Asfixia

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Exploding-head.gif

Aviso: as palhaçadas escritas neste artigo podem explodir o seu cérebro!

Forca também é um modo de asfixiar alguém.

Cquote1.png Você quis dizer: Estrangulamento? Cquote2.png
Google sobre Asfixia
Cquote1.png Experimente também: Engolir moedas Cquote2.png
Sugestão do Google para Asfixia

Apresentação[editar]

A Asfixia é todo ato de supressão do oxigênio de forma natural ou induzida para a ostentação da vida de um organismo que respira de forma aeróbica.Asfixia é quando o corpo não consegue de alguma forma obter oxigênio (aquele gás que se respira) para manter o seu sistema respiratório (basicamente o pulmão, já que você pensa que ele é o único orgão do sistema respiratório mesmo) em funcionamento e, com isso, tem uma parada respiratória que o leva ao desmaio, com direito a mão na testa e tudo mais, bem dramático (ui, nega!) ou mesmo a um encontro, só de ida, com a morte. Vendo que isso era uma mão na roda para variar um pouco mais dos variados tipos de execução que estavam virando rotina no mundo, a asfixia também acabou sendo adotada com uma Pena de Morte em alguns locais do Brasil mundo (agora não me pergunte quais lugares eram esses, aí tu já quer demais).

Asfixiando um asfixiado[editar]

Uma cena comum de alguém que está com falta de ar.

É claro que se a asfixia não matar alguém, com certeza ela pode causar algumas sequelas na pessoa vítima dessa prática, deixando-a com alguma deformidade devido a algumas áreas do cérebro que necessitam de oxigenação constante de oxigênio. Se isso acabar ocorrendo tal deformidade pode ser para sempre, ou seja irreversível (ou não, já ouviu falar em milagres?), e nada de tentar jogar um litro de oxigênio no cérebro da pessoa depois dessa falat que ocorreu, pois isso só pode agravar ainda mais o seu estado e matá-la ainda mais depressa (caso isso seja o seu objetivo no final, então já está avisado). No caso de alguém que sofra de asma (aquela doença que é uma desculpa esfarrapada para as pessoas em escolas não fazerem Educação Física, principalmente gays, emos e patricinhas - depois do "problema no joelho", claro!), tal falta de ar pode significar a total morte do coitado, que se não andar com aquela bombinha sem graça no bolso de restituição de oxigênio, pode ir sentar no colo do capeta mais cedo do que o esperado se bem que quem sofre disso já tem meio caminho andado para o encontro com ele mesmo.

Salvando uma criança de uma asfixia (observação: não recomendado para pedófilos).

A falta de ar (ou a asfixia, bonitamente falando) pode ter vários meios para que se ocorra com sucesso. Entre os mais conhecidos estão práticas que envolvam corridas de longas distâncias, natação e outros esportes que necessitam de muito preparos físicos (ou seja, TODOS!), incluindo até mesmo a "correndo de mulher feia". No caso das corridas, sempre que elas terminam, aquela recuperação de fôlego no final sempre se faz necessária, afim de se recuperar o ar que saiu do corpo muito rapidamente, sendo que tem casos de pessoas que se esforçam tanto que chegam até a cair por causa do esforço feito, por isso nunca corra. Na natação sempre o esforço é redobrado, já que embaixo na água ninguém se respira (a não ser que você seja uma sereia ou coisa do tipo), sem falar que a natação trabalha com todos os músculos do corpo e em meio aquoso, o que corrobora (corroborar = ajudar, ok?) para uma aplicação de força ainda maior e, com isso, uma maior força na hora da respiração, principalmente em campeonatos, que o cara tem que ser rápido mesmo.

Por esses motivos, não pratique exercícios que envolvam muito esforço físico, pelo menos de asfixia você não morre (ou não). Jogue um truco, damas, xadrez, par ou impar, que são mais saudáveis e melhoram a sua mente. Mas lembre-se também, engodar muito ajuda em mortes por asfixia, ou você acha que o seu coração e seu pulmão conseguem funcionar direito com aquele bando de banha sendo jogado contra eles quando você está dormindo, ou coçando o saco em uma rede? Se nem o seu "amigo", que fica fora do seu corpo, funciona com aquela barriga, ainda mais os que ficam dentro do seu corpo. Faça uma dieta balanceada, só isso. Pois se for para não ficar cansado, com risco de perder o ar e sofrer uma asfixia, lembre-se que até sexo deixa quem os pratica com falta de ar (mas é uma falta de ar bem gostosa), por isso somente o esporte sexual é apoiado nesse artigo (e que esteja dito que sexo também emagrece, ok?).

