Despoesias:Ode ao Irineu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(dif) ← Edição anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Despoesias.png
Gregorio-de-matos.gif

Este artigo é parte do Despoesias.

O seu Cancioneiro/Romanceiro livre de conteúdo.


Sobre mim queres saber
Mas não quererei dizer
Talvez porque não tenha como saber
Nem mesmo como aqui dizer

Mas nessa poesia de rimas bostas
Direi algo que saber tu gostas:
Meu nome? Irineu, Irineu
Você não sabe nem eu!