uma dobrinha triangular entre a ponta da xoxota e a entrada da vagina. Entrada essa que fica num ângulo de 45 graus para cima, e logo em seguida se endireita na horizontal, acompanhando o corpo dela. Na maioria das vezes também, uma cadela jovem não sabe direito o que quer no primeiro cio da vida dela, sendo necessário esperar o segundo. Na primeira vez, os zoófilos usam a clássica posição "de quatro", pois as outras posições que os humanos usam são muito estranhas para animais quadrúpedes (pelo menos no início), podendo até ser interpretadas como uma tentativa de agressão. Só as cadelas de raças maiores (Labrador e Pastor Alemão para cima) conseguem acomodar o pau de um cara, mas muitos fãs da Lassie conseguem com uma boa preparação traçar sua cadela Collie sem maiores desconfortos. Outra exceção notável são certas raças mais "atarracadas" (Basset Hound, Pitbull) que têm uma proporção pouco comum entre o comprimento das pernas e o tamanho do corpo. Mesmo assim, 99% das cadelas vira-lata não suportam esse tipo de penetração (infelizmente!); e qualquer que seja a raça da cadela, preparação é fundamental - e KY é uma ótima ideia também. Os zoófilos costumam primeiro brincar com ela (epa!): cócegas na barriguinha, rolar no chão (epa de novo!), jogar freesbee, bolas, correr, etc. Descontração é importante nesse momento. Depois vêm as "outras brincadeiras": introduzir um, depois dois dedos na cadela, por exemplo, é fundamental para saber se ela não vai (de repente) dar uma de Lorena Bobbit e transformar (de repente) seu dono em um eunuco...
Mulher em preliminar para a pratica de zoofilia
  • Cavalos - São famosos pelo tamanho da "ferramenta"; mas um detalhe que escapa para muitas pessoas é a imprevisibilidade de seu comportamento: podem relinchar muito quando são estimulados, e inclusive dar mordidas e coices. Eles não fazem idéia da força que têm; por isso os zoófilos geralmente só (se) metem com cavalos quando conhecem bem ele, preferindo os garanhões mais velhos. O pau deles é mais sensível à estimulação na base, perto do saco; e fica com um cheiro de perfume de pêssego quando estão excitados - para seduzir as éguas.
  • Éguas - Os zoófilos dificilmente transam com uma égua a não ser que sejam seus proprietários: é difícil ganhar a confiança de uma, e é fácil ganhar um coice de uma. Às vezes elas podem dar um coice ou uma mordida justamente por quererem estimular seu parceiro - os cavalos gostam de um pouquinho de jogo bruto no ritual de acasalamento. As éguas gostam muito de carinhos embaixo do pescoço, e a buceta delas é tão grande que dá até para enfiar o braço, se o braço estiver bem lubrificado, mas por outro lado é muito sensível: enfiar objetos, frutas ou legumes pode causar várias doenças e infecções. Assim como com as fêmeas humanas, é importante que depois de tudo o homem converse e fale baixinho ao ouvido delas (de preferência acariciando o pescoço) para fazê-las se lembrarem dele nas próximas vezes. Elas também gostam de um pouco de romantismo, viu?
  • Vacas - Mugem muito alto e com muita frequência quando entram no cio, e chegam a tentar "montar" outras vacas nesse período. Também ficam muito ariscas e assustadiças; mas apesar disso, são geralmente mais calmas que as outras espécies, e se tornam incrivelmente afetuosas com o seu comedor.
  • Porcas - Quando entram no cio e alguém passa a mão nas costas delas, elas não tentam se afastar e também não se mostram (necessariamente) indiferentes: em vez disso, ficam duras e imóveis. Também se tornam muito afetuosas com o seu comedor, e por terem um cu enorme, com uma boa lubrificação aceitam sexo anal com menor dificuldade que a maioria das espécies (embora isso não dê necessariamente prazer sexual). Entretanto, são muito propensas a pular, correr e guinchar como loucas quando percebem que o seu comedor se aproxima, matando ele de vergonha na frente dos parentes, dos amigos... da esposa...
  • Répteis, anfíbios e peixes - cobras, lagartos, bacalhau... Não, não existem pythons gigantes de dezenas de metros capazes de engolir um homem. Um peixe geladinho causa prazeres estranhos nas mulheres - e ferimentos também, se as barbatanas das costas não forem removidas.
  • Galinhas - O infeliz praticamente dessa modalidade mata as ditas cujas antes que se possa "brincar"... Se ela não morrer na hora, em menos de três dias as hemorragias internas farão ela ficar roxa até seu fim lento e doloroso...
  • Leões - O rei das selvas mata a mulher de dor e prazer literalmente, dá mordidas na mulher tentando excitá-la, e depois que a graça acaba ele devora a mulher sem vida.
  • Pombos - Para fazer com esses animais é muito simples,basta capturar um na sua casa,bater na cabeça dele que começa a brincadeira logo em seguida...

