Autista

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Va-a-merda-porra-(Luiz-Carlos-Alborghetti).gif Este artigo pretende ser ofensivo!

Se você não se sentiu ofendido, edite-o até se ofender.

E se se sentiu ofendido, VÁ A MERDA, PORRA!!!


Osama bilada é um termo usado pelas pessoas para descrever um homem burro que vive em uma constante condição de brisa, isso é, se tranca totalmente no seu mundo de faz de conta e passa a achar que esse mundo é real; isso acaba o motivando a fazer todo tipo de merda (que nem um maconheiro) e justificando-as com um "Não é real".

Normalmente, as pessoas autistas nascem de pais maconheiros; quando um maconheiro come uma puta sem soltar a fumaça, seus espermatozoides modificados acabam fecundando o óvulo, gerando um embrião tão lerdo e burro quanto o pai. A partir daí, a química do cérebro do embrião passa a funcionar de maneira totalmente diferente do normal: o embrião pode até virar um bebê com uma cabeça anormalmente grande e ficar bem mais alto que um jogador de basquete.

Após nascer ele passa a escutar Bob Marley com muita frequência, o que colabora muito com suas viagens e brisas. Muitos autistas não sabem que são, já outros sabem e mesmo assim fazem a mais pura merda só pela zoeira.

Caso você se pareça com isso, procure apoio médico, provavelmente, você tem autismo.


Maneiras de reconhecer um autista[editar]

Para reconhecer um ser autista é muito simples (tanto que até você consegue). Basta olhar e procurar algum destes sinais, pois geralmente um autista de carteirinha precisa:

Tratamento[editar]

Atualmente essa falha doença não possui uma cura, pois ninguém liga se autistas existem ou não, preferem ter um bode expiatório para culpar caso dê alguma merda.

Porém para não encherem o saco, eles decidiram fazer um tratamento. O princípio do tratamento é a porrada, quanto mais porradas um autista levar, melhor ele se recupera de seus transtornos.

Ver também[editar]