Book rosa

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Garota hentai.gif PERVERTIIIIIDOOO(a)!

Tava procurando putaria e caiu nesta página "sem querer", não é?! Pelo menos feche a porta do quarto e divirta-se!

Book rosa é uma prática já antiga que rola entre as modelos femininas em início de carreira. Apesar de não ser uma novidade, ganhou destaque apenas recentemente, graças a Verdades Secretas, mais uma novela de gosto duvidoso que passou na Globo.

Origem[editar]

Exemplos de profissionais adeptas do book rosa.

Provavelmente, o book rosa é tão ou mais antigo do que a profissão de modelo em si. Isso porque a mulherada que topa entrar nesse tipo de negócio faz serviços que mais assemelham-se à prostituição do que à moda, e como as putas são consideradas as profissionais mais antigas do mundo, esse serviço já deve acontecer desde os tempos mais primórdios da putaria.

O nome da expressão é inspirado no termo book, que para os gringos significa livro, mas para os brasileiros, que adoram cagar um inglês made in Brazil, refere-se a um álbum fotográfico que as aspirantes a modelo realizam no início da carreira para exibir seu portfólio aos contratantes. A cor rosa foi adicionada como uma provável referência ao órgão reprodutor feminino, que costuma apresentar uma coloração interior rosada.

Uma modelo adepta do book rosa basicamente é aquela que topa fazer uma horinha extra com os clientes após o expediente, o que aumenta consideravelmente a quantidade de grana que recebe no cachê. Reza a lenda que, enquanto uma modelo tradicional fatura entre 70 e 150 reais por cerca de quatro horas de trabalho, a modelo ficha rosa ganha de 600 a 1800 reais. Mas atenção, esta prática geralmente é válida somente entre modelos comerciais, aquelas gostosonas que ficam paradas de forma imbecil fazendo pose e sorrindo durante eventos. Uma modelo de passarela, à la Gisele Bündchen e similares, dificilmente possui book rosa, até porque estas são tão magras que se forem transar com alguém, quebram no meio.

Atualmente[editar]

As fichas rosa que dão certo na vida costumam arrumar emprego de assistente de palco em programas de auditório, enquanto as que não são tão bem sucedidas acabam tendo que apelar para o cinema pornô. O sucesso atual do book rosa deu origem a outras vertentes semelhantes, como o book azul, que é para homens, e o book branco, para mulheres que até topam ficar nuas, mas não chegam a trepar com os contratantes.