[editar] Não É Zoofilia

Porém, certos hábitos, apesar de parecerem zoofilia, não são. Exemplos:

  • Gostar de carne mal-passada, sangrando e, em especial, se movendo ou emitindo ruídos, não é zoofilia. Ao comer carne assim, você está praticando hábitos carnívoros, ou vampíricos. Para saber qual dos dois, atente para o tamanho dos seus caninos, súbitos desejos de sangue e ao seu vestuário. Se você tiver caninos longos, grande fome de sangue e um look bicha igual ao do Brad Pitt em "Entrevista com o Vampiro", você provavelmente é um sanguessuga morto-vivo.
  • Cheirar gatinhos não é zoofilia, porque eles passam pelo seu nariz, e não pelo seu asqueroso órgão genital.

[editar] Extra: Depoimentos de zoofilia (traduzidos & adaptados)

Sexo com mosca
Capa de um Hentai de Zoofilia com Furry vendida por R$ 5,50 no Sex Shop
Exemplo de Zoofilia combinada com outras sodomias: Necrofilia, Pedofilia, Voyeurismo...
Zoofilia é mais comum em zona rural.

[editar] Trauma do sexo com meu Pastor alemão

Olá pessoal, hoje tenho 19 anos. Isso aconteceu há mais ou menos uns 4 anos... Todas as minhas amigas já estavam namorando e perdendo sua virgindade... Eu era bem gordinha, na verdade gorda mesmo. Usava óculos fundo-de-garrafa, e tinha um pequeno bigode, problemas hormonais, que hoje não existem mais...

Então elas vinham e me contavam como era o sexo. Comecei a me masturbar, contudo parecia não resolver nada. Comecei a me penetrar com banana, desodorante, entre outras coisas. Meu hímen estourou e nem senti para vocês terem ideia. A medida que elas me contavam coisas mais gostosas, como: era bom ter um pênis quente dentro delas, e, sabem, banana é fria, desodorante também é frio...

Comecei, então, a querer uma coisa quente dentro de mim. Na época, meu pai criava cachorros. Tínhamos um rottweiler e um pastor alemão. Bob, o pastor alemão, era muito bonito e brincalhão, nunca sequer me atacou. Enquanto o rottweiler, Zeus, era bravo e temperamental.

Em um fim de semana fiquei em casa. Sábado de manhã levei o Bob à uma pet shop e mandei dar tratamento completo. Era mais ou menos 14:00 quando busquei ele. Estava cheiroso demais. Enquanto esperava ele lá, comecei a jogar verde no veterinário para saber se cachorro poderia ter AIDS, ele falou que não, mas que poderia ter outra doenças, nem me importei

Ao chegarmos em casa, levei-o para o meu quarto e joguei um chaveco nele, ele retribuio com um latido e uma piscadela, o agradei um pouco,dizendo que seria uma experiencia incrivel, e que ele não provavelmente não teria tal experiencia em sua curta vida, então comecei. Peguei no pênis dele, naquele pêlo mesmo! Devagar foi saindo e aparecendo aquela coisa vermelha e pegajosa. Deitei-o de barriga pra cima e comecei a chupar. Imaginando que era brincadeira, não parava quieto. Lembro-me que vomitei na minha cama umas duas vezes. À cada momento ficava mais agressivo e me arranhava. De repente, ele tirou todo o pênis pra fora e começou a ficar louco...

Eu já estava sem roupa. Tentei ficar de 4 pra ele vir em cima de mim, tentei deitar e colocar ele em cima de mim, porém nada ocorrera. Apenas cheirava e lambia. Entretanto, decidi deitar de lado. Ele finalmente entendeu e ficou lá com o pau na mão, que dizer, como pau na pata, chaqualhando o bilau pra mim. Peguei o pau dele, coloquei na minha vagina e comecei a empurrar devagar. Ele gostou e começou a fazer o movimento também, até que entro e ele ficou maluco!

