Albert Speer

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Uma das invenções de Speer: a construção deitada no solo, facilmente praticável ao se utilizar itens de demolição.

Cquote1.png Sua intenção era pesquisar: Albert Einstein? Cquote2.png
Google dando uma de adivinho com a pesquisa de Albert Speer
Cquote1.png Construiu vários puteiros sob minha supervisão. Cquote2.png
Adolf Hitler sobre Albert Speer.
Cquote1.png Construiu vários restaurantes para mim. Cquote2.png
Hermann Goering sobre Albert Speer.
Cquote1.png Projetou minha clínica de aberrações. Cquote2.png
Joseph Mengele sobre Albert Speer.
Cquote1.png Meu filho! Cquote2.png
Mr. Catra sobre Albert Speer.
Cquote1.png Estudamos arquitetura juntos! Cquote2.png
Homossexuais dos campos de concentração sobre Albert Speer.

Albert Speer foi um arquiteto nazista que atuou na Alemanha Nazista, além de arquiteto era engenheiro e uma espécie de economista que, mais tarde, tomou controle da economia alemã durante a guerra porque a economia já estava fudida mesmo então Hitler achou que pior não dava pra ficar.

Infância[editar]

Uma das casas que Speer fez para um mendigo qualquer, uma semana depois ela desabou e o mendigo perdeu seu saco no acidente.
A tal estrada, reza a lenda, era feita de asfalto, que foi levado pelos russos nos dias finais da Segunda Guerra Mundial.

Speer desde criança foi muito inclinado para arquitetura, como naquela época ainda não havia lego, Speer juntava seus coleguinhas de escola, quebrada as cadeiras e mesas da escola e usava elas para fazer alguns barracos onde, mais tarde, a putaria ia rolar solta. Além disso, relatos falam sobre ele destruindo casas de sem-tetos apenas para reconstruí-las de acordo com as "normas de segurança" criadas por ele, relatos falam que dois dias depois a casa caia inexplicavelmente.

Adolescência e vida adulta[editar]

Pouco sabemos sobre a adolescência de Speer, alguns dizem que ele tinha um diário que queimou quando se juntou ao partido nazista pois esse diário continha evidências de que ele não era 100% gay, na verdade ele poderia até ser 100% hétero! e é obvio que isso não seria uma boa primeira impressão para o partido nazista logo ele tratou de sumir com esse diário e arrumar um namorado apenas para ir nos bailes do partido e dizer que estava acompanhado.

O próprio Speer assinando os papéis do casamento com seu namorado, notem como ele está feliz...

Depois de acabar os estudos básicos, ele cursou arquitetura na Universidade Nacional Alemã de Arquitetura Para Jovens Nazistas Que Planejam Dominar O Mundo (Ensino grátis, ui!) e, depois de finalizar seus estudos por volta de 1930/1934, ele foi nomeado por Hitler Arquiteto-Chefe, Engenheiro-Chefe e Miguxo-Arquiteto-Boy-Magia-Mestre do terceiro Reich.

A única coisa que Speer parece ter feito e que sobrevive até hoje é a yaoistrasse em Berlim:

Final de vida[editar]

Albert Speer foi preso, junto com vários outros nazistas, ao final da segunda guerra mundial, ele tentou provar para a corte que ele era inocente, não sabia de nada, ele alegou que enquanto os nazistas criavam os campos de concentração ele estava com seu namorado ou com sua melhor amiga em sua casa de praia e, quando assumiu o ministério dos armamentos, ele pensava que aquelas armas todas eram apenas de plástico! e podia jurar que, na verdade, estava dirigindo o ministério do plástico e churros do Reich.

Esses argumentos não convenceram o júri completamente, então Speer chamou os juízes para uma salinha ao lado onde eles tiveram uma conversa mais profunda onde os generais aliados resolveram que ele não era de todo culpado e resolveram poupá-lo da pena de morte porque ele era bom de boca.

Depois que ele saiu da cadeia ele pegou os quadros e joias que havia roubado dos judeus e escondido em minas de sal e viveu uma vida feliz.