Apucarana

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar


Bob Mauley.jpg Fala, mano! É o seguinte: isso aqui é uma coisa que os mano da quebrada curte, tá ligado?
Não zoa com o artigo, não, véio, senão vai dar em treta, morô?


Cquote1.svg Existem EMOS de orgulho ferido tentando vandalizar o artigo de Apucarana. Cquote2.svg
Capitão Óbvio sobre Apucarana

Cquote1.svg Minha comida predileta é ovo cozido Cquote2.svg
Morador de Apucarana sobre programa de merenda da cidade, onde acabou apaixonando-se pelos ovos de alguém nos idos de 1987, quando estudou no Colégio Walt Disney

Cquote1.svg Você quis dizer: Capital da Burrice Cquote2.svg
Google sobre Apucarana

Cquote1.svg É pertinho de Feira de Santana... Cquote2.svg
Bira sobre Apucarana

Cquote1.svg O local que você procura não existe. Cquote2.svg
Google Maps sobre Apucarana

Cquote1.svg Apucarana é a capital do boné!! Cquote2.svg
Aposentado sobre Apucarana

Cquote1.svg Apucarana pode ser a capital da falsificação, no máximo. Cquote2.svg
Restrição Uruguaia sobre Apucarana

Cquote1.svg Linda paisagem, adorei!! Cquote2.svg
Stevie Wonder sobre Apucarana

Cquote1.svg Na União Soviética o buraco cai em VOCÊ! Cquote2.svg
Reversal Russa sobre Apucarana

Cquote1.svg Cê fraga? Cquote2.svg
Vileiro apucaranense sobre qualquer assunto

Cquote1.svg Você viu aquele mano na porta do bar? Cquote2.svg
Racionais MC's, em música homenageando a "cidade"

Cquote1.svg Vamu subí no centro? Cquote2.svg
Qualquer um sobre dirigir-se ao centro da cidade.

Cquote1.svg Vamo tomá uma no redondo? Cquote2.svg
Apucaranense sobre agitos de sábado à noite

Cquote1.svg Vermes insolentes! Cquote2.svg
Vegeta sobre Apucaranenses

Cquote1.svg Eu sei que os porcos querem o meu caixão. Menino do morro. Terrorista de periferia. Cquote2.svg
98,47% da população possui uma roupa com uma destas frases escritas.

Cquote1.svg This is SPARTA!!! Cquote2.svg
Guarda de Apucarana multando carro de Arapongas

Introdução

Apucarana é um município paranaense que fica no estado do Meu Paranã, a leste do oeste de Cambira e ao norte do sul de Califórnia (local da realização dos California Games I e II do PC). Fica sobre um vulcão (inativo, infelizmente), e é conhecida por suas ladeiras infinitas, sua população aborígene, sua indústria têxtil falsária e por ser propriedade de apenas 2 famílias. Seu maior mérito é ser um pouco menos pior do que Arapongas. Os Éforos dizem que Apucarana já foi grande produtora de café (assim como a Colômbia),coisa de quem acha que "naquele tempo é que era bom".

Significado do Nome

Situada em uma região conhecida como Cidade Alta, devido ao grande número de barrancos, era originalmente chamada "apu-caa-ranã", que no dialeto Yapecã significa "puu-taqueu-pariu".

Geografia

Segundo geólogos da FECEA, o vulcão não é um vulcão e sim um ralo, que apucarana entupiu. Afinal, bosta não afunda.

Clima

Quando venta, venta muito. Quando chove, fede por causa dos curtumes. Quando venta e chove, é merda pra todo lado. Não confunda com nenhum outro lugar, apenas Apucarana exala Cachimir Le Bostè número 13 naturalmente. O vento faz a curva na Av. Curitiba esquina com a R. Oswaldo Cruz, logo depois de pegar a segunda saída depois do Redondo.

Tecnologia e Economia

Avançada, datando de aproximadamente 12 mil anos A.C. (mais evoluidos que os astecas). Uma prova disso: Há dois anos este artigo não é atualizado. Comerciantes portugueses tentaram negociar computadores PC-XT com os nativos locais recentemente, sem sucesso, devido à supervalorização da moeda local frente ao Euro (o boné falsificado estava cotado a 8 centavos de Escudo na época).

Comércio e Indústria

A última empresa formal aberta foi a Titu's. Após este período negro, prosperaram as facções de garagem, sem fachada ou identidade, grandes produtoras mundiais de artigos "paralelos". A China adotou o modelo de negócios local e se tornou a maior economia do mundo, embora o mesmo não tenha ocorrido em Apucarana devido à falta de qualidade dos seus produtos.

Personagens Históricos

- Quadrilha de Hackers: Estúpidos, acharam que não seriam pegos em Apucarana. Formados principalmente por ex-alunos do São José (os únicos com grana suficiente pra pagar um computador do milhão).

- Falsificadores: 98,47% dos empresários da cidade.

- Prefeito Padre Valter: Foi internado em estado grave após enfiar apucarana no cu. Instituiu a dieta do ovo cozido e ficou famoso por exportar mendigos para todo o Vale do Ivaí.

