Calicanto

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Calicanto
Uma espécie dessa florzinha
Uma espécie dessa florzinha
Classificação científica
Reino: Plantinhas
Superdivisão: Plantas com esperma
Divisão: Anjo esperma
Classe: Magnolias
Ordem: Laurinhas
Família: Cale-sethacea
Gênero: Caricato

Cquote1.png Flor mais estranhas que as minhas e daí não sai fruto? Cquote2.png
Pessegueiro sobre calicanto.
Cquote1.png É flor isso? Cquote2.png
Petúnia sobre Calicanto.
Cquote1.png Não é um legume? Cquote2.png
Anêmona (flor) sobre calicanto.
Cquote1.png É batata palito! Cquote2.png
Íris Stefanelli sobre calicanto.
Cquote1.png ... Cquote2.png
Íris (a flor) murchando de vergonha sobre o comentário acima.

Calicanto é uma florzinha toda desbeiçada e amarela que surgiu para não falarem que a natureza não poderia produzir uma flor que parecesse naturalmente esmagada, sem que tivesse sofrido um ataque. Isso porque a natureza se ofendeu ao acusarem de fazer apenas coisas certinhas.

E assim...[editar]

Calicanto não tem qualquer pretenção de se confundir com poste.

A natureza ama os calicantos até mais do que as outras flores já, que ele a auxiliou tanto, quando não aguentava mais ouvir que só fazia coisas certinhas e perfeitinhas. A natureza resolveu mostrar que poderia fazer algo do tipo phoda mas, não partiu logo para as plantas, ela primeiro quis fazer algo bem diabólico, imperfeito, sujão e tal... assim surgiram os humanos e, a natureza e a Terra disseram manda mais que não deu nem pro cheiro aliás foi de comum acordo entre a natureza e o planeta Terra.

Calicanto vermelho... achou que a desgraça não podia piorar..?

Na criação do homem nenhum ser deveria mais ter o que dizer quanto à natureza ter medinho de fazer merda, incrivelmente continuaram os grunhidos acerca da falta de coisas menos perfeitinhas mas, dessa vez o planeta chamou a natureza num cantinho e disse que não queria foder... especificando, não tinha tanto problema com uma criatura tipo os humanos, já que eles morrem facinho nos ciclos mais ferozes mas, ela não queria foder com as demais espécies antes do tempo concordando com outra criação tipo os humanos.

Calicanto murcho... notou alguma diferença?

Daí, por questão de cautela, a natureza não fez outra aberração dessas mas, tinha que manter sua reputação e notou que os falastrões se baseavam (...) mais nas flores para dizer que ela era perfeitinha e, assim começou a criar o calicanto. Ela, enquanto criava juntava receitas de outras flores e mais coisas insignificantes... e a florzinha desbeiçada começou a se formar e, ainda falava com ela dando dicas de como ela mesma ficar estranha, a única coisa que ela não queria era ter cu mas, não se sabe porque já que a merda estava sendo feita. A natureza além de preparar o calicanto, tomava forma animal e ia fazer o que ela mesma manda, para saber de coisas consideradas mais sujas digamos assim, mas quanto mais ela praticou mais acho que nada tinha de sujo aquilo que ela criou... bom...

Abrindo a flor (ui)[editar]

Fonte de inspiração de erguei as mãos e dai sua carteira.
O calicanto fechado continua lembrando o legume mas, meio podrão...

Os calicantos praticamente não têm caule e nascem nos galhos em fileira, tipo macacos bem organizados se dependurando. Eles lembram uma mão, não um mamão, uma mão com os dedos para cima. Outra coisa que eles lembram é batata palito mal frita e murcha, por isso já foi comido várias vezes por engano dentro das estufas por alguns florista ou botânico esfaimado.

Assim mesmo, ainda acham o calicanto ornamental mas, é uma florzinha feia, embora não seja das mais sem graça e nem pode ser cultivada em vasinhos ridículos pra sorte dela. Não sei se isso dá perfume para alguém passar na bunda após o banho, nunca cheirei... na verdade já cheirei algumas bundas mas, não cheirei o calicanto, nem sei se as bundas que estavam perfumadas eram com calicanto.

Quanta mais longe melhor o calicanto fica.

Não se sabe também porque esse nome mas, pelo latin: Callycanthus praecox, pode-se imaginar que deve ser porque... é... exatamente isso. Esse nome em portuga até tem umas rimas boas, tipo aquelas veadagens de encanto, desencanto, acalanto... e, nem se sabe como foi que essa florzinha escapou de músicas toscas com seu nome.

Você até pode pedir que o calicanto vire esse monte de dedinhos prá lá mas, ele não pode obedecer por não conhecer outra forma. Por sinal esse dedinhos foram mesmo ideia dele quando estava dando ideias para a natureza. Ele não queria pegar nada mas achou dahora mesmo assim, a forma desbeiçada foi ideia de um macaco que passava por lá... apenas para desencargo de consciência de todas as florezinhas que ele já havia esmagado.