Club Atlético Boca Juniors

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
(Redirecionado de Boca Juniors)
Ir para navegação Ir para pesquisar
Irracionais.jpg Essi artigu é faveladu!

Nem por isso tá involvida cum droga, putaria ou ladruagi!

Aqui nóis é treta mano!


Club Atlético Boca Juniors
Escudo do Boca Juniors.png
Brasão
Hino Eliminando brasileiros
Nome Oficial Club Atlético Boquete Juniors
Origem Buenos Aires, Argentina
Apelidos Bostas Bosteros, BOKE
Torcedores La mitad más uno de Bolivia
Torcidas La 12
Fatos Inúteis
Mascote Boca (?)
Torcedor Ilustre Maradona
Estádio La Bombonera
Capacidade 57 mil bolivianos
Sede Buenos Aires
Presidente Um cara aí
Coisas do Time
Treinador um boneco de Carlos Bianchi.
Pior Jogador da história Nuvola apps core.png Tévez?!
Melhor Jogador da história Crystal Clear action bookmark.svg.png Riquelme
Patrocinador Qatar Airways
Time
Material Esportivo Jodidas
Liga Campeonato Argentino
Divisão Primera División
Títulos 6 Libertadores e 3 Mundiais
Ranking Nacional Primeirão
Uniformes Uniforme Boca Juniors.png
Uniforme Boca amarelo.jpg



Cquote1.svg Você quis dizer: Boquete Juniors Cquote1.svg
Google sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Você quis dizer: Boquita el más grande papá Cquote1.svg
Google sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Na União Soviética, a Libertadores ganha VOCÊ!! Cquote2.svg
Reversal Russa sobre Boca Juniors
Cquote1.svg GOOOL... do boca!... Gol, do boca. e é penalti, penalti para po boca -.- PEEEEEEEEEEERDE o penalti Palermo, mas o boca ainda é campeão da libertadores -.- Cquote2.svg
Galvão Bueno sobre Empolgação no título do Boca Juniors
Cquote1.svg Boca sho te amo, siempre te sigo a todo lado de corazón Cquote2.svg
Hino nacional argentino de acordo com os torcedores do BOKE
Cquote1.svg Legal, agora paga um boquete aqui! Cquote2.svg
Técnico do boca juniors sobre cada vez que eles ganham um jogo
Cquote1.svg La propina, La propina!! Cquote2.svg
Policial argentino sendo comprado com uma coca-cola
Cquote1.svg Se encontramo na final Cquote2.svg
Gremista sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
São Paulo sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
Milan sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
Fluminense sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
Velez sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
River Plate sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
Independiente sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
Corinthians sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
Santos sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
Palmeiras sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Perdedores Cquote2.svg
Flamengo sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Adogo!! Cquote2.svg
Gremista sobre perder a Libertadores para seus machos
Cquote1.svg I win Cquote2.svg
Santos sobre Club Atlético Boca Juniors, na década de 1960
Cquote1.svg I win Cquote2.svg
Club Atlético Boca Juniors sobre Santos, em 2003
Cquote1.svg Me too Cquote2.svg
Once Caldas sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Quando eu morava na Argentina,eu era uma torceda do Boca eu era uma Boquete! Cquote2.svg
Charlotte sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Tu quis dizê Boça Juniors, né meu? Cquote2.svg
Boça sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg La pregunta? Cquote2.svg
Tevez sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Muito prazer, somos o Fluminense! Cquote2.svg
Torcedor educado do Fluminense
Cquote1.svg Vim torcer pro boca tomar no cu, a Bombonera é o meu pirú!!! Cquote2.svg
Torcedor menos educado do Fluminense
Cquote1.svg GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOLLLLLLLLLLLLLL DO BOCAAAAAAAAA!!!! PALERMO UN GOLE DE LOCO!!! Dodô... Dodô... goool!, señoras e señores, Fluminense avanza a la final... Cquote2.svg
Narrador argentino da Fox Sports sobre Club Atlético Boca Juniors
Cquote1.svg Adonde esta la policia para ajudar-nos? Cquote2.svg
Vigilante torcedor bostero esperando o confronto com Los Borrachos del Tablón
Cquote1.svg Y el tercero, y el tercero, y el tercero...GOOOOOOOOOLLLLLLLL DE RIVER!!!! Cquote2.svg
Narrador argentino da Fox Sports sobre Final da Libertadores 2018

