Ação Popular

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
320.jpg
Este artigo é mantido pelas doações ao Pastor Pilão!
Você também pode fazer suas doações e começar a editar, Sr(a). Anônimo.


MarioStalin.jpg ATENÇÃO CAMARADA

Este é um autêntico artigo marxista-leninista, daqueles que comem criancinhas e querem que seu patrão morra por não deixá-lo editar a Desciclopédia.
Se você vier com piadinha de iPhone ou fome, levará uma picaretada.

O salvador da AP
Alguém ai confundiu as bolas ao colocar essa imagem no artigo. Mas... ALELUIA!

A Ação Popular (AP) foi um movimento político nascido em junho de 1962 feito por padres, coroinhas e até pastores mesmo, para encher o saco da ATEA e fazer protestos na porta das sedes do ateísmo no Brasil. Mas, em pouco tempo, a Marcha da Família com Deus pela Liberdade os considerou inimigos do Estado e os excomungou das igrejas, pois estavam se envolvendo com comunistas, e isso não é coisa de Deus.

Com o Golpe de 1964, começaram a radicalizar a porra toda: Alguns entraram no Partido Revolucionário dos Trabalhadores, outros criaram um pseudo-partido chamado Ação Popular Socialista, que hoje em dia vive dentro do PSOL, tentando ainda evangelizar alguns ateus dentro do partido, como aquele velhote chato lá do Plínio de Arruda Sampaio, que fazia parte do movimento, mas virou ateu de uma hora pra outra... Ah sim, um grupo menor virou a Ação Popular Marxista-Leninista, tentando catequizar os membros do PC do B a virarem trotskistas, mas Stalin, mesmo depois de morto, dominou as mentes dos pobres jovens da APML, transformando-os em stalinistas e membros bananas do PC do B.

Este artigo é um esboço.
E quem o fez, estava preguiçoso.
Você pode ajudar a Desciclopédia se expandi-lo.
Mariguelladeadfake.jpg
Uma torta para Jaiminho.JPG