- O radialista Pinga-Fogo e seus repórteres Bellini Júnior, Beija Flor e Perninha. Campeão de audiência entre aposentados que se chocam com brigas de boteco e notícias de porta de cadeia.

Cultura

A cultura apucaranense é oral, transmitida boca-a-boca. Vide fofoca. O risível RTV Canal 38, possui uma programação repleta de erros, falhas técnicas e sotaque caipira, além de apresentadores que mandam abraços para seu 8 telespectadores o dia inteiro.

Atividades

Os apucaranenses tem como principais atividades o rapel, fundamental para a locomoção, a criação de lhamas do Tibet (os únicos animais não-apucaranenses capazes de se deslocar nos morros e valetas da cidade) e a bonécultura pirata de corte, setor onde a indústria local, com base em regime de escravidão, alcançou excelência na clonagem de marcas esnobes, crescendo muito após o sucesso da novela O Clone. As marcas mais falsificadas são Nike, Puma, Zoomp mas é possível encontrar qualquer marca que venda qualquer coisa mais caro que um salário mínimo (não o salário mínimo de Apucarana, que estacionou nos R$ 200,00). Andar ou pedalar são atividades inviáveis, a menos que você more no centro ou no 28, ou que você esteja se preparando pra escalar o Everest, já que a cidade reúne várias condições similares: falta de oxigênio, ventos fortes e ruas íngrime. A carência recreativa é suprida pelo Galpão e Estância Gaúcha, não devendo em nada a nível de segurança para o seu antepassado Scorpions.

População

Nativamente povoada por índios Red Foot, sua população atual evoluiu (até o Câncer evolui) da miscigenação dos habitantes locais com colonizadores londrinenses e maringaenses que se perderam no caminho para Curitiba o que explica também a existência de alguns japoneses desgarrados na cidade. São os chamados "Pé-Vermei", ou "Pés-Vermelhos, em português". Sua maior rival é a cidade de Arapongas, que reclamam o título de pé-vermei, travando constantes e sangrentas disputas políticas e territoriais. A gentalha se divide em mais um milhão de sub-classes, conhecidas na década de 80 como "racinhas" e atualmente como "tribos". As maiores tribos são as de manos-minas (criaturas sem noção de ridículo), emos (criaturas sem noção de ridículo) e as patys (maria-gasolinas que não entendem de carro). As tribos dos maconheiros da praça da onça, dos cabos eleitorais, dos vileiros chapados do ponta grossa e a tribo dos sitiantes (ou agroboys), são outros exemplos da peculiares da fauna local.

Bairros

Só tem três: O centro, o 28 e a merda. Se você não mora no centro ou no 28, você mora na merda.

Turismo

Em apucarana, você pode ver:

- As carpas do parque da raposa; - As cachorras da boate fusion; - E as piranhas do jaboti;

Atenção: Apenas as carpas do parque da raposa são inofensivas, embora também tentem te engoliar se você chegar perto.

Locais antológicos como a Casa de Irene (também conhecida como CDI, em homenagem à escola de informática homônima que também formou piranhas profissionais), a Casa da Mariazinha e o Baturité foram extintos juntamente com os dinossauros, após a queda do asteróide que inutilizou o vulcão da região.