E a sentença é... Morte por asfixia[editar]

Como já dito acima, a asfixia também já foi um método de tortura e de morte em muitas épocas, atualmente, se ainda a usam, é mais para se obter confissões de prisioneiros, já que a falta, mesmo que momentânea, de ar é quase como se encontrar com a morte e a ouvir chamando-nos para o seu lado (MWAHAHAHAHAHA!). Vejamos agora, como é que os carrasco resolviam aplicar a asfixia em sua vítimas, ou como algumas pessoas resolviam (e ainda resolvem) aplicar o próprio fim em sí mesmo:

Imagem A Tortura O que faz?
Waterboard3-small.jpg Afogamento Nossos ditadores adoravam essa. Sabendo que dentro da água nenhum humano respira (ORLY?), trazia-se um tanque com água e colocava-se a cabeça do condenado dentro dela, fazendo o movimento de "vai-e-vem", até que ele resolvesse confessar alguma coisa, ou morresse de uma vez. Com a entrada de água pelo nariz e boca, o ar que ainda ficava um pouco dentro da vítima era totalmente encharcado e inutilizável, ou ela confessava de uma vez, ou morria logo (das duas uma). No Pau de Arara, essa prática era ainda mais divertida usada, já que não tinha como a pessoa prender a respiração, pois seu nariz não tinha como ser tapado, já que ficava voltado para cima. Para alguns suicídas, o melhor era se amarrarem em pedras e se lançarem no mar (bem idiota isso).
Lego-enforcamento3.jpg Enforcamento Na forca (de preferência em corda curta, já que na longa a morte era quase imadiata), o enforcado ficava com o cordão de sisal até que o seu ar acabasse por completo, se debatendo até a morte. Naturalmente que não era nenhum pouco legal de se ver essa cena, já que ela também era conhecida como uma "morte suja", pois ele perdia todo o controle de sua "válvula de escape", podendo chegar a se borrar todo durante a execução. Diferentemente da primeira, nessa execução o destino de morte não era interrompido, sendo que, a partir do momento que o condenado usava o forca ele só tinha dois destino: ou o céu ou o inferno (bom, o purgatório também pode valer, caso você acredite nele). Judas Iscariotes sabe muito bem do que eu falo.
Produtotoxico.jpg Envenenamento Dependendo do veneno (e da potência dele), o fluxo de ar pode ser interrompido por aquele que injere a "sustância" mortal (principalmente aquelas com a caveira desenhada no rótulo), vindo a óbito de uma forma quase que automática. Venenos pra ratos tem esse princípio ativo, por isso que ele sempre ainda caminha um pouquinho antes de morrer de vez, pura supressão do ar, para que se perceba que esse veneno atinge rapidamente o seu objetivo, sem muita frescura. Romeu (o cat da Julieta) conhece muito bem essa parada, já que, depois que a sua gostosa fez a sacanagem com ele, dizendo que estava morta, ele resolveu beber um veneno e morrer junto com ela (pô, sacanagem Julieta). Ainda bem que depois ela se matou também, só pra compensar o cara.
DSC04308.JPG O Saco Talvez a pior asfixia que se possa sofrer é a com ajuda do saco, um instrumento atual, feito de polietileno (eu acho pelo menos que é disso), que todo mundo utiliza em seu cotidiano, mas que poucos sabem de sua alta periculosidade. Capitão Nascimento (sabiamente) nos mostrou a eficácia de tal objeto, afim de conseguir confissões de onde o Baiano (o traficante, não o povo preguiçoso, ou não) de escondia. Colocando o saco na cabeça do condenado à prática, o fluxo de ar é totalmente suprimido, já que o saco impede a circulação de ar, tanto de dentro pra fora, quanto de fora para dentro, já que as molécular do plástico são bem mais unidas dos que a de um saco de pano, ou de papel, por exemplo, que permitem uma circulação de ar melhor. Se deixado por muito tempo, é morte na certa.
Ayamine Kei atacando.jpg Sufocar com os Peitos Olha, de todas as mortes daqui citadas nessa lista essa é a sem duvida a melhor de todas, afinal, que tipo de homem não gostaria de morrer com a cara num par de tetas? Normalmente acontece com casais na hora do tchaca tchaca, pois quando a mulher é muito peituda acaba sufocando o coitado do parceiro e ele morre sufocado e com falta de ar, noticias de mulheres matando marido ou namoro fazendo isso é que não falta na internet. Você pode morrer sufocado com peitos se uma obesa se jogar em cima de você na hora do sexo te impedindo de se levantar ou se alguma femme fatale tiver força suficiente para bota-lo contra a parede usar os melões para te sufocar. Seja qual das duas opções for, será uma morte bizarra, engraçada e GOSTOSA para os punheteiros.

Ver também[editar]