Desreceitas:Sopa de morcego

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Receita.jpg

Este artigo é parte do Desreceitas, a sua biblioteca de receitas e fórmulas


Santa sopa viral saudável, Batman!

A sopa de morcego é uma deliciosa iguaria chinesa idealizada pelo grande chefe Confúcio no Período das Primaveras e Outonos. Com o brusco aumento da alfabetização, Confúcio viu na culinária uma ótima oportunidade de difundir toda sua sabedoria, o que o levou a escrever os Anelectos de Confúcio, a maior obra-prima da história da gastronomia chinesa. Em cada página de seu livro, além de apresentar uma receita típica que refletia os hábitos alimentares do povo chinês, Confúcio também disponibilizava um ensinamento moral acerca da importância de se ter uma alimentação saudável.

Milhares de anos depois, a sopa de morcego continua a ser uma parte importante da cultura e tradição chinesa, sendo a província de Hubei atualmente seu maior exportador mundial. Acredita-se que a sopa de morcego tenha sido o carro-chefe do Grande Salto Adiante, uma campanha lançada por Mao Tsé-Tung para modernizar a China e fingir que o comunismo funcionava. Em troca de operar máquinas com potencial assassino sem conhecimento técnico e entregar todo a o grão cultivado para o governo, os camponeses eram presenteados com a saborosa sopa de morcego. Isso acabou definitivamente com a fome de milhões de trabalhadores rurais, já que defunto não precisa comer.

Embora o nome seja "sopa de morcego", esse prato milenar leva outros ingredientes de origem animal igualmente saudáveis, para proporcionar ao ser humano uma grande variedade de nutrientes necessários para o bom funcionamento do metabolismo do corpo.

Ingredientes[editar]

A sopa de morcego é um prato 100% natural, podendo ser preparada de forma rápida e prática.
  • 1 morcego inteiro;
  • 300g de filé de cobra peçonhenta;
  • 1 pacote de tempero Sazon;
  • 1 tablete de caldo Knorr;
  • Meio litro de sangue ácido de Alien;
  • 1 cabeça de peixe;
  • Uma colher de sopa de patas de aranha;
  • Um pacote de miojo de galinha;
  • Vírus à gosto.

Modo de preparo[editar]

  1. Num prato separado, corte o morcego ao meio e refogue com cebola, alho, ervas finas e farofa pronta Yoki. Leve ao forno e deixe assar até que a face do morcego adquira uma expressão risonha macabra.
  2. Num caldeirão, adicione o muco de salamandra, o sangue ácido de Alien e o miojo de galinha. Leve ao forno, com agitação constante, até o composto ferver e começar a liberar bolhas tóxicas. De preferência use uma máscara.
  3. Esprema as duas gemas de ovo milenar chinês num prato, adicione o óleo de fígado de dromedário e mexa com uma colher até que se crie uma mistura aquosa esverdeada.
  4. Pegue a cabeça de peixe e pique em cubinhos. Após jogar a mistura verde sobre eles, adicione tudo no caldeirão.
  5. Acrescente o filé de cobra peçonhenta e a carne de pangolim no caldeirão. Em seguida, adicione o tablete de caldo Knorr e as patas de aranha. Deixe a mistura no forno por mais 25 minutos.
  6. Assim que ter passado o tempo, pegue o morcego assado e delicadamente o coloque no caldeirão, no centro do caldo cremoso que se formou. Adicione o tempero Sazon sobre a comida.
  7. Antes de servir, acrescente uma quantidade considerável de vírus no prato. Quanto mais mortal e contagioso for o vírus, mais saborosa ficará a sopa. Se preferir, você pode decorar com salsa, cebolinha, pimentão ou asas de gafanhoto, para dar ao prato aquela cara de gourmet.

Recomendações[editar]

  • Não aconselha-se o consumo para idosos, asmáticos e portadores de doenças crônicas.