Club Atlético Boca Juniors ou Bocó Juniors, Carregadores de Esterco, Meia boca Juniors, Club Atletico Joga Pedra, Pelotas com grife, Bokita El Más Grande ou simplesmente BOKEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEEE, é um time de peteca e futebol da capital do Brasil, Buenos Aires. O time é ruim, e ainda por cima argentino. Costuma foder com quem chega a uma final de Libertadores contra ele, mas já foi eliminado por um time de terceira divisão nessa mesma competição (daí você vê a ruindade e mediocridade do time). Seu hino mais parece música para funeral de bandido

O Boca Juniors é por algum motivo um time super-estimado por participar bastante da Libertadores, quando na verdade todos sabem que a regularidade de participações do clube na competição nacional e seus vários títulos de Libertadores se devem graças ao baixíssimo nível do futebol argentino que permitem o Boca Juniors participar de praticamente todas edições de Libertadores da história. Também não se sabe porque alguns times brasileiros temem o Boca Juniors, afinal todos times brasileiros grandes já derrotaram o time argentino na Bombonera, como o Paysandu.

História[editar]

Cquote1.svg Ué, o Boca não surgiu em 2000? Cquote2.svg
Qualquer um sobre a história do Boca Juniors

Fundação[editar]

O Boca Juniors foi fundado em 1866 por Pombas cristalizadas, emos gays e outros seres completamente drogados, e, apesar de ser um time argentino, foi fundado na capital brasileira de inverno, Buenos Aires, com seu estádio maior que o Maracanã (de acordo com os argentinos), La Bombonera (também chamado La Boquetera). Quanto ao uniforme, ficou decidido que as cores seriam do próximo barco que chegasse em Buenos Aires. E assim foi, quase 2 meses depois chegou uma embarcação desconhecida, com as cores roxa e rosa na bandeira. O mais impressionante é que além de analfabetos, cornos e idiotas os argentinos ainda eram daltônicos, então viram as cores tudo errada e resolveram adotar o amarelo e o azul.

Em seu primeiro jogo da história o Bosta Juniors enfrentou no seu ainda terreno baldio chamado "La Bostanera", o XV de Jurandir del Sur, e acabou perdendo por 37 x 1, o destaque do jogo foi o atacante do Jurandir chamado Feijoada, que marcou 38 vezes (uma vez contra).

Inicio do profissionalismo[editar]

O Boca Juniors profissionalizou-se em 1931, ano em que estreou no Campeonato Argentino de onde nunca mais saiu, graças à capacidade de seus cartolas em pagar boas propinas à AFA para comprar juízes ou nas hipóteses mais radicais mudar os regulamentos de última hora. O Boca Jun\iors foi campeão de 12 dos 15 primeiros campeonatos argentinos, uma vez que simplesmente não haviam times o bastante naquele país e o Boca jogava sozinho. Sem contar que até 1940 o time nem tinha estádio, e mandava seus jogos num terreno baldio num dos tantos brejos de La Boca, e já naquela época fazia valer o mando de campo deixando os times adversários atolados nas poças de areia movediça espalhadas no lamaçal em que jogavam.

Inauguração da Bombonera[editar]

Em 1940 o La Bombonera é inaugurado. O estádio em formato de cortiço transmitia já desde aquela época uma aura de futebol varzeano, e a inauguração num jogo oficial, ocorreu contra o Newell's Old Boys que foi vencida por 2x0 com direito a gol de gandula (Bernardo Gandulla), porque na Bombonera vale de tudo.

