Despoesias:Descrevendo cagadas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Despoesias.png
Bocage-2bus.png

Este artigo é parte do Despoesias.

O seu Cancioneiro/Romanceiro livre de conteúdo.

Sento ao vaso
Pequenos peidinhos
Concentro-me
Peidinhos voltam

Sinto o alívio próximo
Fezes começam à sair do meu ânus
Mijo um pouco
Olho para a água abaixo de meu cu

Percebo que saiu um excremento anão
Preciso defecar mais para aliviar-me
Concentro-me novamente
Fico de cócoras para facilitar

Massageio meu abdome
Uma traça escrota perambula o boxe
Fecho a porta do boxe
Peido longo e indiscreto

Pequenos pedaços de fezes caem do cu
Som de bosta meio líquida esguichando
Sinto meu ânus sujo
Ainda possuo vontade de cagar

Percebo que ainda há mais merda
Mais merda à ser cagada
Concentro-me mais uma vez
Sento-me de cócoras novamente
Jatos tímidos de urina saem da uretra

Por hora é isso, outrora deverei cagar o resto