Artesanato

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Artesanato é um nome técnico dado a coisas normalmente denominadas de bugiganga, tralha ou quinquilharia, e seu único uso é o de acumular poeira e enfeiar móveis que ficariam muito melhores sem tralhas em cima deles.

História[editar]

O artesanato é uma arte proibida antiga, surgiu com a primeira pedra lascada ainda na Idade da Pedra quando os primeiros humanos perceberam que poderiam utilizar as mãos para fazer coisas inúteis.

A partir de então ao longo da história foram surgindo trabalhos em cerâmica, argila, tecelagem, areia, palha. Todo o lixo da natureza agora era reaproveitado para fazer objetos inúteis, uns bonitos, outros feios, mas todos inúteis.

Felizmente a humanidade foi agraciada com a Revolução Industrial no final do século XIX, e agora ninguém mais teria que usar suas mãos a não ser para se masturbar. Todavia, pessoas de má índole insistem em fazer galinhas e gatinhos de papel ou colares de miçangas (os russos tentaram exterminá-los, sem sucesso).

Características[editar]

Exemplo de um bolo artesanal típico.

Ilustrando a situação, imagine que você está numa, aí você avista um pobre comedor de feijão todo sujo e mulambo com um paninho sujo no chão repleto de porcarias inúteis ali em cima a venda, no caso imagine que ele esteja vendendo uma pulseira de miçangas (o que é uma tremenda veadagem), essa porra se chama artesanato. Aí você, um puto, decide comprar e ajudar o pobre coitado a comprar drogas, o que é uma puta sacanagem. O cara te vende aquele lixo e vai comprar o seu crack para consumo. Então você, o comprador, exclama "Porra para que serve isso mesmo??" e joga a merda fora em pelo menos 24 horas após a sua aquisição (aqueles que permanecem com um artesanato por mais de 24 horas possuem graves problemas mentais, psicológicos e de moral, e devem ser tratados urgentemente). Mas aí 10 minuto depois você compra uma pequena estátua entalhada num pedaço de galho qualquer, e isso vira um ciclo sem fim.

Produção[editar]

Fazer um artesanato não requer qualquer conhecimento. Basta apenas ter qualquer tipo de material, transformá-lo numa porcaria qualquer e deixar em casa acumulando poeira.

Patologia[editar]

A OMS divulgou em 2001 um estudo onde é provado que pessoas que gostam de artesanatos são doentes mentais e devem ser tratadas, o nome desses pacientes é dado como "acumuladores"