Brasília Muito Welha

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Dinheiro-kledir 1.jpg Prima, que Victor Hugo autêntico!

Este artigo é rico e seu autor só compra coisa chic. Seus advogados estão de olho em você, então não vandalize! Pobre? Tenho nojo de pobre, tudo o que tem é feito de prástico...

Vamos, meu bem, preciso ir à Milão!

Bismarckpre.jpg Desciclopëdia über alles in der welt!!!

Estä arrtigö é alemon! Issö querr düzerr que seu autorr suschtenta ö gerraçon interra com bratwurst e sauerkraut, serrvidös porr uma fräulein . Non faça scheiße, öu te porremos de quatrro nö Berliner Mauer.

Carro de rico? Só se for no mundo subdesenvolvido.
BMW equipada com lança-chamas pra tacar fogo em quem compra na concorrência.

Cquote1.png Você quis dizer: Motor de Marea? Cquote2.png
Google sobre BMW
Cquote1.png E aí patrão, veio fazer o BBB? Cquote2.png
Mecânico sobre BMW.
Cquote1.png Essa moto eu comprei, sinhô! Por 15 mil aqui na quebrada, eu sô trabaiadô, sinhô! Cquote2.png
Favelado no enquadro sobre S1000RR.
Cquote1.png Parece um Volkswagen... Cquote2.png
Volvo sobre BMW.
Cquote1.png Acabamento e motor ruim. Cquote2.png
Mercedes-Benz sobre BMW.
Cquote1.png Manco! Cquote2.png
Audi sobre BMW.

A Bayerische Motoren Werke (ou em português, Fábrica de Salsichas da Baviera), abreviada em BMW, é uma empresa automotiva de carros e motos que também atua na Fórmula 1, sob a alcunha de BMW Sauber F1 Team ou algo assim.

É caracterizada por fabricar carros esportivos de alto desempenho, motivo pra se ter tanta peça de BMWs nas oficinas.

História[editar]

BMW TI 2002 1973

Foi fundada por Karl Rapper e Gustav Otto como uma empresa de motores de aviões, sendo uma das principais fornecedoras de jatos esportivos da Al Qaeda. Como fabricava em massa para o Bin Laden, participando ativamente dos terrorismos pelo mundo, foi impedida e proibida de continuar a construir motores de avião. Seu símbolo representa a bandeira do estado do Rio sem brasão um hélice girando com o céu ao fundo.

Características[editar]

BMW conversível

A BMW sempre foi conhecida por produzir carros esportivos e de alto desempenho, como já foi dito antes. Seus carros não são banheiras grandes que não conseguem entrar nem no seu orifíco nadegal, como os Chrysler, mas também não são nada do tamanho do seu órgão sexual, minúsculo. Na verdade boa parte de seus modelos são automóveis de tamanho médio, nem muito grande, nem muito pequeno, para não doer na hora que entrar. Como você não pode ter um, é um carro de alto luxo, podendo se comparar com os Volvos e Mercedes da vida (dane-se a Audi, faz apenas carros carroças da Volkswagen melhoradas, coisa que não é muito difícil, melhorar um Volkswagen). Seu design não é quadradão como os da Volvo, mas sim bem agressivo, com características marcantes, como a grade dupla em forma de rins (WTF?). Seu conjunto mecânico se caracteriza por ser um dos mais confiáveis ao lado do Fiat Marea, é comum ver jovens se fodendo pra pegar uma E36 por R$35 mil, ela quebrar no segundo mês e o conserto dar 1/4 do valor.

Pré-requisitos para ter um[editar]

Até o dono de um jegue da BMW atende os requisitos ao lado.
  • Dinheiro;
  • Muito dinheiro;
  • Quanto mais dinheiro melhor;
  • Alto nível de inteligência para saber mexer no iDrive;
  • Ser formado em aviação (também para saber mexer no iDrive);
  • Mais dinheiro, para poder pagar o seguro, pois pode ter certeza que o carro vai bater no primeiro poste;
  • Não ser mulher. Segundo a empresa, existe uma lei universal chamada Lei de Atração por BMW que diz que toda mulher se sentirá atraída por um marmanjo que tiver uma BMW e é por isso que tanto escravoceta compra, logo, uma mulher possuir um BMW é um paradoxo espaço-temporal de grau máximo. É claro, nada impede uma mulher de ter um, mas caso ocorra, vai desapontar a BMW...
  • Dinheiro (sim, maaaais) para pagar o concerto do prejuízo que a mulher (ou namorada) der batendo o carro ou você mesmo, sua mula;
  • Um mecânico brother que troque as bombas, bicos e bobinas 3 vezes ao ano (o famoso BBB de todo BMW);
  • Não usar a seta (requisito principal nos EUA).

iDrive?[editar]

Vai sentando, vai sentando...