Logo no primeiro ano o estádio é carimbado pelo rival com uma vitória do River Plate, um time melhor estruturado e melhor educado, por 5x1.

Outro episódio tipicamente varzeano, algo que viria a se tornar a grande característica de jogos na Bombonera que sempre mais parecem vale-tudo, foi um famoso gol de boina anotado em 26 de setembro de 1943

Libertadores de 1963[editar]

Quando a Argentina tinha duas vagas na Libertadores, só existiam dois times na Argentina... Depois que a Argentina passou a ter três vagas é porque passou a existir três times na Argentina. E atualmente que a Argentina tem 10 vagas na Libertadores, é porque a Argentina tem 10 times, e isso explica porque o Boca Juniors tem participação em todas Libertadores já existentes, sagrando-se o time mais derrotado da competição continental, ganhando títulos de vez em quando só por pura insistência mesmo.

Na Libertadores de 1963, por exemplo, jogou apenas com dois timecos (Olimpia do Paraguai e Universidad de Chile) antes de enfrentar o Santos de Pelé na final. Enquanto o Maradona nunca marcou gol num time brasileiro, o Pelé deixou o gol dele nas redes da Bombonera no último jogo.

Década de 70 e 80[editar]

Maradona, craque do Meia-Boca Juniors, é considerado o segundo melhor jogador de todos os tempos, atrás apenas do glorioso Biro-Biro.

Por 20 anos o Boca Juniors foi tipo um Botafogo (isso mesmo), era considerado um time tradicional mesmo que estranhamente nunca ganhasse nada. O bicampeonato da Libertadores de 1977-1978 foi puro acaso, afinal enfrentou na primeira chance o Cruzeiro que é um time brasileiro conhecido por cagar para times argentinos, e no ano seguinte em 1978 a final foi contra o Deportivo Cali que é tão bom quanto o América Mineiro, ou seja, pior que o Cruzeiro que já havia sido derrotado. O resultado foi uma goleada por 4x0 sobre os colombianos, o maior placar em finais de Libertadores até a memorável final entre LDU e Fluminense.

Nessa época tem também um título Mundial conquistado sobre o Borussia Verein für Leibesübungen 1900 Mönchengladbach e. V. (um time que pelo nome deve ser do País de Gales) que foi acionado para substituir o Borussia Dortmund, que esperto não quis participar de nenhuma pelada contra o Boca Juniors.

O sucesso na Libertadores[editar]

No começo dos anos 2000 o Boca conquistou um punhado de Libertadores e desde então se tornou um time que os brasileiros cagam de medo quando vê pela frente. Em 2000, venceram o Palmeiras nos pênaltis após roubarem pra caralho no primeiro jogo em La Bombonera. Em 2001, fizeram a final contra o Cruz Azul do México, que por ser o Cruz Azul, foi uma partida caracterizada como um W.O. e mais um título pro Boca. Em 2003, confirmaram a dinastia com um memorável título continental com uma campanha impecável com direito a duas vitórias na final sobre o super-estimado Santos de Robinho. A campanha do Boca Juniors no terceiro título ficou marcada por uma derrota em casa para o Paysandu, único time brasileiro até hoje capaz de vencer os argentinos dentro de seu estádio.

Libertadores de 2004[editar]

O lugar para seu time, caso chegue à final da Libertadores

Provando que o título continental do ano anterior foi um mero acaso, o Boca Juniors fez questão de chegar a mais uma final de Libertadores para perder miseravelmente para um time tão bom quando o Deportivo Cali, O Once Caldas, um time colombiano que até então nunca tinha ganho nada. A fraqueza do Boca Juniors sempre foi decisão por pênaltis (afinal, Palermo é um de seus ídolos), e o ponto forte do Once Caldas de 2004 era disputa por pênaltis. Lembrando que o Boca Juniors nesse ano venceu sua primeira decisão por pênaltis da história, e teve que ser em cima do São Caetano, um time da então terceira divisão de São Paulo.

