MV Bill

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(dif) ← Edição anterior | ver versão atual (dif) | Versão posterior → (dif)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Irracionais.jpg Essi artigu é faveladu!

Nem por isso tá involvida cum droga, putaria ou ladruagi!

Não vá dar uma de 171 e estragar o artigo.

Predefinição:Carioca

Emblem-sound.svg MV Bill
Ice T Snoop Dogg.jpg
O Snoop Dogg brasileiro
Nome 'Músico Vendido Bill'
Origem Bandeira do Rio de Janeiro Rio de Janeiro algum morro carioca
Sexo Ele diz ser homem (uhmmm.. não sei não...)
Instrumentos
Nuvola apps kcmmidi.svg
Vocal
Gênero Rima assim como Presidiário e Globo Music
Influências Fernandinho Beira-Mar, Traficante Nem
Nível de Habilidade Baixo, ruim, pobre...
Aparência Um jovem semi-nutrido (ver fotos), com tom de pele marrom-cocô.
Plásticas Em operação um implante de hidrogel pra ver se cria musculos.
Vícios
Nuvola apps atlantik.png
Cola de Sapateiro, merla, haxixe, óxi e por ai vai...
Cafetão/Produtor
Crystal Clear action bookmark.svg
TV Globo

Cquote1.png Experimente também: Xuxa Cquote2.png
Sugestão do Google para MV Bill
Cquote1.svg Affe çeu culzaum veindido1! Cquote2.svg
Você quando ele cantou no faustão.
Cquote1.svg Oloco meu quem sabe faz ao vivo! Cquote2.svg
Fausto Silva


Alex da Costa Pereira da Silva Oliveira Babosa, também conhecido como MV Bill é mais um rapper carioca[carece de fontes]. Ele ficou conhecido em meados dos anos 2000 por ser o primeiro rapper da globo, numa época que os seguidores que ele tinha (se é que ele tinha algum) não sabiam que metade das favelas comunidades cariocas estavam situadas dentro do projac, incluindo a favela de onde ele saiu. Ele lançou seu primeiro álbum em 1999, chamado Traficando desinformação e foi uma forma de homenagem ao jornalismo da Globo, emissora que foi o cafetão dele no mundo da música. Este rimador também criou (ou copiou) o prêmio MV Bill pras cumunidadi(onde só ele ganha), a Central Única pras comunidades ou fa, e outros produtos da ociosidade.

MV Bill no clip Soldado do Morro
texto