Não, não é um pen-drive da Apple, ou uma continuação canônica de iCarly pra esquecer que Sam & Cat existiu, muito menos um emulador de Mega Drive para Mac OS. O iDrive é um dispositivo em forma de bastão ereto que serve para regular as informações de todo e qualquer BMW. Ele parece a marcha do carro, inclusive deve ser mesmo, não sei, não tenho BMW logo, não transo... Bom, caso seja, deve ser mais duro de tirar do lugar, por isso é importante ter a formação de piloto de avião, para mover a marcha com a mesma carga dramática de um avião caindo.

O iDrive regula vários mínimos detalhes inúteis, desde a iluminação do painel até a regulagem da suspensão, dependendo do modelo. 90% dos emos ricos que compraram BMWs disseram que o iDrive influenciou consideravelmente na compra de suas carroças. Talvez tenha sido isso que causou a extinção dos emos em 2010...

Modelos atuais[editar]

BMW Series1.jpg Série 1 É um hatchback para concorrer com o Volvo v40, Mercedes Classe B e o Audi A3, mas a única vantagem mesmo é ser um BMW, pois quando se conduz um, tem-se a impressão de que o carro a ser conduzido é um Polo ou Golf mk4, já que é o típico carro alemão com conforto básico, apesar de ter aparência de luxo.

É banalizado nos países europeus (usado num carsharing chamado DriveNow), mas no Brasil é "top" e atrai Maria Gasolina. As versões diesel comercializadas na Europa são tão barulhentas quanto uma Sprinter, mesmo quando novos. Mais recentemente, foram introduzidas na linha Série 1 a versão cupê e a versão conversível. A única versão verdadeiramente legal é a 1M, mas não é porque é o mais simples que é ruim. Pelo contrário, não deixa de ser um BMW.

Na sua segunda geração, perdeu a tração traseira e agora é feito em uma plataforma derivada dos Mini, o que levou a BMW a fazer a Série 2.

Sem imagem Série 2 Feita para manter alguns dos modelos da geração anterior em fabricação. No entanto, esta série é completamente confusa, já que os sedãs da série (dafuq) tem tração à frente, os cupês tem tração traseira, e ambos podem ser equipados com tração integral.

Oh, não falemos da minivan.

