Desmanuais:Como comer um cu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar

Este artigo é parte dos Desmanuais, seu acervo de instruções livres de conteúdo. Nuclear-explosion.jpg

Pewds Fuck You.jpg Este artigo é IMORAL!

Você deve estar achando que este artigo é uma afronta, uma pouca vergonha, uma baixaria... FODA-SE!!! Vai fazer algo que preste e não foda minha paciência!!

Capa Como Comer um Cu.jpg

Cquote1.svg Você quis dizer: Como sentar sem sentir dor? Cquote2.svg
Google sobre como comer um cu
Cquote1.svg Why? Cquote2.svg
Exterminador do Futuro sobre Qual quer coisa.
Cquote1.png Eba! até que enfim vou comer o cu de alguém! Cquote2.png
Clodovil
sobre Anônimo

Desde os tempos mais primórdios, o homem já enfrentava desafios. O mundo evoluiu e esses desafios apenas mudaram, mas ainda existem. Hoje iremos tratar de um desses desafios que, para alguns é um tabu, para outros é apenas um motivo de frustração na relação com sua parceira: O cu, mais especificamente, o ato de comê-lo.

Crystal Clear app ktip.png
Dica:
Para comer um cu você tem que ser engraçado e não apenas idiota.


Diferentemente da buceta (xereca em algumas localidades), o cu é uma área da anatomia feminina que exige cuidados especiais, seja durante o ato ou durante a parte mais complicada: O convencimento da mulher para a liberação de tal parte sexual. Aliás, toda mulher é virgem de cu. Até as putas.

Não esqueça de usar.

Apesar de não pretender esgotar o assunto, nesse texto abordaremos técnicas de como fazer a sua parceira liberar essa parte tão prazerosa mas pouco utilizada durante atos sexuais: o cu. "Mas como pedir pra comer o cu?". Essa é uma das dúvidas mais frequentes. Muitas mulheres, seja por medo, religião ou preferência pessoal, preferem não liberar o anel. Você, como homem sábio que lê esses artigos idiotas de sábios, sabe que não pode simplesmente chegar para sua querida namorada e dizer: "E aí, vai pica nessa sua bunda gorda?". A abordagem exige técnicas especiais e milenares e algumas delas você pode conferir abaixo:

Propor coisas novas[editar]

Simples porém efetivo. Chegue para sua namorada e diga que você a ama muito, elogie a performance dela na cama e diga que, já que é um namorado atencioso, gostaria de descobrir novas formas de satisfazê-la entre quatro paredes. Quando ela estiver 100% propícia a novas experiências provavelmente irá perguntar "Mas o que você tem em mente?". Nessa hora o que vale é a criatividade. Nada de responder coisas como "queria mesmo é comer sua bunda" ou "pô minha cachorrona, queria mesmo é socar a jeba no seu rabo" porque provavelmente não irá funcionar. Utilize frases temáticas que se encaixem com o assunto atual ou palavras carinhosas como "que tal você emprestar o seu bumbum para mim?"

Uso de mensagens subliminares[editar]

Uma das técnicas mais usadas (Ou não) nos dias atuais. Pode ser utilizada durante qualquer tipo de conversa com sua parceira onde surja a oportunidade de falar sobre o assunto e serve para medir o nível de "receptibilidade" dela. A melhor forma de aplicar a técnica é utilizando uma piada clássica: "Estava em um bote perdido no meio do mar, juntamente com o meu cachorro, Nabunda. O bote começou a afundar. O que você acha que aconteceu? Nabunda vai ou Nabunda fica?". Se ela responder com a curta porém efetiva "O óbvio: Nabunda nada" você provavelmente não terá grandes chances de desbravar a região anal de sua respectiva. Caso ela responda com coisas do tipo "riAIRriaIRiIARiIRA que feiuUu voxXxe mi falando ixu hihihi" ou "nabunda? pftttt não xei dai nabunda riariariaria" suas chances de finalmente conseguir lascar-lhe a piroca nos entrefolhos é bem grande.

A surpresa[editar]

Vocês estão lá no bem-bom e bateu aquela vontade de comer um cu, mas até agora nada? Pegue a moça de surpresa, ora! É só mirar melhor! Esse é o famoso surprise buttsex. O inconveniente é que essa tática, apesar de ter grandes possibilidades de dar certo, pode também traumatizar a rapariga, que pode não querer dar pra você nunca mais.

Chantagem[editar]

Se você chegou a esse ponto do texto e ainda não conseguiu nada, chantagem é a sua última opção. Ofereça uma noite em um motel caro, vinho fino, joias e chocolate. Se ela perguntar porque você está agradando tanto ela, diga: "é que queria comer sua bunda".

Com certeza ao seguir as dicas acima mais cedo ou mais tarde você irá conseguir comer o seu primeiro cu. Caso surja algum problema ou empecilho durante o flerte, confira a sessão abaixo onde abordo as dúvidas mais comuns dos comedores de cu de primeira viagem.

Troubleshooting[editar]

  • Eu peço o cu mas minha namorada sempre diz: "O CU? Vou enfiar um negócio no seu para você ver como é bom!". O que fazer?

Diga para ela que você concorda com o troca-troca mas quer ser o primeiro. Alegue que depois de fazer amor com ela você vai ficar mais "receptivo". Leve-a em um motel bem caro, peça os melhores pratos e bebidas e finalmente coma o cu, sem lubrificante e sem camisinha. Quando ela virar e disser "agora você vai fazer o que prometeu", levante-se e dê um soco bem forte na cara dela. Enquanto ela estiver desacordada troque de roupa e vá embora, dizendo na portaria do motel que vocês brigaram e que sua namorada vai embora depois. Não esqueça de deixar a conta para ela pagar e escrever no espelho do banheiro com o batom dela "TENHO AIDS".

  • Minha namorada concorda livremente em dar o cu, porém nunca consegui consumar o ato pelo fato do cu ser uma região muito apertada. Como lidar?

Daí vai depender de onde você estiver. Se estiver na sua casa (ou na dela), dê um pulinho até a geladeira mais próxima e pegue um pote de margarina ou de manteiga, à la Marlon Brando. Lembre-se sempre de verificar antes se é o modelo disponível é com ou sem sal. Ah, e queijo cottage não serve.

  • Fiz tudo que você disse nesse texto, acendi velas, rezei novena, trezena, tentei comprar minha namorada com presentes mas não há nada que faça ela liberar o cu de forma normal.

Vá dar o seu próprio cu na rua e deixe de ser um merda. Provavelmente você é inútil e nem pau deve ter, vagabundo.

Ver também[editar]