Despoesias:Como gaúcho salva o seu casamento

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Despoesias.png
Bocage-2bus.png

Este artigo é parte do Despoesias.

O seu Cancioneiro/Romanceiro livre de conteúdo.

 
Nos dias de hoje, o gaúcho sofre muito
Resisto o que posso, a cada um segundo
É que está muito difícil o meu relacionamento
Quero aprender como gaúcho salva o seu casamento

Isso é segredo meu e dela
É que eu sou broxa, e só quem sabe é eu e ela
O romance não vai bem, não queria separar da minha cinderela
Eu viro corno com orgulho, só pra sentir o prazer da minha bela

Um dia, eu apostei ela no jogo do bicho
Mas o cara que ganhou não queria e sugeriu um amigo
Então eu acompanhei ele até o seu abrigo
Chegando lá, eu até me assustei

O tamanho do negão
Chega até minhas calças eu caguei
Eu disse a ele o que estava me ocorrendo
Ele aceitou, então fomos conversar em um boteco

Mas ele foi bem mais esperto, me fez de boneco
O negão me convenceu a cortar um caminho
Não desconfiei e me levou pro beco
Já não estava entendendo

Quando menos percebi ele já estava me comendo
Eu gritei muito “o meu cu dói”
Porém, minha piroca estava endurecida
Então não hesitei, aquele negão virou meu herói

Depois dele comer o meu toba
Me fez parar de ser broxa, eu levei pra minha toca
Mostrei pra minha esposa, ela espantou e já queria dar a xota
Eu achei pra ela finalmente um macho

Ela ficou com cara de tacho
Pelo menos aceitou o bom agrado
E os dois foram pro quarto fazer o bem bolado
Mas no meio da ação, eu fiquei com ciúme

Invadi o quarto, empatei a foda deles
E falei pro negão:
Me enfiar o cacete dele até sujar de estrume
Me arrombou, a tarde foi um esculacho

Paramos já estava anoitecendo
Eu e minha esposa felizes, salvei o relacionamento
Assim você aprende como gaúcho salva o seu casamento.