Bob começou a colocar cada vez com mais força. Seu membro era grande e estava me machucando. Em 2 minutos gozei, mas ele não deixava tirar. O empurrei e ele rosnou. Fiquei com medo e deixei. Do nada o pau dele inchou e ficou preso dentro de mim!

Nossa inchou demais, me machucou demais, ele estava preso em mim! Eu estava sangrando e quase desmaiando de dor, mas no fundo eu estava adorando sei que ele ficou 15 minutos fazendo força pra tirar, mas não saía. Chorei demais, ele cagou toda a minha cama e me mordeu também. No final tive de ir a um hospital e dizer que fui estuprada.

Meus pais retornaram do Rio de Janeiro na mesma noite e tive de confessar. O medico e a enfermeira riam na minha cara. Enquanto meu pai me batia na frente de todos... Foi terrível!

O cachorro foi sacrificado e eu ainda peguei gonorreia de cusco... Este é meu trauma, estranho & bizarro, mas é a curiosidade. Meninas não façam isso! Eu sei que meu caso não é isolado.

Beijos a todos"

P.S.: se alguem tiver um chimpanzé ai me mande um email, sou louca por chinpanzés.. [email protected]

Isso é que é zoofilia

"Aos meus 14 anos, meus pais já tinha se separado, e minha mãe tinha um sitío, ela tinha um belo labrador chamado Rei, que ficava com o caseiro,eu achava ele muito bonito. Certo dia ela foi fazer umas compras e o cachorro estava na minha cama, e eu estava vendo teve a cabo, foi aí que sem querer eu pus num canal erótico. a mulher tava sendo enrabada por um cavalo! eu fiquei curiosa e comecei a assistir ,e comecei a ficar excitada,muito excitada mesmo. aí eu joquei minha água no pinto do cachorro tranquei a porta botei música alta e comecei a chupar o pinto dele. o pinto dele era enorme.ele comecou a ficar agitado e eu subi em cima da cama e fiquei de quatro, balançando a bunda, ele percebeu e veio em cima de mim,eu peguei o pau dele com jeito e pus na minha xoxota,me deu um prazer enorme, aí ele foi metendo,metendo,metendo,metendo cada vez mais forte. eu gozei 7 vezes, e não queria parar, quando ele parava eu ia de novo. eu estava muito louca naquele dia! Foi aí que eu cansei e quis tirar,quando eu ia saindo ele não queria mais parar,eu fiquei quase 50 minutos sendo enrabada por um cachorro a força. Tava doendo muito,mas ele não parava de jeito nenhum, aí depois ele foi saindo e jogando o leitinho dele em mim. foi legal. mas doeu muito, minha xoxota até alargou! toda vida a gente fode muito. ele é bem melhor que pinto de homem!" Primeiro notem a escrita 100% feminina. Agora, pensem bem: zoofilia em TV a cabo brasileira? Nunca, nem no Acre é permitido. Depois, vejam que "ela", supostamente com 14 anos, sabia que pau de cachorro > pinto de homem = já experimentou os dois = moleque retardado fingindo ser uma garota. Ou não.


A Zoofilia está em todos os lugares. Zoofilia na tv a cabo ? Colocou sem querer? Um pay-per-view? Ô moleque maconheiro , cara !

[editar] Quase um vexame?

Quando eu era adolescente, fiz amizade com uma garota do mesmo bairro em que eu morava, e que parecia ser liberal. Fui com ela aos bares do centro da cidade, onde bebi com ela e os amigos(as) dela também. Na volta, acabei "ficando" (só nos beijos!) com ela, no portão da casa dela. Sendo tímido naquela época, e tendo pouco jeito com garotas, fiquei com receio de tentar mais alguma coisa; por isso me despedi e fui embora.

Passei por uma rua deserta que cortava um matagal, iluminada só de um dos lados, e levei um tremendo susto: parecia haver um fantasma na curva! Cheguei mais perto, e vi que na verdade se tratava de um cavalo ou de uma égua. Naquela fissura de adolescente punheteiro e ruim de xaveco, que havia acabado de beijar uma mina gostosa, as únicas coisas que me vinham à cabeça (de cima ou de baixo, sei lá!) era que eu nunca tinha tentado nada com um animal, e que aquele animal tinha um cu - fosse cavalo ou égua. Cheguei mais perto e, querendo ser "amigo" dele(a) - com segundas intenções - fui me aproximando, fazendo carinho devagar para não assustar e até ofereci um talo de capim, depois de eu mesmo dar uma mordida, mastigá-lo e engolir - o que é que o desespero não faz com a gente...