BMW M3 E92.jpg Série 3 Provavelmente você vai compar um 1999, para dizer que tem um BMW, A BMW popular. O 10º carro mais vendido atualmente na Europa. É o mais vendido da BMW, mesmo não sendo o mais barato. Disponível nas versões sedã, perua (ou o da tua mãe), cupê, conversível e "M", que é a divisão super-esportiva da BMW, a Motorsports. Resumindo, a Ferrari de pobre, ou não... Concorre com Mercedes Classe C e Audi A4 (que não passa de um Volkswagen Passat modificado com interior mais de luxo), além de estrangeiros como Jaguar XE e Alfa Romeo Giulia. A suspensão é dura pra cacete, ao ponto de você bater a cabeça no teto ao entrar numa rua de paralelepípedo. O estilo do carro emplacou, tanto é que podemos ver que carros mais simples como o Honda City tenta descaradamente copiar sua traseira. Parece um carro grande, mas atrás é apertado, ao ponto de uma viagem em cinco pessoas (duas na frente e três atrás, seu animal) se tornar incômoda. Não é tão gastona, apesar de andar bem (bom para aquele pobre que gastou toda a grana em uma e mal dinheiro pro combustível tem).
Sem imagem Série 4 Por algum motivo, separaram alguns modelos da série 3 para criar uma nova série, porque a BMW achou necessário criar uma série completamente nova e sem sentido para que pudessem quebrar a cabeça dos seus consumidores e obrigarem Audi e Mercedes a fazerem uma cagada similar em suas linhas.
Hamann m5.jpg Série 5 Aí já começa a melhorar um pouco. Carro de luxo bem considerável, está entre a Série 3 e a Série 7. Em seu lançamento, esse carro foi fortemente criticado pelo seu estilo, principalmente da traseira, que os fãs acharam muito grande e sem harmonia com a frente. Foi uma das primeiras reestilizações do ex-designer Chris Bangle, filho da puta principal designer da marca na época, que foi demitido. O modelo tem a versão perua, sedã, e Motorsport. Concorre com a Mercedes Classe E, Audi A6 e com os Volvos S60 e S80 (aqui a BMW é tão forte que a Volvo precisou pôr dois modelos para concorrer)
Hamann m6.jpg Série 6 Um cupê esportivo e grande, diferente do seu. Se iguala a Série 7 em nível de luxo, is the best, le grandé. Sua versão da Motorsports dispõe de um puta motor de 507 cavalos de potência, além de um burro no volante. Concorrente da Mercedes Classe S cupê, e owna o Audi A5. Apesar de ser um cupê, também está disponível em versão de quatro portas, porque quando a Mercedes fez o CLS, vendeu pra caralho e como toda marca alemã premium tem que seguir o que as outras duas fazem, a BMW também fez seu cupê de quatro portas, seja lá o que isso signifique.
Bmw Serie7 2009.jpg Série 7 A top de linha. Dispõe de todo luxo que você quer e pode imaginar em um carro, desde massageador nas costas além do iDrive para sentar em cima! Concorre com a Mercedes Classe S e Audi A8. Pena ser feio pra cacete, por isso só está disponível apenas na versão sedã. Praticamente o único modelo da linha em que a esportividade nunca sequer entrou em foco.
Sem imagem Série 8 Mais um cupê de luxo que representa, teoricamente, o auge da esportividade e luxo da BMW. Concorre com o Mercedes SL e Volvo S60
Sem imagem X1 SUV mais compacto ainda. É a Bimmer dos funkeiros de ostentação (que acham que podem ostentar com um carro de 165 mil...). Vende bastante, ao ponto de dar a ideia para que a BMW construa uma fábrica aqui no Brasil só para ela, Assim, baratearia os custos de produção. É concorrente de Audi Q3, Mercedes-benz GLA, Ford Edge, Nissan Qashqai, Dodge Journey, Fiat Freemont (!), Toyota RAV4, Honda CR-V, VW Tiguan, Ssangyong Korando, SAAB 9-4X, GM Captiva, Opel/Vauxhall Antara, Land Rover R.R. Evoque, Peugeot 3008, Mitsubishi ASX, entre outros.
BMW X3 3 0si 45.jpg X3 SUV compacto da BMW. É a mini versão da X5. Mais nada a dizer sobre ela aqui, de tão inútil que é na linha. Concorre com a Mercedes GLK, Audi Q5,Land Rover Freelander e Volvo XC60.
2006.bmw.x5.jpg X5 SUV médio de alto luxo. Foi o primeiro utilitário esportivo da marca. Depois vieram oas europeus (para não dizerem alemães, pois a Volvo é sueca) Volvo XC90, Audi Q7, Porsche (até a Porsche!) Cayenne... Na verdade, a paga-pau foi a BMW, pois já existia a Mercedes Classe M, ou não.
2009-bmw-x6.jpg X6 SUV que acha que é um Coupê da BMW (Pra quem não sabe, Coupê é um tipo de carro esportivo). Depois da Mercedes-Benz CLS ser um Sedan e acha que é um Coupê é a vez da BMW X6 que é um SUV se achar que é um Coupê, mas na verdade o X6 não passa de um Liftback offroad. Falando agora do veículo, é um carro muito caro, de muito luxo de carro de rico (rico mesmo!). Com inveja da BMW e sem criatividade nenhuma, os engenheiros da Audi fizeram uma imitação parecida e gambiarrenta com a BMW X6. É o Audi Q6, parece com a frente de um Audi TT e traseira de A4. Compete com Land Rover Discovery e Mitsubishi Pajero.
Mini cooper.jpg Mini Os clássicos mini carrinhos ingleses assaltantes do filme estão sob império da BMW! MWAHAHAHAHAHA!
Rolls Royce Phantom.jpg Rolls-Royce A marca inglesa de altíssimo luxo também! MWAHAHAHAHAHA! É o carro da noiva, e o supra-sumo do luxo automotivo.
Sem imagem Motorrad Subsidiária do Grupo BMW que se dedica a produção de motos, fazia algumas sem graça no estilo da Wayfarer do GTA San Andreas, mas em 2009 lançou a tal da S1000RR, moto de R$80 mil que todo favelado da República da Banânia tem (sabe-se lá como), é o Nissan GTR R35 das motos, devido seus 99,8% de eletrônica embarcada até um macaco treinado consegue bater tempos de pista de motos italianas de grife, e também evita que seus proprietários façam merda e se matem na autobahn brasileira.

Vídeos[editar]

Uma certa pessoa elogiando a BMW

Típico dono de S1000RR e seus costumes exóticos

Quer passar vergonha em nurburgring? Vá de BMW

Ver também[editar]

BMW de pobre chegando atrasado neste artigo.