Banco de horas

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Joao Maozinha - RJ.jpg Esty artygo é dy pobry!
Esty artygo é sobry koyzas dy póbry, peçowas póbrys
y o dono taméyn dévy dy sê un pobretãwn do karáy!
Dios1.png Importante! A Igreja Universal quer sua atenção!

Deus quer que este artigo seja ampliado.
Aqueles que o fizerem, serão ajudados pelos seus tentáculos. Os que ignorarem, irão para o inferno pra sempre.
Não seja herege e obedeça a verdade única e divina!


O banco de horas (também conhecido como escravidão branca) é uma forma moderna que os empregadores arrumaram para ferrar com os pobres trabalhadores compensar as infindáveis horas extras que os trabalhadores brasileiros fazem todos os dias para tentar aumentar um pouco o seu salário de fome.

Como Funciona[editar]

O que motiva a existência do banco de horas.
Essa aqui gastou todas as horas do Banco de Horas que podia...

É muito simples. O trabalhador trabalha (óbvio...) oito horas por dia, mais o almoço, mais o tempo esperando o ônibus. Isso 5 dias na semana, mais metade do sabado em alguns casos, para ganhar cerca de 700 reais por mês (quando ganha isso...). Então muitos trabalham domingos, feriados e afins para ganhar mais uns 500 reais no mês. Certo? ERRADO... Hoje em dia é muito mais prático e moderno o Banco de Horas. Com ele, toda hora extra que você faz é guardada lá, para que quando você precisar faltar no serviço, ou fazer uma hora a mais de almoço, ou chegar atrasado porque o trânsito estava horrível, você possa usar. Prático para o empregador, que não precisa pagar mais, prático pra você que pode trabalhar menos. Certo? ERRADO...


As 10 coisas que você deve REALMENTE saber (ou não...) sobre o Banco de Horas[editar]

  • 1º - O nome "Banco de Horas" não é á toa. Funciona igualzinho um banco: Se você tem crédito, não ganha nada. Se estiver devendo, paga em dobro...
  • 2º - O cálculo do Banco de Horas é o mesmo usado com taxas e impostos nas suas contas ou seja, se você trabalha uma hora extra, você recebe em dinheiro UMA HORA e MEIA, ou DUAS, dependendo do dia. Se você tem Banco de Horas, uma hora extra vale UMA hora, não importa quando você fez a bendita hora extra.
  • 3º - O Banco de Horas é realmente um investimento a LONGO PRAZO. Tente pedir pro seu patrão descontar uma hora do seu banco de horas. Provavelmente ele vai dizer que não, porque precisa de você, porque você é um trabalhador dedicado que trabalha 12 horas por dia pra ele, etc...
  • 4º - Não, você não pode vender suas horas para conseguir uma grana extra pra viajar, comprar um carro novo, ou no seu caso, pagar o limite do empréstimo pessoal da sua conta-salário.
  • 5º - Banco de Horas não conta para sua aposentadoria. Afinal, o que mais aposentado têm é horas pra descontar. (Já que dinheiro...)
  • 6º - A menos que você aponte uma arma para seu patrão (e perca seu emprego, e vá para a cadeia), ele vai descontar seus 15 minutos de atraso mesmo você tendo UM MILHÃO de horas pra descontar.
  • 7º - Pense: Se você trabalha em uma empresa que necessita que você trabalhe 12 horas por dia, inclusive aos sábados, domingos e feriados, onde você acha que vai arrumar ma brecha pra descontar as horas que você tem?
  • 8º - Atestado Médico? Hahaha... 8 horas a menos no Banco de Horas. (Dependendo eles descontam até as horas extras que você não fez...)
  • 9º - Ao contrário das horas extras, você é OBRIGADO a fazer horas para o Banco de Horas. (Afinal, eles não pagam mesmo...)
  • 10º - Aquele cara que é parente do chefe não faz hora extra, não tem Banco de Horas e sempre chega uma hora mais tarde e sai uma hora mais cedo. Você acha que essas horas saem do Banco de Horas de QUEM?
Mais um exemplo do que o Banco de Horas pode fazer com você

Quem criou e quando surgiu?[editar]

Não se sabe ao certo, porque a escravidão ainda não acabou (só mudou de etnia para classe social) mas tudo leva a crer que em meados de 1945, quando Getúlio Vargas instituiu um monte de benefícios para os trabalhadores e com isso, criou N-lhões de taxas e impostos, para manter as suas reformas democráticas.

Quem se fode beneficia com isso?[editar]

Você, lógico... Acha que eu vou querer as facilidades e melhorias deste incrível regime trabalhista? Xéeee.... Além disso, os empregadores (esses sim se beneficiam...) deixam de ter um gasto desnecessário, permitindo ao trabalhador brasileiro que ele disponha de um tempo livre para gozar de suas necessidades pessoais.