Battlefield

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Battlefield é um jogo virtual (game).

Enquanto isso, Nemesis esta matando algum S.T.A.R.S.


Batoufieldi
Batoufieldi.png
Logo da série
Gênero Tiroteio e T-BAG
Desenvolvedor Electronic Arts
Publicador Electronic Arts
Plataforma de origem PC
Primeiro lançamento Battlefield 1942 (1942) (2002)
Último lançamento Battlefield V (2018)

Cquote1.png Esse FDP só atira em mim!!! Cquote2.png
Noob revoltado que morre pela milésima vez depois do respawn
Cquote1.png VROGDÁÁÁÁÁÁÁÁÁ! Cquote2.png
Soldado Soviético sobre Battlefield 1942
Cquote1.png LOSSSS, ANGRIFF!STURMTRUPPEN!!! Cquote2.png
Alemão sobre Battlefield 1
Cquote1.png Esse jogo não presta! Cquote2.png
Rede Record sobre Battlefield
Cquote1.png Next time, try to follow my orders Cquote2.png
Commander sobre Battlefield
Cquote1.png QuIxxXx bUnitUxxX o HomixInHo pUlANDOxxx! Cquote2.png
Emo sobre soldado que acaba de pular num POD do APC
Cquote1.png Mediiiiiiiiiiiiiiiiic! Cquote2.png
Soldado europeu após levar um balaço no cu, ou um headshot mesmo
Cquote1.png Você traiu o movimento COD mano! Cquote2.png
Dado Dolabela sobre Jogadores de BF
Cquote1.png No PR não tem isso! Cquote2.png
Jogador de PR após ver qualquer cena ridícula que só ocorre no BF2
Cquote1.png Headshot é melhor que sexo, mano! Cquote2.png
Jogador de Battlefield sobre Battlefield

Battlefield é uma série de jogos desenvolvida pelos nerds profissionais da Dice (se eu dice, é porque é verdade) e distribuídos pela Electronic Arts. A franquia é famosa por tentar fazer Call of Duttys melhorados, e vai tentando fazer isso lançando vários jogos cheios de expansões e DLCs, porém nada além do normal: Uma arminha ali, um carrinho ali, e um objetivo de levar aos idiotas sem vida seus jogadores o limite da utopia experiência de guerra.

Jogos[editar]