Fatos Conhecidos

  • Apucarana é a rota de migração de milhares de andorinhas demoníacas. Todos os anos, no verão, estas criaturas do mal saem da caverna do dragão rumo ao sul, onde é mais quente. No caminho, estabelecem parada em Apucarana em dois pontos específicos: O Manódromo (Praça Rui Barbosa) e o Redondo (Praça Oswaldo Cruz). É o período do ano mais crítico para os bombeiros, que são obrigados a lavar 12 toneladas de bosta de andorinha três vezes ao dia, para deleite dos ambientalistas.
  • O Redondo nada mais é do que uma rótula esnobe, com um chafariz escroto que servia de ponto de puta. É fato conhecido que 7 putas já foram mortas pelas hordas de andorinhas no local.
  • O Redondo é também conhecido pelo seu tônus risóide potencial. Não há um único apucaranense que nunca tenha "tomado uma no redondo", ou que não conheça o "negão que tem posto no redondo".
  • O Pirapó não existe. Não passa de uma falha na Matrix, como quando você nasce no meio de uma parede num jogo de tiro. Nenhum apucaranense conhece o Pirapó, embora os pirapóenses vivam em Apucarana. Dizem que é melhor ter um filho argentino do que um filho pirapóense.
  • O lendário e mais truculento cachorro quente da terra ficava em Apucarana, na frente do falecido banco Meridional. Se você tem menos de 30 anos talvez nem se lembre. Era um dogão gosmento, molhado, servidor com algumas bizarrices como carne moída e toucinho semi-cozido na água de batata, palmilha de all star, mocotó, serragem e miojo cru. Foi o inventor do pimentão na vinagrete e da batata palha, até então ninguém fazia cachorro quente com esses ingredientes. Nada se sabe sobre o paradeiro do tiozinho que fazia o cachorro quente do Meridional, que desapareceu entre 1988 e 1989. Testemunhas oculares dizem que o tiozinho se transformou em lobisomem em uma noite de lua cheia, entrou no Redondo (opa, opa, no meu não) e nunca mais foi visto. O colesterol médio da população apucaranense caiu 23% após seu desaparecimento.
  • Apucarana é a cidade da controvérsia. É o único lugar do mundo em que existe nazista negro, playboy-mano e piranha crente (ops, isso nem sempre é controvérsia).
  • Segundo estatísticas do IBGE, quem é da cidade e muda-se para outra, não volta nunca mais.
  • Não existem fotos do Redondo na internet. Ninguém gosta de mostrar o Redondo.
  • O sonho de todas biscatinhas de ensino médio e cursinho é estudar e morar sozinha em Londrina, para poder soltar a "perseguida" à vontade.
  • Apucarana é a cidade que possui o maior número de proprietários evangélicos de lanchonetes com lanches caros e extremamente indigestos do planeta. Eles aproveitaram para explorar sem dó, em nome do Senhor, o filão de mercado aberto após a extinção do cachorro quente do Meridional.
  • Apucarana á a cidade com maior número de igrejas crente (estilo ex-buteco) per capita do mundo. Também é a com maior número de buracos no asfalto per-capita.
  • Segundo as estatísticas, 98,47% da população apucaranense é rapper, hip-hopper, mano ou qualquer merda relacionada.
  • É a única cidade do planeta que cria peixes em um lago tratando-os com excrementos humanos e resíduos industriais.
  • É a cidade sede mundial do Ki-Koxinha, franquia que "só contrata irmão de fé" e está determinada a superar redes como MC Donalds, Burguer King e Habbibs, porém com produtos de qualidade infinitamente pior, suspeitos de contaminação oriunda da reutilização por centenas de anos a fio de óleo de soja radioativo.
  • E comum que populares da cidade morram de fome e desgosto da vida, e o Padre Valter coloca a culpa na Dengue e na Rubeula.
  • Alexandre Frota pegou AIDS em Apucarana.
  • A esquina da MELA é o maior ponto de putas e veados do Mundo.
  • A renda media do apucaranense e de 800 R$(por ano)
  • A periquita das apucaranenses e uma das mais "livres" do mundo.
  • Foi comprovado ciêntificamente que os Paranoienses Apucaranizados nascem sem cérebro, e isso esta diretamente ligado a miseria do povo.
  • Aqui você pode arumar mamorada por apenas cinco reais e uma "CGzinha adsivada" com besteras do tipo "No alguma coisa, Yes Fuder".
  • O principal esporte praticado pelos apucaranenses é "racha de CG".
  • E comun achar os mundanos veleiros do Jardim Ponta Grossa (esse é o Capão Redondo de Apucarana) pichando os muros do bairo do 28, com frases do gênero: -foda-se os "praylaybois", por que na maloca quem manda é nois"
  • Apucarana e a única cidade do mundo aonde você trabalha até as três da manhã do sabádo e ainda tem que fazer hora-estra no domingo de manhã.
  • Aqui não se trabalha, se "trampa", aqui não se come, "passa fome", aqui não se namora, aqui se "pega", aqui não se casa, aqui se "enrola os trapos",aqui não se faz amor, aqui se "trepa",aqui não cheira ,"fede", aqui não se morre, "Descança-se",aqui não se nasce, aqui se morre e vai para o inferno".

Educação

  • FECEA ("Faculdade" Estadual de Ciências Econômicas de Apucarana) - Instituição de lavagem cerebral, uma das piores faculdades do mundo, conduzida por uma cúpula de diretores corruptos, se diz Universidade, mas é uma instituição que mama na teta do governo, vendendo diplomas e MBA para alunos de Londrina e interior de São Paulo. Diz-se que os alunos de Apucaranas sentem-se despeitados porque os alunos das outras cidades (mais capacitados) "roubam" as vagas que pressupõe serem deles (apesar de ser facílimo passar). Dominada por agro-boys, vagabundos e maconheiros.
  • FAP (Antigo Mater Dei) - Faculdade de Apucarana, vende diplomas no varejo. Facilita o pagamento. Costumava ser um colégio respeitado. Hoje, nem precisa de vestibular para entrar. Basta deixar seu telefone na secretaria e eles te ligam. Analfabetos também entram
  • FACNOPAR Pseudo-faculdade cujo objetivo maior é a formação de retardados mentais, e o lucro e não a formação dos alunos, que não passam de um monte de "piazada"e "menininhas patricinhas mimadas" que não teve condição mental de passar no vestilbular da UEL, e comprou um diploma na FACNOPAR,. Costuma dizer-se conceito "A" em Direito, porém pouquíssimos alunos (ou quase nenhum) passam por meios legais na OAB. Na verdade os alunos "Facnoparenses", só vão a faculdade para "dar" ,"comer", e colar dos Nerds tontos que estudam lá.