Artemisa (província)

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Artemisa é uma recém-criada província, nos arredores da capital Havana com a extinção da antiga província de La Habana, com o objetivo de confundir ainda mais quem se atrever a visitar Cuba, afim de enclausurá-lo na ilha eternamente, ou o máximo de tempo possível.

História[editar]

Soldados cubanos numa apresentação de sapateado no teatro de Artemisa.

Esta província foi criada oficialmente apenas em 2010, ou seja, com tão pouco tempo de existência, nem a Wikipédia tem alguma informação ou história para contar sobre essa zona que antes de 2010 estava mergulhada em outra dimensão longe do alcance dos olhos humanos e acessível apenas para comunistas que renegaram o aspecto humano do capitalismo selvagem.

É lá que está a pequena aldeias de San Antonio de los Baños, que é a base das Fuerzas Armadas Revolucionarias fundada por Che Guevara para apresentações de sapateado nos teatros municipais das cidades de Artemisa (que na época era apenas Grande Havana).

Geografia[editar]

Artemisa é um pequeno pedaço estreito de terra entre Pinar del Río e Mayabeque, todavia o registro de civilização mais próximo de Artemisa é a Flórida apenas alguns quilômetros ao norte.

Economia[editar]

Economia comunista, logo miserável baseada em agricultura de subexistência subsistência, com o plantio de frutas tropicais, batatas, arroz, café e todo mais produto típico de países de terceiro mundo como a cana-de-açúcar. O fato da província ter duas míseras indústrias de cimento é motivo de orgulho local.