A série Battlefield sempre foi elogiada por seus gráficos.
  • Battlefield 1942 - Primeiro jogo da série, se passa quando tua avó era gostosa e Hitler liderava o movimento Emo. Baseado em fatos reais, Hitler quis dominar o mundo e tal, mas o Tio Sam, que adora uma confusão, entrou no meio graças aos japoneses, aí veio a Mother Russia, etc e tem os franceses viadinhos tomando no cu a guerra toda. Aí, no meio disso tudo a Electronic Arts resolveu criar seu próprio Call of Duty, mas ele ficou muito bugado e lagado porque o desenvolvedor tomou um Headshot enquanto tava fazendo o jogo. Nele tem os japoneses (com direito a "oim puxado"), alemão (loirinho, de olhinhos azuis), americanos e ingleses (os dois iguais), etc. Não havia personagens negões no jogo, o que o faz ser classificado como racista, obviamente. Se você ainda tem seu BF 1942 e suas expansões de Roma e Armas Secretas, você se fudeu! Praticamente não existem mais servidores de BF 1942 e servidor brasileiro só existe o Terra, onde um bando de desocupados e pobres, que não tem um PC potente para jogar os outros jogos da franquia, passam o dia jogando como se estivessem jogando CS ou Unreal Tournament e explorando os bugs do jogo, só querendo frags para aparecer no ranking do Terra, isso faz estes nerds perdedores se sentirem importantes na vida. Esqueça Midway e outros mapas que tenham navios, esses noobs do Terra não manjam de estratégia e não jogam mapas onde se exige um pouco mais disso para ganhar.
  • Battlefield 2 - Para continuar imitando COD, que começou a usar cenários modernos, Battlefield 2 se passa no século XXI. O jogo se passa quando o Tio Sam resolveu atacar os árabes, aí os chineses entraram no meio, e tal. Nele você joga em mapas com tempestade de areia, ambientes muito úmidos, a favela da rocinha, entre outros, também tem uns jeeps muito loco que pegam fogo se tomar dois tiros, sai fumaça do capô e você não vê mais porra nenhuma. Já os tanques são outra conversa, se você encontrar uns otários de bazuca ou um tanque inimigo, mande chumbo antes que você tome um coro danado. Tem também uns barquinho de pesca que ninguém usa. E por fim, os helicópteros, dos quais você precisa treinar com Jet Lee para acertá-los com a maldita bazuca, se você quiser bancar uma de muleque especial mandando chuva pelo helicóptero na dificuldade hard, tu tá fodido, malandro! O pessoal da favela mete bazuca e te manda pro inferno rapidinho! Possui as melhores músicas que o resto dos jogos. Embora não tenha nenhuma expansão, esse é um dos únicos jogos estilo FPS que vale a pena comprar hoje em dia, então pense bem antes de comprar qualquer bostinha que você encontra na 25 de Março.
  • Battlefield 2142 - Se passa quando a Terra vai pro saco e a União Européia e o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento Coalizão Pan-Asiática) assumem o controle da galáxia. Na verdade, o motivo da guerra é de que o PAC queria sediar o PAN do Rio 2007, aí a União Européia não quis, e aí acabou virando guerra. Neste ano, há alta tecnologia. Há um robô grandão que rebola que nem dançarina de forró e mata um cara só com o pé. Porém, os carros, incrivelmente, não possuem retrovisores. Ande atrás de um carro dando ré e você bate as botas, sendo que nem o médico pode te salvar.
  • Battlefield: Bad Company e Battlefield: Bad Company 2 - Jogos que se passam em um incrível cenário em que você deve buscar uma arma esquisita que faz tudo parar no mundo (???), inclusive as máquinas caça-niqueis adoradas por seu capitão. Com grande fúria, seu esquadrão enfrenta inimigos vesgos e treinados pelas FEA (Forças Especiais Acreanas) inclusive aquele general careca do jogo. O incrível multiplayer conta com quase NENHUM LAG, veículos destruídos até pelo toque e paredes de papelão. E não existe NENHUMA probabilidade de você encontrar hackers!!!
  • Battlefield 3 - Já que todo mundo estava migrando para o Call of Duty Modern Warfare, a EA resolveu logo fazer uma cópia melhorada do jogo. Colocaram 156.114 armas a disposição, camper pra tudo que é lado e veículos feitos de papelão de tão fracos. O tema de Segunda Guerra Mundial foi esquecido pois os Estados Unidos da América estavam precisando de mais jovens treinados em armas modernas e a garotada gosta de saber que se quiser jogar na vida real é só passar em um supermercado, comprar uma arma que ele já esteja acostumado no jogo e entrar em uma escola. Além de um pack Premium, que custa mais 100 mangos pra poder matar sem acertar os tiros, ter granadas inteligentes que perseguem os inimigos e também balas que fazem curvas. Mas é necessário você ter o Bugfield 3 original, que custa 100 mangos. Ou seja, você tem que gastar 200 mangos pra poder jogar sem arremessar o monitor pela janela.
  • Battlefield 4 - Só um DLC de Battlefield 3 que ficou tão grande que resolveram criar como se fosse um jogo novo.
  • Battlefield 1 - Percebendo que lançar um jogo chamado "Battlefield 1942 2" seria excessivamente bizarro na nomenclatura, a EA decidiu lançar um Battlefield 3, se passando em 1942, com esse número 1, para confundir qualquer um sobre qual jogo foi lançado primeiro ou depois ou em que época ocorre. Depois de muitas discussões e demissões no escritório da Dice, um imbecil decidiu fazer um jogo baseado na primeira guerra mundial (guerra que nem o maluco que editou esse artigo sabia sequer que existia). Embora tenha sido rejeitado e o sujeito que sugeriu o tema tenha sido morto, acabaram lançando essa porra de jogo aí. Não jogue esse jogo esperando trincheiras, Gewehr 98's ou Lebels 1886's, pois a única coisa que verá pessoas utilizando serão Hellriegel's e SM 08/18, que nem chegaram a ver uma batalha sequer na primera guerra mundial, nem do papel essas porras saíram. O dirigível está ali apenas para fazermos igual o Hindenburg.
  • Battlefield Hardline - Um jogo bem merda que foi criado às pressas para ser lançado aos recém criados PS4 e Xbox One. Como foi criado nas coxas e o resultado final foi um FPS muitíssimo genérico, a EA desesperada, numa inovadora e audaciosa estratégia de marketing, chamou o Roger do Ultraje a Rigor para dublar o protagonista e entregar a pior dublagem de todos os tempos da histórioa dos videogames, atraindo assim a tenção que o jogo normalmente não teria.
  • Battlefield V - A essa altura da franquia, nem tente entender a lógica dos números dos jogos, mas uma coisa é bem nítida sobre o vigésimo sétimo jogo da série que definitivamente não é o quinto, é só um fps genérico, um BF3 com gráficos melhores e menos saturados (nem tanto). E com um leve toque de feminismo. E é claro que não poderia faltar a porra do battle royale (tomara que essa modinha merda acabe logo) que neste é chamado de "firestorm" ou traduzindo do ingrês "tempestade de fogo", que é meramente um battle royale genérico em primeira pessoa.

