Biguaçu

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Luís Henrique da Silveira.jpg Se quésh quésh, se non quésh, dish!

Este artigo é catarinense! Já entrou em coma alcoólico na Oktoberfest, sabe o que é boi-de-mamão, tem um poster do Guga e pensa que é alemão!

Venha para o lado barriga-verde da força você também!

Gnome-searchtool blue.png Biguaçu é uma pequena cidade desconhecida.
Você pode estar perdendo seu tempo à-toa ao ler sobre essa joça.
Na União Soviética, a cidadezinha não conhece VOCÊ!!

Sciences de la terre.svg.png
NewBouncywikilogo.gif
Para aqueles sem senso de humor, os espertalhões da Wikipédia têm um artigo (pouco confiável) sobre: Biguaçu.

Biguaçu é um município brasileiro do estado de Santa Catarina.

Faz a divisa a oeste com o município de Antônio Carlos,e ao seu leste se localiza o Oceano Atlântico, existe uma lenda que quem morrasse nesse lugar e andasse para o leste ia se afogar(meio esquisito...)

Uma cachoeira popular do local, dizem que os pescadores são capturados por sereias aí

Situada entre os dois maiores portos catarinenses, Itajaí e Imbituba, e é o o município mais próxima da capital, além de ter saída(ui!) para o mar, sem contar na facilidade de acesso, já que a BR-101 que era um ninho de acidente foi duplicada após o prefeito ver que o povo não deixava ele em paz, e a BR-282, que liga a capital catarinense ao interior do estado fica a apenas 12 km de distância, por via duplicada e de fácil acesso, sendo assim o prefeito não gastou muito e ainda grantiu dinheiro para fazer a viagem á Nova Iorque e comprar um castelo no interior.

Esta área é de 324 [...] km².

Demografia

Composição populacional

De acordo com a pesquisa do censo em 2000, 89% da população declarou ser branca e 5% pobre negra. Com essa suruba de etnias o munícipio é um luso-açoriana, mais ninguem sabe como esses negões foram parar lá se essa terra foi coloizada por alemães. Com isso a agricultura virou a fonte de renda das pessoas que vivem neste lugar, a cidade é uma grande suruba entre italianos, portugueses, alemães e africanos. A cidade é um ponto turistico por sua diversidade etico-cultural, no munício ainda existe uma tribo canibalista indigena Guarani que moram aí antes mesmo da Cabra descobrir o Brasil.

Desenvolvimento populacional

Sua população em 2008 era aproximadamente em 0 55.666 habitantes, isso prova que desde quando nunguem sabia dessa cidade e até hoje que também ninguem sabe dessa cidade ela evoluiu um pouco. Com isso a cidade teve que gastar um pouco mais do bolso do prefeito para crescer, anulando a compra de um castelo pelo prefeito no interior do esteado, esse município é mais um das centenas que ajudam a capital devido á corrupção do prefeito. O munícpio atrai pobretões que não tem muito dinheiro vão comprar cassas com pouca estrutura que podem cair em uma misera chuva. A cidade apresenta pouca característica urbana, pois seus bairros se articual em torno de uma BR, fazendo acidentes todo dia, um ótimo jeito de eliminar pobres. E também pela agricultura que acaba com o espaço urbano da cidade, assim fazendo uma terra somente de caipiras. Algo normal no Brasil.

Economia

Um sítio que somente os ricos da cidade possuem

A economia do município até 1970 dependia principalmente da agricultura, pecuária e pesca, pois como sabem é uma cidade de caipiras e cidade de caipiras vivem do caipirismo. Atualmente,a indústra é um forte meio de ganhar dindim pois gera empregos pra caramba, junto com um comércio em expansão. O município dispõe de péssimas boas áreas para instalação de plantas industriais e conta com acesso ao gás natural, que promete dar muito dinheiro para o povo pois possui uma distribuidora da Petrobrás. A agricultura também ainda é representativa. A pesca atualmente é insignificante, pois ninguem têm dinheiro para comprar isca, ainda praticada a nível apenas artesanal, embora o município tenha um potencial hidráulico considerável; que vivem de plástico e a indústria alimentícia. A agricultura produz principalmente plantas para jardinagem, com destaque para a produção de gramas e palmeiras, além da produção de verduras para o comércio regional.

Educação

O município de Biguaçu conta uma péssima rede de ensino fundamental e médio. A prefeitura não tem hábito de de garantir transporte escolar para as crianças pobres e somente os filhinhos de papai. O município nos últimos anos teve uma boa expansão da oferta de cursos profissionalizantes em capirismo destinado ao mercado de trabalho regional. Possui ainda um campus universitário, com mais de uma dezena de cursos tradicionais, mantido pela UNIVALI, particular. Também conta com a proximidade das universidades públicas de péssima qualidade na capital Florianópolis, como a UDESC (estadual) e UFSC (federal), esta última entre as 5 piores do país.

Meio Ambiente

Lixo é a única coisa que se pode encontrar em Biguaçu

O município fica em uma região onde a mata atlântica predomina, embora hoje esteja restrita a morros ou pequenas areas residuais. O descaso com o meio ambiente é grande, devido á falta de ONGs devido á pobreza do lugar, assim como no resto do território brasileiro. O município ainda não possui rede de tratamento de esgotos, que faz com que praticamente todos os rios e o litoral marítimo estejam poluídos. Não há reservas ambientais ou plano de prevenção à ocupação desordenada do solo. Devido a forte especulação imobiliária, espaços verdes diminuem rapidamente. O município também deve encontrar dificuldades no abastecimento de água potável no futuro próximo, já que praticamente toda água consumida no município vem de outras cidades, aliando-se ao alto crescimento populacional da região, embora o potencial hidríco seja considerável, faltando apenas sua proteção e saber usuar devido á alguns ignorantes.