Bamberg

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Reichtangle.png Desciclopëdia über alles in der welt!!!

Estä arrtigö é alemon! Issö querr düzerr que seu autorr suschtenta ö gerraçon interra com bratwurst e sauerkraut, serrvidös porr uma fräulein . Non faça scheiße, öu te porremos de quatrro nö cörredorr polonës.

Este artigo é um
Patrimônio Mundial da Humanidade.

Pode ser uma ruína, uma cidade
de merda, um matagal abandonado,
mas está protegido!

World Heritage Site logo.png

Leitura recomendada apenas para
pessoas com cultura.

A UNESCO monitora este artigo.


Cquote1.png Algo mais velho do que a Dercy Gonçalves Cquote2.png
Professor de história sobre Cidade Histórica de Bamberg

A Bamberg é apenas uma cidade minúscula nos confins da Baviera alemã, que não desperta nenhuma atenção. Mas ela é um patrimônio mundial apenas porque o povo de lá é preguiçoso a ponto de não fazer nenhuma construção, assim a cidade é a mesma coisa do que era a 700 anos atrás. Não importa o que aconteça, os castelos e edifícios medievais nunca são destruídos.

História[editar]

A construção mais recente de Bamberg.

Mesmo se ela fosse destruída, os habitantes de Bamberg nunca reconstruiriam a cidade. Como nunca houve uma única obra na cidade faz 600 anos, por que agora haveria alguma? A cidade surgiu de um castelo, como toda cidade medieval. Seguindo a típica história de uma cidade na Idade Média, Bamberg cresceu cheia de castelos e catedrais, e mesmo assim ainda era uma cidade pequena. Depois, mais castelos encantados, catedrais, igrejas, catedrais, etc.

Os bispos da região, não se sabe o motivo, decidiram construir um monte de castelos e catedrais gigantes em Bamberg. As obras, por serem imensas, demoraram um tempão para serem completadas, além do trabalho pesado e cansativo. Depois dessa experiência, os moradores de Bamberg juraram que nunca mais fariam nenhum prédio. Hoje sabemos que essa escolha foi idiota, pois lá não existe edifícios, carros, televisões e outras coisas modernas.

Enquanto toda a Alemanha e Europa avançavam no tempo, Bamberg continuava uma cidade medieval em todos os sentidos. Havia mais prisões para bruxas do que para criminosos normais. O método de execução era a fogueira ou a forca, e o carrasco continuava usando os trajes medievais. Todas as pessoas usavam trajes medievais. Tudo em Bamberg permanecia preso na Idade Média. Até os relógios pararam (literalmente).

Até hoje especialistas em física estudam os fenômenos existentes em Bamberg, capazes de distorcer a dimensão temporal e paralisar o andamento das horas, minutos e segundos. A única coisa realmente "moderna" foram umas ferrovias que passavam a 50 Km da cidade. A ferrovia surgiu por causa de uma epidemia entre cavalos, impossibilitando o tráfego de carroças, e só por isso.

Durante a Segunda Guerra Mundial, como Bamberg continuava na era medieval, não foi atingida pelos estragos da guerra (acontecida em 1900 e guaraná com rolha). Bamberg é famosa porque suas cervejas estão entre as mais velhas da Alemanha. As cervejarias Bambergianas tem mais de mil anos. A população continua a mesma do que a de 100 anos atrás. Foi essa parada no tempo que a fez um patrimônio mundial pela UNESCO.