Jogabilidade[editar]

Os jogos de Battlefield são todos de FPS genérico, ou seja, você é um carinha (que parece que está com um vibrador atochado no cu por não conseguir pular mais do que uns 20 centímetros de altura) que carrega uma arma com bandoleira (já que fez 20 anos de curso) e tem que metralhar qualquer um que se mova (que não tenha tracinho azul mostrando que é amigo). A inteligência artificial continua estúpida, os amigos ficam entrando na frente tomando seus tiros, e os inimigos só são difíceis nas dificuldades superiores porque te matam com um tiro no pé, não por qualquer estratégia que possuam.

O que melhor chama a atenção na série são os veículos disponíveis. De jeeps caindo aos pedaços até aviões a jato. Dentre todos os veículos utilizáveis, sejam terrestres, aquáticos ou aéreos, o que é comum a todos é o seu controle nada intuitivo. Ao dirigir carros e tanques toda hora estamos batendo como se tivéssemos Mal de Parkinson, e pilotando caças ou helicópteros a vontade é de vomitar com aquela tela girando sem parar.

Online[editar]

Como o jogo é norte-americano, ele não foi preparado para internet de um país como o Brasil. Portanto, você irá jogar com um lag danado e irá morrer ao tropeçar numa pedrinha no chão. Quando você jogar qualquer partida online em qualquer Battlefield, você não joga, você aperta o botão e reza para que seu tiro chegue no inimigo 2 segundos depois que você atirou, necessitando-se ter alto domínio de matemática para realizar esses cálculos.

De acordo com os requisitos mínimos de sistema, o jogo pede em média uma internet de 1000 kbps para que se possa jogar online, o que é verdade, pois com essa velocidade você poderá entrar em qualquer servidor e cair logo depois, e acontecerá um erro fatal no jogo. Se você usa o Win XP, a tela azul da morte aparecerá e se você usa Win Vvista, a tela vermelha da destruição aparecerá.

Patches[editar]

Os patches do Battlefield são conhecidos por sua inutilidade, pois você terá de baixá-los para rodar o jogo online e nada mudará com relação à jogabilidade, com exceção a um incontável número de novos bugs criados. E de capacidade de elevar a experiência de jogo ao limite, provocando no usuário epilepsia, câncer, ebola, morte e muitas outras coisas.

Rádio[editar]

Perceba o que bots falam nos jogos:

Atacuia metó panzicion
Tene chinchuin, chin chun chin chaua tchi chun, ralk!
Bijão
Ola ta rudge, ala ta rudgela
OOO ta legado hananana
deu loooost
alezamzá blablebláblem!
roge thati
furmig shout!
sentó umhééééé!
ablánozohein, ablánozohein, no trem!
dundoi oin dandaú!!!!!
Ahdoor farinhaahh... ahhdoooro tammbyem mel saphato!
Iel claç vo mijjar jhaá
Gúpula... Cúpula!
Rala rola iguale marmôta!
mothafoka!!!bich!!!
ahlamahtic,plahant rara!
chinckonhue,kinkin pom jon
kölnstrrapaonsjjnika
teinh forrur
opustra simmmm oub raute!!!!
ei ei viocol ispatedi
julude balbahdi estemalhi
daaaaahada male ohoukkka
ahange basd hiiiiiiiiiiiiiiiiifffww

Punkbuster[editar]

O Punkbosta Punkbuster é uma menina levada da breca um programa desenvolvido diretamente para que cheaters filhos-da-puta entre outros idiotas que não conseguem jogar sem usar hacks não possam utilizarem-se de artifícios como bitch glitch, hacks, dentre outros para lesar os nerds viciados outros jogadores deste incrível jogo.

Para que nunca houvesse problema de cheat, a desenvolvedora do jogo, a EA, sempre lança uma atualização para este programa maldito desgraçado que kika qualquer um mesmo que não seja cheater, porque ele funciona muito bem, fazendo com que este esteja sempre fodido e precisando de atualização sem deixar você jogar, e em raros momentos, funcionando perfeitamente. funciona muito bem, mas só quando está de bom humor.

v d e h
BattlefieldLogo 2.png