Libertadores de 2007[editar]

Mais um título que veio ao acaso e na cagada, com uma campanha onde perdeu todos seus jogos fora de casa, foi avançando de fase ao fazer seus resultados em seu chiqueiro, La Bomboneira. Na final contra o Grêmio usaram cheat code e após uma macumba incorporaram a alma de Allejo no Riquelme, que jogou sozinho e mesmo assim venceu as duas partidas, com direito a Palermo errando pênalti.

Libertadores de 2008[editar]

Quando se encontrou com o Tapetense (fluminense) eles levaram uma surra em pleno Maracanã dizem as más línguas que o Flualadinense entrou com recurso antes da partida pra poder paga mico na final diante da LDU

O Inicio da Tragedia: na libertadores 2008 acontece uma tragedia depois de um sofrido empate em la bombonera o bosta juniors entrou comemorando a vaga na final da libertadores, foi quando um time ai do cartola tricolor ou Fluminense entrou no gramado, o bosta juniors começou ganhando com um gol de cabeça do perdedor de penalti Pinoquio mais ai inacreditavelmente surrealmente o tricolor fez 3 gols matando o bosta juniors pra sempre.

Libertadores de 2012[editar]

O ano de 2012 ficou marcado na história do Boca Juniors porque tornou-se o time com a maior torcida de toda América Latina entre os dias 27 de junho e 4 de julho, quando enfrentou Corinthians na final da Libertadores. Apesar da total falta de tradição do clube brasileiro, o Boca Juniors provou de uma vez por todas que só é tantas vezes campeão sul-americano porque joga todo ano, afinal o time teve a capacidade de perder a final, e seus jogadores não paravam de tentar pegar na rola do atacante corintiano Émerson Sheik.

Morte[editar]

O clube faleceu em 9 de dezembro de 2018, após um acidente em Madri.

Figuras históricas[editar]

O orgulho do time
  • Gabriel Barbosa: deu à torcida bostera sua única alegria em competições internacionais nos anos 2010 com dois gols na final contra o River.
  • Mauricio Macri: Presidente do clube em sues anos de maior glória, quando o clube comprou ganhou dois Mundiais e três Libertadores. Após uma carreira de sucesso como dirigente futebolístico, lançou uma carreira política que o levou a ser prefeito de Buenos Aires e presidente de Buenos Aires e arredores, onde implantou um plano de eliminação dos pobres da pobreza.
  • Carlos Bianchi: El "Virrey" Carlos Bianchi, é considerado O Técnico, aquele que todos querem ver voltar ao Boca, trazendo a Mística Copeira™ ao clube, o ídolo, o maior da história e de todos os tempos, que não consegue fazer absolutamente nenhum outro trabalho com o mínimo de competência fora treinar o Boca.
  • Diego Armando Maradona, que também é conhecido como maraconha. Jogador que no passado obteve grandes façanhas como cheiras 585.845.841.214.945.214.681.547.265² carreiras de cocaína em apenas 14 segundos. Também era conhecido como o "vou em todas", pelo fato de ir em mulheres e dar beijos "muy calientes" em homens. Hoje em dia maraconha pesa aproximadamente 20 toneladas, recentemente maraconha participou de um jogo na Bolívia, infelizmente foi derrubado no chão e abriu uma cratera gigantesca no gramado. O estádio em que isso ocorreu está interditado até hoje.
  • Martín Palermo, é considerado um mito não só no futebol argentino mas como no futebol mundial também. Dono de um record que permanece inatingível até hoje. Palermo conseguiu errar 1.000² cobranças de pênaltis em uma mesma partida. Hoje em dia palermo faz uma peça de teatro infantil "Pinóquio", o ruim é que ele sempre passa por mentiroso uma vez que seu nariz mede aproximadamente 2 metros. Sua versão do Mundo do Contra se chama Hernán Crespo. Apesar de ser ídolo do Boca, não é torcedor do Boca.
  • Spray de pimenta: Evitou a derrota em um confronto contra o River pela Libertadores de 2015.