Até que finalmente (eu era muito tímido, lembre-se!) me senti à vontade para pôr a mão debaixo da cauda e... era uma égua!!! Uebaaa!!! Olhei pra todos os lados pra ver se ninguém estava olhando e, como não havia um banquinho pra me ajudar, me enfiei debaixo da cauda dela e comecei a chupar aquele bucetão enorme como se a minha vida dependesse disso, enquanto lascava a maior punheta. Na verdade passei a maior parte do tempo cheirando e lambendo o cu largo e fedorento dela, isso sim - todo feliz por ela me dar a honra de usar minha língua como papel higiênico. No final ainda tentei enfiar meu pau na buceta dela, saltitando como um bailarino no começo de uma apresentação (só que com a calça arriada). É claro que não deu certo, por isso resolvi enfiar a cara de volta naquela buceta pretona pra me esporrar enquanto limpava qualquer vestígio que (ainda) tivesse ficado da última mijada que ela tivesse dado.

Depois de gozar, levantei a calça e, antes de ir embora, ainda fiz um carinho no pescoço dela, agradecido por ela ter me deixado fazer aquelas besteiras sem me dar um coice, e por ninguém ter visto nossos "tórridos momentos íntimos".

Continuei meu caminho para casa, sabendo que ela não contaria nada pra ninguém. Quando eu estava quase chegando em casa, ainda encontrei um casal de evangélicos vindo em sentido contrário, com uma menininha que fixou me olhando fixamente. Mas é claro que ninguém viu nada, pois a égua estava a meio caminho entre a minha casa e a casa da minha amiga.

Entrei em casa, sem saber se o meu pai estaria ainda acordado vendo TV, e fui ao banheiro para lavar as mãos. Quando me olhei no espelho, tomei outro susto, e logo em seguida dei graças a Deus por ninguém estar acordado em casa, ao mesmo tempo em que percebi porque aquela menininha tinha me olhado de um jeito estranho: havia uma "tatuagem" muito fina (mais parecia ter sido desenhada com esses lápis de olho que a mulherada usa, só que era feita de esterco!) em volta do nariz e da boca, no formato de um "abacatinho" cortado ao meio de alto a baixo. (!!!) A buceta da égua deixou uma marca bem nítida de "até onde" eu tinha enfiado a cara - e se aqueles crentes passaram pela égua, nem consigo imaginar a cara que eles fizeram quando viram ela e montaram as peças do quebra-cabeça!

Lavei muuuito bem meu rosto e minhas mãos, e fui pra cama dormir. Mas antes ainda bati duas punhetas, bastante emocionado com a minha aventura e com o que eu poderia ainda ter feito àquela noite - não com a minha amiga gostosa, mas com a minha "amiga" de quatro patas, hehehehe!...

[editar] Descendentes notáveis da procriação humano x animal

Desta forma, Minotauro, um dos mais notáveis seres da procriação humano x animal, fora concebido
  • Pernalonga resultado da cruza de um pernilongo com coelho.
  • Coringa espécies não identificadas.
  • Xuxa resultado da cruza do Mico-Pagão-Dourado com uma atriz porno.
  • Jeca Tatu inspirado pelas letras dos Mamonas assassinas "Comer tatú é bom, pena que da dor nas costas"
  • Heloísa Helena Segundo o Evangelio de Vladmir Lenin, a cruza profana de uma evangelica—protestante com um comunista.
  • Paulo Coelho Cruza de um escritor com uma coelha.
  • Leão Lobo Nem tem nada de leão nem de lobo, mas uma cruza de dois Furry homossexuais, um leão boiola e um lobo indeciso.
  • Ewoks Uma espécie de ursinho favelado, mestiço de Shitzu com ser humano. (Apesar que Shitzu já podem ser considerados resultados de zoofilia, pois são uma raça de cães que tem rosto)


[editar] Galeria da Zoofilia que até rima

[editar] Ver também

Ferramentas pessoais
Ver e modificar namespaces

Variantes
Visualizações
Ações
Navegação
Colaboração
Votações
(F)Utilidades
Novidades
Redes sociais
Correlatos
Ferramentas
Outras línguas